Dark Side RPG

Um RPG que se passa em um mundo pós-apocalíptico, com vários reinos se formando sobre as ruínas do mundo antigo.
 
InícioCalendárioGaleriaFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 A linhagem das sombras

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
Ir à página : 1, 2  Seguinte
AutorMensagem
Narrador-kun

avatar

Sexo : Masculino
Status : ???
Tendência : Neutro - Neutro
Data de inscrição : 01/11/2014
Mensagens : 213

MensagemAssunto: A linhagem das sombras   Ter Jan 19, 2016 8:57 pm

A Resistência parecia mais agitada do que o normal. Com a proximidade do fatídico dia, todos demonstravam estar cada vez mais saturados de serviço. Generais aumentavam a intensidade dos treinos, a inteligencia checava duas vezes cada informação que transitava. Outros oficiais tentavam arrumar problemas internos como armamento defeituoso, soldados em crise de pânico e até mesmo problemas de atraso na entrega de veículos na oficina central, da qual o engenheiro-mestre Mark Sanderson é o chefe.

Nem mesmo para aliados da Resistência, como membros da Dragão Bonzinho, as coisas pareciam se acalmar. Alguns membros haviam saído em uma missão que estava demorando mais que o comum, o que apenas servia para aumentar a ânsia, um passo a mais em torno da massa crítica. Outra gota nessa imensa piscina de emoções, é a notícia de atividade de Skyhold investigando locais perigosamente próximos da base central de operações da Resistência.

Mas para alguns, as coisas não podiam parecer mais tranquilas, como era o caso de Shiori Ishiyama, que buscando um pouco de paz em meio a tanta movimentação, decidia sair de seus aposentos e se afastar do foco de atividades militares, passeando pela área periférica de Bluehaven, local esse pouco movimentado e com pessoas de vida mais simples, que optaram por viver sob a proteção da Resistência mas não manifestam desejo, ou não são aptos ao militarismo, portanto buscam outros meios de ajudar, como estabelecer um comércio pequeno ou praticar atividades de caça ou plantio.

Shiori, atormentada por recentes pesadelos, nem imagina sua real causa. Ela não imagina, pois não detém conhecimento necessário sobre sua existência. A existência dos Noroi, e mesmo se detivesse, jamais saberia a verdade terrível que se esconde por trás de seu passado. Shiori pode estar cega para o que ocorre a sua volta e dentro de si, mas graças a um Noroi já conhecido por poucos, ela está prestes a expandir seus horizontes... para pior.

(Ordem: Yohei, Shiori)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Yohei

avatar

Status : Vivo(a)
Data de inscrição : 01/02/2015
Mensagens : 12

MensagemAssunto: Re: A linhagem das sombras   Ter Jan 19, 2016 9:44 pm

Um ombro esfacelado raramente serviria de qualquer desculpa para o Mercenário voltar ao Dojo de seu clã. Demorou alguns dias de dor, mas eventualmente a maldita demônio de sua espada o curou. Enquanto ela puder atormentá-lo, ele não morreria, mas sofreria bastante até estar inteiro de novo.

Estranhamente, ele acabou sendo curado um tanto cedo demais para os padrões que havia analisado até hoje. Ele sentia algo estranho na espada, o mesmo sentimento que teve antes de engajar no assassinato do filho de Huang Zhii, mas dessa vez tinha algo a mais. O sentimento era... nostalgia? Ele chacoalhava sua katana, impossibilitada de ser desembainhada por um terço budista, atuando como corrente e prendendo a espada na bainha.

- Diga logo de onde você está sentindo eles, Onna-oni.

"Yohei-kuuun, sempre tãão bruto comigo.. ngh!"

Lasciva era a palavra perfeita para descrevê-la. Ele não tinha nada além disso, pois nunca havia visto sua forma verdadeira por uma série de motivos. Após gemer bastante e entrelaçar a resposta com inúmeras provocações, Onna-oni lhe dizia onde o rastro de Chi maligno estava emanando. Muitos dias de viagem depois, Yohei alcançava Bluehaven.

A medida que se aproximava, ele próprio conseguia sentir algo diferente. Era como se um Noroi muito forte estivesse pelas redondezas, perdido, seu poder oscilante como se houvesse medo de se libertar por completo. Para alguém como Yohei, aquilo era de fato um desperdício e ele odiava desperdícios. Ele também odiava o fato de sua família ser muito pequena, por isso fazer despertar toda essa mágoa, angústia e medo para transformar em poder de destruição faria ele, seu clã e sua espada muito felizes.

- Shiori-chan...

Mas é claro que seria um trabalho lento. Yohei, embora não tivesse demonstrado naquele dia da ponte, era alguém dotado de uma incrível disciplina mental, o que é óbvio pois ele necessita disso para não enlouquecer completamente pelo espírito da espada. Dessa forma, ele iniciou um processo lento de enviar minúsculos estímulos à Shiori durante seu sono, utilizando-se de seu próprio Chi Sombrio para que a própria energia de Shiori fosse despertada aos poucos, sem que ninguém notasse. Além de seu trabalho ser muitíssimo discreto, todo o inconsciente coletivo de Bluehaven estava num clima tenso de apreensão. As pessoas pareciam estar mais nervosas e amedrontadas, apenas o cenário perfeito para um Noroi trabalhar. Mas ainda faltava o toque final e aquele dia lhe parecia perfeito.

- Por que não acorda... Por que não... foge?




Yohei caminhava normalmente em meio as pessoas. Ele ocultava tão bem sua presença, sua aura e suas intenções, que as pessoas simplesmente não prestariam atenção no rapaz de cabelos negros. Ninguém, exceto Shiori. Como uma aparição, Yohei por vezes surgia na frente da garota, sorrindo com os olhos cobertos por seu chapéu de palha oriental. Ficava ali parado, nem tão perto nem tão distante. Encarava-a, deixando que outros transeuntes passassem por ele. Yohei ficaria daquele jeito, parado tempo suficiente para ser notado pela garota e então sumia. Apenas para repetir sua aparição, em sua visão periférica, outras vezes ele apenas enviava um sussurro que parecia vir de nenhum lugar senão a própria mente de Shiori. O processo se repetia até o cair da noite, quando todas as pessoas resolviam voltar às suas casas, Yohei se apresentaria na forma de um vulto enegrecido por inúmeras sombras.

- Não precisa se afligir... - A voz ecoante parecia não sair da boca de Yohei, mas emanar de todos os lados. - Eu posso acabar com sua angústia... se você escolher vir até mim.

E com isso, sua aparição dissolvia-se em fumaça escura, caindo no chão e voltando à floresta noturna, como se rasteja-se pelo chão.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Shiori Ishiyama

avatar

Sexo : Feminino
Status : Vivo(a)
Terra Natal : Dragonland
Tendência : Neutro - Neutro
Data de inscrição : 01/07/2014
Mensagens : 51

MensagemAssunto: Re: A linhagem das sombras   Qui Jan 21, 2016 12:26 am

Apesar da proximidade do momento esperado por toda a Resistência, Shiori sempre pareceu ser a menos afetada por toda aquela guerra. Porém nos últimos dias aquela tranquilidade da Ishiyama parecia desaparecer mais e mais devido aos constantes pesadelos que a garota tinha. Sem perceber que estava sendo alvo, Shiori ficava cada dia mais vulnerável mentalmente devido a noites que passou em claro após um novo pesadelo.

Naquele dia em questão, a jovem saiu de casa sem seu corvo de estimação. Um lugar mais tranquilo, um lugar onde ela poderia pensar um pouco. Quanto tempo Shiori não andava sozinha? Desde que saiu de Dragonland com Jun, Shiori nem se lembrava mais quando foi a última vez que se afastou de tudo para pensar.

"Por que não acorda...."


Num sussurro aquelas palavras entravam na mente da Ishiyama que levantava o olhar, vendo uma figura misteriosa no meio de algumas pessoas, mas que logo desaparecia. A confusa Ishiyama balançava a cabeça e voltava a andar mas logo seus olhos viam novamente aquela figura. O corpo de Shiori se arrepiava. Algo parecia errado. Cada parte de seu ser a alertava para que ela tomasse cuidado, mas ao mesmo tempo ela seguia olhando ao redor, procurando aquela pessoa, ficando cada vez mais irritada com aquele joguinho.

- Tsc...

"Eu posso acabar com a sua angústia... se você escolher vir até mim"

Angústia... Ela não estava angustiada. Ou estava? Não, Shiori sabia que aquela angústia que sentiu durante tantos anos estava desaparecendo a cada dia que passava ao lado de Jun. Na realidade desde que decidiu sair de Dragonland a garota parecia sentir-se mais leve. Mas... aquele sentimento estranho que sempre sentiu em sua vida... ainda não desaparecera totalmente.

- Eu posso estar fazendo a coisa mais idiota da minha vida...mas... - Aquele ser parecia saber o que ela sentiu durante toda a sua vida. Mesmo que fosse a atitude mais burra do mundo, Shiori seguiu aquele ser misterioso até a ultima aparição desaparecer, estando agora num lugar completamente deserto.- Você fala como se soubesse...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Yohei

avatar

Status : Vivo(a)
Data de inscrição : 01/02/2015
Mensagens : 12

MensagemAssunto: Re: A linhagem das sombras   Qui Jan 21, 2016 8:23 pm

Naturalmente, seu plano dava certo. Sim, o samurai sem nome já o utilizara inúmeras vezes, com os mais variados propósitos. A sombra na qual se tornara, recuava floresta adentro. Instigando a curiosidade da garota. "Todos esses anos, eles esconderam as respostas de você!" Uma densa neblina se formava em meio as árvore, tão altas e tão folhosas, que bloqueavam a passagem de luz. "Venha comigo, me siga... eu lhe darei o que você realmente quer." Por fim, Shiori chegava no local onde Yohei queria.

- "Como se eu soubesse?" Mas eu sei, Shiori Ishiyama...

De pé, no meio de uma clareira, Yohei fazia uma reverência demorada e respeitosa. Atrás dele, havia o que parecia ser um "Altar" improvisado. Eu digo Altar, por que não existem mais palavras para descrever aquilo. Um grosso toco do que antes foi uma gigantesca árvore, agora sustentava um incensário de bronze, aceso e emanando um doce aroma por todo o ambiente, ao lado de um crânio humano em tamanho real tão escuro e brilhante, que parecia ter sido feito de alguma pedra preciosa. Em frente ao "Altar", haviam duas estacas fincadas no chão, pouco menores que um ser humano. Elas foram rusticamente talhadas com símbolos orientais simples e desenhos bizarros.

- Ou como devo chamá-la à partir de hoje... Shiori Noroi.

Indiferente da reação que a garota poderia esboçar, Yohei abriria um sorriso gentil (apesar da situação) e então se aproximaria da garota. O incenso que acendera, continha um veneno alucinógeno que Yohei era imune, por isso é possível que Shiori já estivesse sentindo pequenas tonturas. Além disso, conforme o Samurai se aproximava dela, sua influência maligna sobre a aura de Shiori aumentava, pois esta ainda não sabia como controla-la por completo. O cenário estava perfeito.

- Eu não ficaria surpreso se não soubesse quem somos... Os Ishiyama nos renegaram até mesmo de sua história. - As próprias palavras de Yohei eram venenosas, difíceis de não prestar atenção. - Os Ishiyama nos usaram, nos sacrificaram... e então nos expulsaram, acusando-nos de vilões! Sempre nos mantiveram à sombra de sua existência perfeita... E eu vejo o mesmo passado dentro de você. - Agora Yohei estava desconfortavelmente próximo e passava uma das mãos na frente do rosto da garota, adentrando em sua mente, estimulando sua confusão. - Agora sua verdadeira família está aqui, e nós iremos lhe tratar com o respeito que você realmente merece. Venha conosco... irmã!

Ele podia ver, ele podia sentir. O turbilhão arco-íris de emoções que estava se formando dentro da garota, e ele sabia... sabia que a mistura de todas as cores sempre resultava em preto. A demônio em sua espada cantarolava alegremente em sua cabeça, tão alegre que sem cobrar nenhum preço, dava mais e mais de sua própria energia para Yohei utilizar na ascensão do Chi Maligno de sua vítima. Tudo estava indo conforme o planejado, apenas mais algumas horas e o Mercenário poderia levá-la para Skyhold.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Shiori Ishiyama

avatar

Sexo : Feminino
Status : Vivo(a)
Terra Natal : Dragonland
Tendência : Neutro - Neutro
Data de inscrição : 01/07/2014
Mensagens : 51

MensagemAssunto: Re: A linhagem das sombras   Sab Jan 23, 2016 11:17 am

A cada passo que Shiori dava aquela pessoa conseguia intrigá-a ainda mais, porém seu corpo tentava enviar sinais de perigo constantemente.

Quando finalmente paravam aquela brincadeira de gato e rato, Shiori notava o altar por trás daquela pessoa e ele lhe chamava de Noroi. Quem eram os Noroi afinal? A garota nunca havia ouvido falar. Quando a Ishiyama abria a boca para falar algo, aquela pessoa continuava falando e falando, enviando informações e mais informações. Por mais que Shiori nunca tivera dificuldade para entender as coisas, naquele momento as palavras de Yohei pareciam confusas demais, tão confusas que a defesa natural da garota era desarmada.

- Verdadeira família? - Sussurrava a garota agora claramente tonta pelas informações e pelo veneno. - Eu não entendo... eu não... - Lentamente cada lembrança que sempre amargurou Shiori em sua vida ia voltando.

Inicialmente era como ele havia dito, não? Shiori sempre esteve nas sombras, mesmo que sem querer, ela sempre foi ofuscada por alguém. Seu irmão... Otohime...Sayuri... Até mesmo as filhas de Shen Shi... Todos sempre tão perfeitos e sempre em destaque. Em pouco tempo Yohei conseguia trazer de volta um sentimento que Shiori demorou anos pra conseguir esquecer... Anos morando sozinha para esquecer.

- Eu...não entendo... - uma lágrima deslizava pelo rosto da Ishiyama que sentia como se estivesse segurando uma enorme pedra durante tanto tempo, ao mesmo tempo que claramente aqueles sentimentos faziam a aura escuridão da garota se manifestar cada vez mais e ao redor de Yohei e Shiori um campo elétrico começava a se formar até que aquele turbilhão de emoções era demais para a garota que acabava desmaiando.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Narrador-kun

avatar

Sexo : Masculino
Status : ???
Tendência : Neutro - Neutro
Data de inscrição : 01/11/2014
Mensagens : 213

MensagemAssunto: Re: A linhagem das sombras   Sab Jan 23, 2016 11:55 am

Shiori caía facilmente nos truques sujos do Samurai sem nome, que já começava os rituais necessários para o corrompimento de sua nova recruta. As circunstâncias foram perfeitas, o alvo não poderia ser melhor pois mesmo que dessem por sua falta, ninguém conseguiria rastreá-la, certo?

Errado. De todos os fatores, Yohei não contava com Brân, o corvo de estimação da garota.

Conforme as horas passavam, Brân iniciava sua busca pela cidade afim de encontrar sua mestra. Não demorou muito para ele notar que algo estava errado, ele podia sentir a energia da garota mas sozinho, achar sua localização seria impossível. O Sol em breve iria se por, então devia agir rápido.

Takashi era a pessoa que ele mais confiava depois de Shiori, pois o General além de ter o mesmo sangue de sua mestra, possuía uma grande afinidade com animais.

Achar sua localização não demorou muito. O General estava atendendo a um pedido de seu amigo Jun, que desejava treinar suas habilidades com Takashi. Eles estavam nos arredores de Bluehaven, pouco afastados para não chamar muita atenção dos civis. Brân chegaria pousando num local próximo dos dois e com um alto crocitar, chamaria atenção dos dois guerreiros.

(Ordem: Takashi, Jun)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Takashi

avatar

Sexo : Masculino
Status : Vivo(a)
Data de inscrição : 28/07/2014
Mensagens : 45

MensagemAssunto: Re: A linhagem das sombras   Sab Jan 23, 2016 1:03 pm

Não eram raras as vezes em que Takashi revivia o passado quando estava treinando. Jun havia lhe feito o pedido e Takashi não hesitara em concordar alegremente. É claro, ele não usaria sua técnica marcante de suas lanças, pois o treino que Takashi estava dando a Jun, não consistia apenas num simples teste de habilidade. Ele notara uma semelhança incrível entre eles tanto em habilidade, quanto em personalidade, assim o treino consistia numa aula sobre táticas e estratégias também, para instigar o raciocínio consciente durante o calor de uma batalha.

- Tanto numa luta quanto numa guerra, você deve conhecer três coisas. - Dizia ao se desviar de uma estocada de Jun. - O oponente, o terreno... - Então fazia uma finta com a ponte da lança, mas tão logo mudava a trajetória do ataque, batendo com o cabo em direção as costelas do garoto. - E a si mesmo.

Essa foi uma das primeiras lições que recebera de seu mentor de campo, o General Sagara. Sim, Takashi teve diversos mestres em sua vida. Seus pais, Amaya e Daisuke. Huang Zhii, o mais antigo mestre do Templo. Mas aquele com quem marchava para as guerras, aquele que lhe ensinara a coordenar tropas e trouxe à tona todo seu carisma e liderança, foi o General Sagara.

"- Ora, Taka! O que te aflige?

O pequeno Takashi de 10 anos de idade ia até a barraca de seu general e mestre, algumas horas após uma grande batalha ter ocorrido.

- Eu tomei uma decisão errada... e cem homens morreram por minha culpa.

- Você coordenou bem a vanguarda, e por isso ganhamos a luta. Não tem por que ficar triste.

- Mas esse é o problema... Eu não me sinto triste! - Takashi erguia o rosto, seus olhos de raposa já presentes desde muito cedo. - Eu continuo sorrindo como sempre.

- Você reconhece seu erro?

- Sim.

- Vai trabalhar para ser mais inteligente?

- Sim.

- Você compensou os homens que lutaram?

- Sim.

- Honrou os mortos?

- S-sim...

- Então não tem por que se entristecer. - Sagara se ajoelhava perante Takashi, tocando seu ombro. Ele sabia que o garoto era único e precisava deixá-lo ciente disso. - Você possui um dom muito especial dentro de você, Takashi. Você consegue retirar alegria de onde existe apenas tristeza, consegue transformar angústia em esperança. A morte não precisa ser ruim. Em vez de ficar triste pelos mortos, você celebra aqueles que vivem! Não há nada nesse mundo que você não consiga fazer, enquanto mantiver esse sorriso.
"

De volta ao presente, Takashi lançava uma enxurrada de ataques impiedosos. A lança era sua arma favorita e mesmo não usando duas, ele mostraria todo o potencial da arma. Os ataques não vinham apenas da ponta de metal, e quando vinham, também não eram apenas estocadas. Takashi sabia exatamente como desviar, aparar e contra-atacar golpes direcionados a ele, afinal de contas seu oponente também usava uma lança. O terreno era um local com bastante terra rochosa e pouca grama, bem parecido com o terreno em que havia vagado pelos últimos anos, portanto ele sabia utilizá-lo ao seu favor. Combinando esses três elementos, Takashi conhecia a si, seu oponente e o terreno, dessa forma ele sabia que ao se apoiar com mais força no chão, seu pé não afundaria e ele teria mais impulso para contornar o avanço de Jun e desviar seu golpe com o cabo da lança, rodando-a rapidamente e aproveitando o embalo para lhe direcionar uma porrada nas panturrilhas. Caso o golpe acertasse, Takashi pararia por um segundo, sorrindo como sempre o fazia.

- A lança é uma das mais versáteis armas, perfeita para os guerreiros de alto nível. Aproveite toda sua extensão, seja para aumentar o alcance dos ataques, como para lutar bem de perto também!

Então o corvo de Shiori pousava e Takashi sentia no chamado do animal, uma preocupação real com sua irmã. Por um segundo o sorriso ia embora de seu rosto, mas logo retornava. Virava-se para Jun, deixando sua lança sumir numa labareda de fogo.

- Jun-chan, algo aconteceu com a Shi-nee.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Jun Zheng

avatar

Sexo : Masculino
Data de nascimento : 19/01/2012
Horóscopo chinês : Gato
Zodíaco : Capricórnio
Status : Vivo(a)
Terra Natal : Dragonland
Tendência : Leal - Bom
Data de inscrição : 30/06/2014
Mensagens : 54

MensagemAssunto: Re: A linhagem das sombras   Sab Jan 23, 2016 4:14 pm

O Zheng queria ficar mais forte, para que não pudesse deixar seus companheiros na mão e ficar para trás na nobre causa que a Resistência tinha. Todos os dias ele via os habitantes de Shadowrealm sendo reprimidos pela força que Skyhold possuía. Era uma vergonha, feria sua honra não poder ajudá-los na mesma hora pois sabia da força gigantesca daquela nação, não conseguiria lidar contra tudo aquilo. Sempre que o abuso de força terminava, Jun procurava ajudar aquelas pessoas, no que fosse, era o máximo que podia fazer naquele momento.

Dias após sua última missão, Jun aproveitava a proximidade de Takashi, o general de Dragonland, para lhe pedir conselhos e se possível, treinamento. Os dois usavam do mesmo tipo de arma, a lança. Se pudesse aprimorar sua técnica com aquela arma com certeza ficaria mais forte.

Takashi era um adversário formidável, além de um bom tutor. As esquivas do general junto de seu sorriso constante chegavam a irritar um pouco o Zheng que não conseguia acertá-lo de maneira alguma, e sempre que pensava que conseguiria surpreendê-lo, Takashi era mais rápido e contra-atacava de uma maneira que quem ficava impressionado era Jun.

Os movimentos do Zheng eram bem semelhantes ao de Takashi, mas Jun pecava em experiência, coisa que o general de Dragonland possuía bastante. "Conhecer o inimigo, o terreno e a si mesmo", palavras do general para ele. Jun sabia que devia ler o próximo movimento do inimigo para ter uma chance de contra-ataque, mas...

"O inimigo pode ser mais rápido que o meu pensamento... será que é por isso que tenho que conhecer o terreno? E quanto a parte de conhecer a si mesmo?..."

Até então Jun estava conseguindo defender os contra-ataques de Takashi sempre por pouco, os reflexos dele eram ótimos e ele dificilmente perdia energia em um combate. Sua aura passiva de água ajudava bem nisso, mas quando se perdia nesses pensamentos, o balanço de uma de suas estocadas ia além do esperado e Takashi não o perdoava, lhe acertando nas panturrilhas com grande força, fazendo o Zheng cair sentado no chão.

Ele fechava seus olhos a primeiro momento, sentindo uma leve dor nas pernas e ouvindo o comentário de Takashi, Jun se levantava enquanto abria os olhos e respondia com uma leve entonação de dor na voz:

- Hai hai... Tch, ainda não peguei muito bem essa de conhecer a si mesmo. Sei que devo conhecer meus limites, mas isso ajudaria...

Nesse momento, um barulho familiar ecoava pelo lugar, era Brân e Jun nunca o via fazer um barulho daquele jeito. E ao ver que Takashi perdia seu sorriso por um momento, poderia significar algo ruim. Logo em seguida vinha a notícia, de que alguma coisa havia acontecido a Shiori.

- É sério?... Isso é bem incomum, ela é sempre tão cautelosa.

Guardando sua lança nas costas, Jun olhava para Takashi agora mais sério.

- Se o Brân tá dizendo isso, deve ser algo sério. A gente tem que ir atrás dela!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Narrador-kun

avatar

Sexo : Masculino
Status : ???
Tendência : Neutro - Neutro
Data de inscrição : 01/11/2014
Mensagens : 213

MensagemAssunto: Re: A linhagem das sombras   Dom Jan 24, 2016 4:34 pm

Tanto Jun quanto Takashi, tem Shiori em alta estima, portanto jamais hesitariam em se colocar de prontidão para qualquer em perigo que ela pudesse estar. Brân e Takashi dividem suas consciências e rapidamente traçam o caminho que eventualmente levaria a Shiori. Os dois lanceiros se poem a correr e em poucos minutos chegam aos limites da floresta.

Apenas de se aproximar da floresta, seria fácil notar algo errado. Ela estava mais escura do que o normal, a luz parecia não penetrá-la por nenhum lado, um sutil cheiro de morte emanava do ar úmido que rapidamente atingia as narinas de qualquer um que se aproximava.

Mas Jun e Takashi não estavam sozinhos ali. Vindo de fora da floresta, algo se aproximava mas não uma presença maligna. Na verdade, sua aura parecia iluminar toda a escuridão de envolvia o ambiente, como se fosse uma luz de esperança em meio ao caos. Uma presença já muito conhecia por Takashi e um pouco por Jun. O neto do mais antigo mestre do Templo Ishiyama, Huang Zhao!

(Ordem: Zhao, Takashi, Jun)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Huang Zhao

avatar

Sexo : Masculino
Data de nascimento : 01/07/2011
Horóscopo chinês : Gato
Zodíaco : Câncer
Status : Vivo(a)
Terra Natal : Dragonland
Tendência : Leal - Bom
Data de inscrição : 23/03/2015
Mensagens : 10

MensagemAssunto: Re: A linhagem das sombras   Ter Jan 26, 2016 7:10 pm

Não havia tempo para descansar, não quando as forças corruptas se moviam pelas sombras, tramando as próximas atrocidades a realizar. O jovem Zhao, vindo de mais uma longa jornada em busca de pistas que o levassem até os inimigos de seu clã, finalmente se aproximava da cidade de Bluehaven. Mas pouco antes de chegar a cidade ele sentia uma estranha energia pelas proximidades e mediatamente colocava-se  naquela direção.

- Seria possível?

Preocupado, ele acelerava o passo e colocava-se a correr, pois sabia que se aquele fosse o rastro deixado por um Noroi ele não duraria por muito tempo. Tentava não se exaltar, pois caso se deixasse levar pela impaciência, acabaria revelando sua chegada. A medida que se aproximava, podia sentir energias familiares, eram Takashi e Jun que se colocavam em frente a floresta da qual a aura sombria emanava.

- Vejo que também perceberam! Espero que não se importem com minha companhia! Haha.

Diminuindo o passo, ele se aproximava dos dois com um sorriso no rosto, usava suas roupas de viajem de cores amarela e dourada e por cima uma capa marrom, suja e desgastada assim como seus sapatos. Zhao encarava a floresta por alguns segundos com olhos apreensivos e logo falava.

- Sabem o que aconteceu aqui? Essa energia me parece familiar.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Takashi

avatar

Sexo : Masculino
Status : Vivo(a)
Data de inscrição : 28/07/2014
Mensagens : 45

MensagemAssunto: Re: A linhagem das sombras   Ter Jan 26, 2016 8:31 pm

Takashi rapidamente entrava em sintonia com Brân. Ele já havia feito isso algumas vezes no passado, a última vez foi quando estava em missão à mando da Resistência. Rapidamente ele se lembrava daquele dia, as pessoas envolvidas, aliados e inimigos... ele se lembrava do Samurai sombrio que parecia saber muito sobre todos ali. Um palpitar mais forte em seu coração fazia-o reviver o estranho sentimento que teve ao encontrá-lo.

- Vamos, Brân! Me empreste sua força novamente, haha!

Pensar naquele tipo de coisa não ajudaria a situação. Takashi meditara por um tempo, logo após aquele seu encontro e rapidamente soubera o por quê daquele sentimento. Ao encontrar Yohei pela primeira vez, o General sentira a pior coisa que poderia sentir numa situação daquelas.

Não demorou muito e logo estavam nos limiares da floresta. O Sol lhe presenteava com seus últimos raios do dia, mas a floresta parecia estar a décadas submersa em noite, seja tanto pela ausência de luz como pelo forte cheiro de mofo vindo das árvores. Essa floresta não era assim e foi transformada rapidamente, o que era apenas mais um sinal negativo para a situação. Takashi estava prestes a seguir em frente quando Huang Zhao surgia de encontro a ele e Jun.

- Haung-bou! Não esperava vê-lo por aqui!

Por fora, era como um passeio no parque. Takashi continuava sorrindo, seus finos olhos de raposa emanando confiança e calma. Por dentro ele estava... confuso. Já era óbvio que algo estava muito errado e isso envolvia sua irmã, mas ele sabia que Huang Zhao caçava Norois, ou seja, se ele estava aqui então algum Noroi estava por perto, provavelmente com sua irmã. Sem dizer mais nada, Takashi fazia um sinal para todos adentrarem a floresta. E aquele sentimento que ele teve ao encontrar Yohei crescia dentro de si novamente. O sentimento de familiaridade.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Jun Zheng

avatar

Sexo : Masculino
Data de nascimento : 19/01/2012
Horóscopo chinês : Gato
Zodíaco : Capricórnio
Status : Vivo(a)
Terra Natal : Dragonland
Tendência : Leal - Bom
Data de inscrição : 30/06/2014
Mensagens : 54

MensagemAssunto: Re: A linhagem das sombras   Qui Jan 28, 2016 8:25 pm

Assim que Takashi seguia sendo guiado por Brân, Jun o acompanhava. Olhando para o corvo, o via agir diferente do normal... algo de ruim realmente havia acontecido e quando chegavam aos limiares da floresta era mais do que certeza que Shiori estava em perigo, tanto que o Zheng passava a se preocupar bastante agora.

Shadowrealm já era uma terra escura por não receber muito da luz do Sol, mas a floresta a frente dele estava submersa na escuridão, como se a luz não conseguisse entrar, além de sentir uma aura e instinto totalmente malignos vindo dela e pelo que tudo indicava, Shiori estava lá dentro.

Poucos segundos depois dele e Takashi chegarem aos limiares, uma presença familiar aparecia. Huang Zhao, aquele que os ajudou na missão de interceptação e neto do Mestre Huang Zhi, um grande nome em Dragonland.

- Oh. Não tive chances de agradecer naquele dia na ponte, foi de grande ajuda!... Mas parece que temos mais problemas... não faço ideia do que causou isso aqui.

Jun até tentava se animar ao cumprimentar Huang Zhao, mas seu rosto sério permanecia, sua preocupação era grande. Assim que Takashi fazia um sinal para que o seguissem, o Zheng cerrava seus punhos e não hesitava em segui-lo, adentrando assim naquela temível e escura floresta.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Narrador-kun

avatar

Sexo : Masculino
Status : ???
Tendência : Neutro - Neutro
Data de inscrição : 01/11/2014
Mensagens : 213

MensagemAssunto: Re: A linhagem das sombras   Sab Jan 30, 2016 10:05 am

Muitos anos atrás, Liang Zheng foi condecorado como membro oficial da família Ishiyama pelo lendário Mestre Bai Long, líder este que jaz agora morto e em seu lugar, assume Ishiyama TenKai. Sendo assim, é apenas natural que toda a linhagem de Liang seja condecorada com o título de Ishiyama, logo, Jun é também um Ishiyama.

Takashi Ishiyama, Jun Zheng Ishiyama e Huang Zhao Ishiyama avançam ferozmente em meio a árvores e neblina, toda a energia negativa do local pesando seus corações, sufocando-os com tamanha pressão. Mesmo sendo fortes Ishiyamas, os três se perderiam facilmente naquela floresta se não fosse por Brân, que em conjunto com Takashi, conseguiam identificar a fraca aura de Shiori e depois de algum tempo de muita corrida, os três chegavam até uma região da floresta onde as árvores eram um pouco mais esparsas.


A visão era terrível. Shiori de joelhos, seus braços erguidos e amarrados em duas estacas de madeira, fincadas no chão de cada lado da garota. Um crânio negro estava no chão a sua frente, movendo-se como se um denso líquido negro escorresse dele constantemente. Um pouco mais atrás, sentado num enorme toco de árvore, estava o Noroi conhecido como Yohei ou, o Mercenário. Ele tocava uma flauta de bambu, que produzia um som tranquilo e bonito demais para a situação, sua Katana repousava ao seu lado, ainda selada pelo terço budista, porém dela escorria o mesmo "líquido negro" que saía do crânio. Para os mais conhecedores do grupo, esse tal "líquido negro", podia ser traduzido como "Chi maligno" em sua essência mais pura.

Com a aparição dos três Ishiyamas, Shiori conseguia recobrar um pouco de sua consciência. Dentro dela uma luta estava sendo travada entre suas forças Noroi emergentes e todo o resto de sua existência, uma luta desesperada que só poderia ter uma das partes como vitoriosa.

(Ordem: Shiori, Jun, Zhao, Takashi, Yohei)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Shiori Ishiyama

avatar

Sexo : Feminino
Status : Vivo(a)
Terra Natal : Dragonland
Tendência : Neutro - Neutro
Data de inscrição : 01/07/2014
Mensagens : 51

MensagemAssunto: Re: A linhagem das sombras   Dom Jan 31, 2016 10:18 am

A escuridão era tudo o que Shiori sentia desde que desmaiou. A Ishiyama sentia como se cada coisa boa que viveu desaparecesse lentamente dentro de si. Não havia esperanças, não havia salvação. Porém três luzes conhecidas surgiam no meio das trevas e faziam a garota recobrar a consciência e finalmente tentar lutar.

Os olhos da Ishiyama encontravam os rostos de Takashi e Jun, as pessoas que ela mais amava. A garota, que já não tinha mais brilho nos olhos, deixava escapar uma lágrima solitária.

- Des...culpa... - Com muita dificuldade, aquilo era a única coisa que a garota conseguia dizer, num tom de sussurro.

Em outra ocasião, a garota se livraria facilmente das amarras, mas agora a batalha entre Ishiyama e Noroi era travada dentro da mente da garota que não tinha forças para mais nada além de ficar ali sendo consumida pelas trevas a cada segundo que se passava.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Jun Zheng

avatar

Sexo : Masculino
Data de nascimento : 19/01/2012
Horóscopo chinês : Gato
Zodíaco : Capricórnio
Status : Vivo(a)
Terra Natal : Dragonland
Tendência : Leal - Bom
Data de inscrição : 30/06/2014
Mensagens : 54

MensagemAssunto: Re: A linhagem das sombras   Dom Jan 31, 2016 1:56 pm

A medida que se movia pela floresta, aquela energia ruim ia ficando cada vez mais forte. Brân estava seguindo os rastros de Shiori, e logo todos chegavam no lugar onde a garota estava. Jun via sua amada de joelhos, amarrada, e com uma espécie de energia negra a consumindo. O rapaz era bom em ler auras, e mesmo que ele nunca tivesse presenciado a de escuridão, sabia dela por base de teoria. Aquilo não era nada bom, por mais que ele olhasse, como não sabia como funcionava de fato aquele ritual, não dava pra parar... mesmo se ele a soltasse e destruísse aquela caveira estranha.

Ouvi-la se desculpar, e o ser atrás dela tocando aquela flauta na maior tranquilidade do mundo deixava o Zheng realmente irritado. Sacando sua lança e com um olhar agressivo, Jun, sabendo que a única forma de salvar Shiori era se livrando da fonte, se colocava a correr em direção de Yohei.

- Solta ela!!!

Era o que ele dizia antes de tentar golpeá-lo com força na horizontal, em direção as suas costelas, utilizando de toda a extensão de sua lança. Nesse momento, já que estava mais próximo, conseguia ver melhor aquele ser envolto por sombras. Era o assassino da missão de antes, na Ponte do Vale.

- Você... - Segurando a lança com as duas mãos agora, a posicionava perpendicularmente ao seu corpo, mantendo a ponta para frente e em direção do assassino. - o que você tá fazendo com a Shiori?!...

Com um tom de voz para poucos amigos, Jun observava bem Yohei, a fim de tentar o próximo golpe enquanto esperava uma resposta.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Huang Zhao

avatar

Sexo : Masculino
Data de nascimento : 01/07/2011
Horóscopo chinês : Gato
Zodíaco : Câncer
Status : Vivo(a)
Terra Natal : Dragonland
Tendência : Leal - Bom
Data de inscrição : 23/03/2015
Mensagens : 10

MensagemAssunto: Re: A linhagem das sombras   Qui Fev 04, 2016 7:26 pm

Zhao não demorava para perceber o que lhe aguardava no caminho, pois conhecia melhor que ninguém aquela sensação. Seus olhos encontravam Shiori, e Yohei não longe dali, espalhando sua aura suja por toda a região da floresta.

- Noroi..

Shori não parecia bem, estava em algum tipo de transe, e Jun, ao vê-la daquela maneira não conseguia controlar sua raiva e atacava seu oponente com a fúria de um Ishiyama. Um movimento precipitado  e cheio de ódio, exatamente o que Yohei estaria esperando. O garoto desferia o primeiro golpe mas instantes antes que pudesse aplicar o segundo, a imagem de Zhao se distorcia, e uma poderosa onda de vento balançava os galhos e folhas das arvores. Usando sua maior arma, a velocidade, Zhao se colocava entre Jun e Yohei, segurando a lança de seu companheiro, enquanto seus olhos ainda estavam fixos ao Noroi.

- Não seja tolo Zheng, não é com ele que deve se preocupar, vá logo ajudar a Shiori. Eu me viro com esse aqui.

Depois de suas palavras, ele soltava a lança de Jun e cerrava os punhos, se colocando em posição de ataque. De seu corpo emanava uma poderosa energia dourada, na forma de pequenas faíscas de eletricidade.

-Não sei o que pretende, e não me importa. Vou destruí-lo Noroi, junto a todos aqueles que carregam esse nome.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Takashi

avatar

Sexo : Masculino
Status : Vivo(a)
Data de inscrição : 28/07/2014
Mensagens : 45

MensagemAssunto: Re: A linhagem das sombras   Sex Fev 05, 2016 7:00 pm

Os três finalmente alcançavam a fonte de todo aquele mistério, mas o resultado era mais perguntas e algo que Takashi sentira apenas duas vezes em toda sua vida. Ódio. Ver sua irmã submetida àquele tipo de tortura, não importava o motivo, fez o General sempre tão calmo e risonho, a mudar totalmente sua postura. Seus olhos se abriam e seus dentes estavam a mostra, lentamente ele alcançava as moedas em seu colar com a mão esquerda enquanto se preparava para invocar os legionários. Ele podia ver TenKai, Daisuke, Huang Zhii, Amaya e até mesmo Sagara balançando a cabeça para ele de forma negativa, mas não importava. Nada mais importava.

"- Solta ela!!!"

Um grito o tirava de seu transe. Jun, ainda muito jovem e imprudente, avançava contra Yohei sem medir as consequências. Mas Takashi não poderia julgá-lo, pois estava prestes a fazer o mesmo. Felizmente, Zhao fora mais rápido e conseguiu fazer Jun parar sua insana investida.

Takashi começava a notar um certo aperto em seu peito, como se algo à muito adormecido dentro de si começasse a acordar. Algo escuro, maligno. Enquanto Zhao e Jun trocavam palavras com o Noroi, Takashi sentia-se um pouco nauseado e irritadiço. Era como se seu ódio súbito estivesse despertando algo errado dentro de si, porém Takashi sentia como se ainda pudesse lutar contra esse sentimento, se mantivesse a cabeça fria novamente.

- Shii-nee! - De alguma forma, Takashi sabia. - Ei, você não é de ser levada assim por outras pessoas! - Sabia que Shiori estava sentindo o mesmo que ele, porém muitas vezes mais intensamente. - Sai dessa, irmãzinha! Precisamos voltar pra casa!

Lembrando-se do que seu mestre General lhe dissera uma vez, não havia nada que Takashi não pudesse fazer enquanto tivesse um sorriso no rosto, portanto ele supria rapidamente aquele sentimento maligno e tentava ser o bom e velho General de olhos-de-raposa que todos conheciam, especialmente sua irmã.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Yohei

avatar

Status : Vivo(a)
Data de inscrição : 01/02/2015
Mensagens : 12

MensagemAssunto: Re: A linhagem das sombras   Sex Fev 05, 2016 7:40 pm


O ritual estava quase acabado, mas ele não deveria ter demorado tanto assim. Na verdade era culpa dele próprio e de sua espada. Shiori resistia com todas as suas forças, mas isso não chegava a dificultar o ritual. Por puro sadismo, Yohei e sua espada usufruíam com gosto do sofrimento da garota, como se estivessem se alimentado de todo seu desespero, angústia e tormenta. A música que tocava em sua flauta, era apenas a cereja do bolo.

Então... eles chegavam. Enquanto estivessem assimilando a situação, Yohei continuaria a tocar tranquilamente, como se não os estivesse vendo. Como se fossem meros animais de passagem, até um deles parecia se exaltar mais do que os outros e partia na sua direção.

- Calma, amigo... não vai querer machucar sua am--

O barulho de osso quebrando era audível. A porrada da lança de Jun acertava Yohei com tudo e ele rolava para trás, seu chapéu para um lado, a flauta para outro. Caído, ele estendia a mão para seu agressor, olhos aflitos por saber o que estaria por vir, mas Huang Zhao, uma pessoa que ele conhecia muito bem, intervia na situação. Um discurso muito comovente, Yohei pensou, mas apenas serviu para dar tempo ao Mercenário, que agora tinha um sorriso cínico no rosto, enquanto se levantava.

- Zhao, Zheng, Ishi... Noroi. - Yohei parecia estar gradativamente perdendo suas cores, ficando mais escuro a cada segundo. - Eu evitaria usar muito Chi perto da minha nova amiga... vocês podem acelerar o processo, sabiam?

A figura de Yohei, agora totalmente escura, sumia como se não passasse de uma mera sombra. E de fato, aquilo que Jun acertava era a sombra do Samurai, materializada. Yohei agora surgia atrás de Shiori, uma katana feita de puro Chi maligno em suas mãos, idêntica àquela que usara para enfrentar Ren na ponte.

- Mas vocês estragaram meu momento. - A voz de Yohei despertava a atenção de todos para Shiori. - Vou ter de... apressar as coisas.

E sem piedade, a lâmina descia. Seu alvo era, como uma flecha, atravessar o peito da garota bem na altura do coração. A lâmina não a machucaria, não arrancaria sangue nem cortaria sua pele, no entanto todo aquele Chi maligno entraria direto em contato com o próprio Chi da futura Noroi e a terminaria de corromper em poucos minutos.

"Yoheeeeei-kuuuun, você acabou com a minha diversão... hmmmm!! Deixar uma mulher na beira de um clímax e muuuuito deselegante."

- Silêncio... - Yohei sussurrava para si mesmo, dando um pulo para trás, imaginando que todos partiriam para o ataque ao ver aquela cena. Ele precisava de foco, mas sua espada não o deixaria em paz daquela vez. - SILÊNCIO, ONNA-ONI!

"E além disso, da última vez que você lutou, provou sangue da realeza Ishiyama e não deixou nem um pouquinho para mim, NNNGH! Sabe que sua garota quer ter a vez dela também, não sabe?"

Inconscientemente,  ele levava a mão ao cabo da espada. Mesmo tendo a vantagem de campo, de uma refém e de ter feito uma arena onde o uso excessivo de Chi aceleraria a corrupção de Shiori, Yohei ainda não tinha esperanças de ganhar dos três lutadores juntos. Sim, sua espada era a melhor opção para o momento, mas Yohei tinha medo. Medo, pois sempre que sacava a espada, era mais difícil ainda de embainha-la. Medo pois o que acontecia quando a lâmina estava livre, era tão bonito e horrível, que ele temia jamais conseguir ou querer guardá-la. Por isso, naquele momento, o mercenário hesitava.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Shiori Ishiyama

avatar

Sexo : Feminino
Status : Vivo(a)
Terra Natal : Dragonland
Tendência : Neutro - Neutro
Data de inscrição : 01/07/2014
Mensagens : 51

MensagemAssunto: Re: A linhagem das sombras   Seg Fev 08, 2016 10:56 am

"Eles só querem te usar... eles não entendem você..."


- É mentira.... eles não fariam isso... - sussurrava com dificuldade Shiori, até que ela via Jun partindo para cima de Yohei e ouvia as palavras de Takashi. Ela queria lutar, ela iria resistir...Mas aquilo parecia ser mais forte que a vontade da Ishiyama.

Repentinamente tudo mudava. Tudo sumia. As forças acabavam. No momento em que a lâmina de chi atravessava seu peito, os olhos de Shiori se arregalavam e apenas um suspiro era dado. Seu rosto abaixava e um silêncio reinava.

Ao mesmo tempo, Brân que sempre teve uma ligação muito forte com a Ishiyama, em um último esforço de ajudá-la, voava na direção de Yohei, mas antes mesmo de poder fazer qualquer coisa, o pássaro caia desacordado ao lado de sua dona.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Jun Zheng

avatar

Sexo : Masculino
Data de nascimento : 19/01/2012
Horóscopo chinês : Gato
Zodíaco : Capricórnio
Status : Vivo(a)
Terra Natal : Dragonland
Tendência : Leal - Bom
Data de inscrição : 30/06/2014
Mensagens : 54

MensagemAssunto: Re: A linhagem das sombras   Seg Fev 08, 2016 1:49 pm

Huang Zhao parava com a investida de Jun, com a velocidade incrível que possuía. O que ele dizia era verdade, tinha que ajudar Shiori, porém quando ia se virar para tentar livrar sua amada do pesadelo que estava tendo, a figura de Yohei sumia como uma sombra e surgia novamente nas costas de Shiori. Um golpe sem piedade, com aquela lâmina sombria.

Um instante, e o Zheng via Shiori sendo perfurada, seus olhos se arregalavam, mas dessa vez ele não ia atrás de Yohei e sim da garota. O Noroi talvez já não estivesse mais próximo de Shiori, já que Zhao provavelmente o atacaria imediatamente. Brân estava caído ao lado de Shiori também, tudo aquilo era muito estranho e inédito para Jun, que colocava as mãos nos ombros de sua amada.

- Shiori! Você tá me ouvindo? Shiori!!!

Nenhuma resposta. Aquilo era ruim, muito ruim. Só de tocar nela podia sentir toda a escuridão que circulava em seu corpo. Brân estava sem consciência ao lado, mas como um toque de uma de suas mãos, Jun sentia um pulso vital vindo dele, o que lhe dava um sentimento de alívio, mesmo não sarando seu desespero.

- Droga... o que tá acontecendo?...

E em meio a seu desespero, Jun começava a balançar Shiori pelos ombros, enquanto tentava fazer sua voz alcançá-la.

- Shiori! Acorda!!!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Huang Zhao

avatar

Sexo : Masculino
Data de nascimento : 01/07/2011
Horóscopo chinês : Gato
Zodíaco : Câncer
Status : Vivo(a)
Terra Natal : Dragonland
Tendência : Leal - Bom
Data de inscrição : 23/03/2015
Mensagens : 10

MensagemAssunto: Re: A linhagem das sombras   Seg Fev 15, 2016 6:18 pm

Ao ver Yohei se desmaterializar a sua frente e aparecer atrás de Shiori, Zhao demonstrava menos surpresa do que os outros ali presentes, pois estava se acostumando aos truques sujos daquele Noroi que perseguia a tanto tempo. Apenas seus olhos seguiam os movimentos de Yohei enquanto seu corpo permanecia parado. Shiori estava sendo corrompida, isso era óbvio e aquele homem tentava mais uma vez obter a vantagem. "Eu evitaria usar muito chi", "pode acelerar o processo". Shiori desmaiava e Jun partia para ajudar a garota, mas Zhao apenas cerrava seus punhos e encarava Yohei com um olhar furioso.

- Não brinque comigo Yohei.

Nesse instante, toda o chi de Yohei transbordava para fora de seu corpo, pelo ar, pelo chão, pelas árvores, toda a região era coberta por pequenas linhas de energia, que explodiam em pequenas faíscas.

- Corrupção? Acelerar o processo? Besteira. Tudo o que Shiori precisa fazer é escolher. E se ela não tiver forças para fazer a escolha certa, terei de manda-la para o outro mundo, junto com o resto dos Noroi.

Zhao não vacilava em reproduzir o que lhe fora ensinado, um Ishiyama "perfeito" por assim dizer, incapaz de permitir que seus sentimentos interfiram em seu julgamento, e pronto para fazer o que julga correto independente das consequências. Com toda a sua velocidade, e sem se importar em economizar sua energia pelo bem de Shiori, Zhao avançava na direção de Yohei, causando um intenso barulho como o de uma explosão, mirando um soco no rosto de seu inimigo, sua trajetória era um rastro de energia quase imperceptível, e sua grande velocidade tornava seu ataque poderoso, mesmo que força física não fosse sua especialidade.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Takashi

avatar

Sexo : Masculino
Status : Vivo(a)
Data de inscrição : 28/07/2014
Mensagens : 45

MensagemAssunto: Re: A linhagem das sombras   Ter Fev 16, 2016 9:04 pm

O que é ser um Ishiyama? Cada Mestre possui sua própria definição, mas todas convergem em algo semelhante. "Mas os caminhos nem sempre justificam os meios, não é mesmo?" A frase foi pensada analisando o discurso de Huang Zhao, que declarou abertamente suas intenções mortíferas com Shiori, caso ela sucumbisse ao sangue Noroi, porém, a frase também serviu para Takashi e sua decisão de muitos anos atrás. "General Sagara..."

- Jun-chan.

Takashi havia caminhado em direção ao seu amigo, mantendo-se em pé e colocando a mão no ombro de Jun. Não haviam mais sorrisos dentro de si. De repente tudo fazia sentido em sua vida, os Noroi... Amaya e Daisuke, Shiori... Ele se sentia besta por não ter notado mais cedo, mas já era tarde. Sua irmã é mais suscetível à corrupção, mas não Takashi. Porém aquela não seria uma luta para se ganhar sozinho.

- Shiori teria vergonha de você, ficar ajoelhado dessa forma não a está ajudando. - Seus olhos de raposa sumiram. Takashi sério e de olhos abertos parecia alguém totalmente diferente. - Não seja vencido pela derrota de outros, mesmo que esse alguém seja a pessoa que você ama, pois esse é o caminho mais rápido para perdê-la.

Naquele momento, não haviam meias palavras. Pra falar a verdade, Takashi sempre fora uma pessoa direta, mas dessa vez ele era algo totalmente diferente. Rígido. Rígido, pois a pessoa que mais amou em sua vida estava com a mente em frangalhos, rígido pois mesmo um de seus aliados corria o risco de querer matá-la, e ele não permitira tal ato. Porém, Takashi ainda era o General Olhos-de-Raposa.

- E depois poderemos todos rir disso, como se fosse algo não mais passageiro do que o ShenShi-dono e o TenKai-dono apanhando da Afrodite-dono! Hahaha - ~Jun poderia não entender, mas Takashi dizia com um sorriso tão doce e sincero, que acalmaria o desespero de qualquer coração, afinal essa é sua maior habilidade. - Agora vamos, temos um inimigo a derrotar e estamos em seu território, não se esqueça disso.

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Yohei

avatar

Status : Vivo(a)
Data de inscrição : 01/02/2015
Mensagens : 12

MensagemAssunto: Re: A linhagem das sombras   Ter Fev 16, 2016 9:44 pm

- Humpf... pelo jeito aquele ali é imune... - Dizia olhando para Takashi, levemente desapontado.

Yohei escondia o rosto com a aba de seu chapeu. Ele sempre fora perito em ocultar totalmente suas emoções, sentimentos, intenções e motivações, mas naquele momento evitava ao máximo rir de Huang ZHao e para piorar, sua espada lhe incentivava a tal.

"Yohei-kuuuun, como você consegue enganá-los tão fácil? Você deve ter uma língua sensacional, hmmm!! Olha só pra ele, todo heroico... tão austero, eu mal posso esperar para sentir o gosto do sangue dele!!"

Então Yohei notava o quanto da influência de "Onna-oni", ele havia permitido fluir pelo ambiente. O medo real tomava conta de si, mas não havia escolha. Ele não podia deixar Shiori ser tomada dele.

- Onna-oni... podemos fazer um trato?

"Tudo, tudo o que você quiser, meu bem..."

- Prometa que não irá relutar em retornar à bainha.

"Eu prometo... meu amor"

De todos ali, Huang Zhao era o único com quem havia cruzado golpes mais do que poucas vezes. Para um Noroi, ter um inimigo tão constante assim é sempre uma desvantagem, pois seus truques sujos começam a ficar conhecidos e você é obrigado a apelar para habilidades e técnicas que muitas vezes são inferiores as de seu oponente. Noroi são assassinos não lutadores, por isso Yohei estava em extrema desvantagem naquele cenário, mas havia algo que ninguém, nem mesmo Huang Zhao conhecia sobre ele.

- Pelo visto, você deseja morrer igual ao seu pai. Pois bem, lhe darei essa honra.

Yohei não é idiota. O território que ele preparou não foi apenas para drenar as forças de Shiori, mas para aumentar as suas próprias. Sua mão ia até o cabo da espada e o terço budista se desfazia e imediatamente se prendia em seu braço direito. A clareira da floresta, onde estavam, parecia ficar iluminada com a forte aura dourada de Huang Zhao, mas tudo imediatamente ficava negro e o ar já pesado e denso, agora ficava aterrorizante e causava sufoco aos despreparados. Com um som agudo de aço e uma voz feminina ao fundo que mais parecia um grito fantasmagórico, o Mercenário rompia os selos de sua espada e a sacava da bainha, agachando-se ofensivamente no momento em que seu oponente lhe desferia um soco e notando a brecha perfeita para um corte em seu peito.


Toda a aura de Huang Zhao era voltada contra ele, pois essa é a habilidade da espada demoníaca de Yohei. Ela não diminui a intensidade da aura de seu oponente, mas eleva automaticamente sua própria ao mesmo nível de seus atacantes. Por isso, o corte na altura do peito e na horizontal, tinha toda a velocidade empregada pelo Ishiyama Dourado, somada a toda técnica assassina do clã Noroi.

-  Haha... hahaha.... HAHAHAHAHA - A voz do mercenário parecia distorcida e um pouco mais aguda. - Seu pai foi um idiota como você, mas todos os Ishiyamas subestimam os seus adversários, até que seja tarde demais, HAHAHAHAHAHA... tal pai, tal filho! Hahaha HAHAHA HAHAHAHAHA!!!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Shiori Ishiyama

avatar

Sexo : Feminino
Status : Vivo(a)
Terra Natal : Dragonland
Tendência : Neutro - Neutro
Data de inscrição : 01/07/2014
Mensagens : 51

MensagemAssunto: Re: A linhagem das sombras   Sab Fev 20, 2016 9:04 am

A batalha na mente da garota dava lugar ao vazio. Apenas uma escuridão que consumiu cada lembrança boa que existia a sua frente.. Uma escuridão familiar... que sempre esteve presente na vida de Shiori Ishiyama desde sua infância.

O diálogo todo era travado e quando a espada de Yohei era desembainhada, os olhos de Shiori abriam e sua energia se elevava rapidamente gerando uma repulsão eletromagnética, afastando Jun dela, chegando a dar um estalo alto.

Assim que Jun se afastasse, Shiori se levantava com a maior naturalidade do mundo, olhando na direção de Brân, seu corvo de estimação que acordava no mesmo instante e pousava no ombro direito da garota.

- Estamos em casa finalmente, não é? - sussurrava com um tom de voz frio, tendo uma resposta positiva do corvo e só então a dupla encarava todos ali. Por um instante um brilho vermelho era visto nos olhos tanto de Shiori quanto de Brân.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Jun Zheng

avatar

Sexo : Masculino
Data de nascimento : 19/01/2012
Horóscopo chinês : Gato
Zodíaco : Capricórnio
Status : Vivo(a)
Terra Natal : Dragonland
Tendência : Leal - Bom
Data de inscrição : 30/06/2014
Mensagens : 54

MensagemAssunto: Re: A linhagem das sombras   Sab Fev 20, 2016 11:39 pm

Ouvir Huang Zhao falando aquelas coisas não deixavam o Zheng feliz, mas ele queria acreditar que Shiori conseguiria vencer aquela luta, afinal, ela era muito forte. E as palavras de Takashi faziam Jun deixar, finalmente, sua amada resolver os próprios obstáculos. O Noroi era a maior ameaça ali.

- Takashi-dono... obrigado. - Se levantando, Jun empunhava sua lança novamente, agora com um sorriso no rosto. - Só precisamos entender o território dele não é? Assim ficamos na vantagem novamente! Haha!

Porém, antes que pudesse olhar para os arredores enquanto Zhao enfrentava Yohei, uma onda eletromagnética o repulsava. Sendo jogado para trás e demorando alguns segundos para recobrar inteiramente seus sentidos, a visão que tinha era o pior cenário de toda aquela história. Shiori estava totalmente coberta por energia escura, com um brilho escarlate no olhar nada típico e uma coisa Jun poderia dizer... aquela não era a Shiori que conhecia, e pelo jeito, Brân também havia sido corrompido.

Sua cabeça abaixava de súbito, com uma sombra tampava seus olhos. Seus dentes apareciam, rangendo. Por que aquilo tudo estava acontecendo? Ele não fazia ideia de que ela teria um sangue amaldiçoado, sangue Noroi. Jun estava prestes a ficar irritado mais uma vez, mas as palavras de Takashi ainda fluiam em sua mente. "Não seja vencido pela derrota de outros, mesmo que esse alguém seja a pessoa que você ama, pois esse é o caminho mais rápido para perdê-la."

- Saco... - Quando sua cabeça se erguia, seu olhar estava sereno. - Não pensava que você fosse perder assim, Shiori... - Sua lança repousava, sendo apoiada no chão enquanto ele ainda segurava sua haste. Takashi ainda deveria estava ao seu lado, por isso olhava para o general e dizia. - Parece que o Zhao-dono tá precisando de ajuda, pode deixar sua irmã comigo?... Eu consigo trazer ela de volta.

Um olhar determinado era o que Jun fazia no momento. Era um grande desafio para ele, lutar contra a figura que amava e com certeza, por estar corrompida, ela nem se lembrava dele. Mas era como o general havia dito, não podia se dar por vencido, ele só perderia quando deixasse de existir naquele mundo. Deveria lutar além de seus limites, ficar mais forte e acima de tudo, o que estava esquecendo, era honrar o nome que tinha, o legado que uma vez foi de seu pai, Liang, agora deveria ser continuado por ele, e para isso, não poderia perder ali.

Sua lança finalmente voltava a posição de ataque enquanto observava qualquer movimento de sua nova adversária, esperando que Takashi o deixasse para ir até Yohei. Ele queria ser capaz de recobrar a consciência de Shiori e Brân, queria provar sua evolução... provar ser também, um grande Zheng.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: A linhagem das sombras   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
A linhagem das sombras
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 2Ir à página : 1, 2  Seguinte
 Tópicos similares
-
» A linhagem das sombras
» Sombras no Painel Virtual
» FIX das sombras nos motores L-188 Varig V3 HD
» [XP-9] Passeio por Florianópolis com seamax
» VC Shadows - SteveFX DX10 Scenery Fixer

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Dark Side RPG :: Histórias do Novo Mundo :: Ato 2 - "Shadowrealm"-
Ir para: