Dark Side RPG

Um RPG que se passa em um mundo pós-apocalíptico, com vários reinos se formando sobre as ruínas do mundo antigo.
 
InícioCalendárioGaleriaFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 Touya Nikolaievich

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Touya Nikolaievich

avatar

Sexo : Masculino
Data de nascimento : 15/05/1989
Horóscopo chinês : Cobra
Zodíaco : Touro
Status : Vivo(a)
Terra Natal : Dragonland
Tendência : Neutro - Bom
Data de inscrição : 30/06/2014
Mensagens : 30

MensagemAssunto: Touya Nikolaievich   Sex Jul 11, 2014 1:58 pm

Biografia


No mundo contemporâneo garotos de rua aparecem bastante, caso a cidade tenha dificuldades financeiras, onde o governo não administra bem as verbas que arrecadam. E uma cidade assim existia no interior da vasta Rússia.

Touya Nikolaievich era um dos moradores de rua daquela cidade, ainda criança vivia por ali desde que conseguia se lembrar, quando bebê fora abandonado pela mãe e os mendigos daquela cidade cuidavam dele, afinal não podiam deixar uma criança morrer abandonada daquele jeito, era cruel.

O garoto aprendia várias coisas dos mendigos. Para que servia o dinheiro, como conseguir um trocado com a população da cidade e o mais importante, sobreviver sem um teto acima de sua cabeça. Touya cresceu em meio aos mendigos e becos da cidade, sempre pedindo esmolas para terceiros e quando tinha uma chance, roubava um pouco de comida para se satisfazer. Algumas vezes era um pão, outras uma fruta.

Quando tinha nove anos de idade, Touya estava em sua rotina de sempre e avistava um senhor de idade, com uma sacola de compras em mãos. Parecia distraído, e então essa era sua chance, o garoto tentava passar por ele rápido e pegar a sacola, mas ao fazer isso não apalpava nada, e quando percebia o velho já estava em outro lugar. Touya ficava assustado, e não acreditava a princípio. A um segundo estava do lado dele e agora não mais. O garoto tentava e tentava pegar o pão, mas o velho não parava de mudar de lugar. Até que o senhor começava a rir do garoto que se esforçava, e este por sua vez ficava nervoso.

Touya começava a discutir com o velho que continuava a rir, como se tirasse sarro dos esforços inúteis dele, era como mágica, o velho parecia teletransportar para que Touya não conseguisse colocar as mãos naquele pão. Depois de alguns minutos, o garoto se encontrava sentado e exausto no chão, e o velho perguntava se ele havia desistido. A resposta vinha com um olhar afiado, um olhar de determinação, aquilo já era pessoal, o senhor percebendo a determinação dele sorria e ia até o garoto, o entregando um pão que retirava da sacola, e em seguida dizia algumas palavras que nunca saíram da cabeça do garoto. "Gostei de você garoto, não desiste fácil. "Por que não vem comigo?". O garoto sempre vivera na rua, e agora aquele pedido repentino, porém com um certo mistério por trás. Touya decidia seguir o velho, curioso para onde ele o levaria.

O velho chegava até sua casa, uma cabana afastada da cidade, mas ainda dentro dela. O senhor havia se interessado em Touya, ele era um garoto de rua, mas era bem esforçado e algo em seu olhar o havia chamado atenção, e quando os dois já estavam dentro da casa, o velho começava a conversar com o garoto até que Touya lhe perguntava sobre aquele truque de antes, do teletransporte. O senhor ria e dizia que era apenas um truque bobo, mas poderia ensiná-lo se quisesse, Touya respondeu com um sorriso no rosto, empolgado para aprender aquilo.

Depois de passar tanto tempo com o velho, acabava morando por lá e começava a admirar os ensinamentos que lhe eram passados. O senhor além de brincalhão era um ótimo professor, ensinava Touya coisas básicas como escrever e falar direito enquanto continuava o treinamento do teletransporte que era na verdade uma ilusão, feita a partir de duas auras elementais, água e ar. O velho naquele dia, de alguma forma, havia percebido que o garoto tinha as duas auras consigo. Os olhos do senhor eram bons olhos, assim como os de um mestre experiente.

O tempo passava, e Touya sem perceber já tinha sido adotado pelo velho, e começado a tratá-lo como um pai e um mestre. Começando a pegar maus-hábitos como a personalidade brincalhona do senhor, e fazer pegadinhas com terceiros o que era o passatempo do velho se tornava dele também. Por mais que ele disse que era um truque bobo, Touya sofria para aprender, mas com os ensinamentos certos, sete anos depois, conseguia realizar a técnica de ilusão com perfeição. O senhor ficava feliz por seu pupilo, e depois daquela cena, ele caia no chão.

O mestre de Touya já era bem velho e sozinho, ele estava esperando por alguém para passar seus ensinamentos a frente e quando viu isso, de sua vida como completa. Sua situação não parava de piorar, e Touya, desesperado e com medo de perder seu mestre, ficava ao seu lado todos os dias, até que uma semana depois, ele partiu, agradecendo Touya por ter a oportunidade de tê-lo conhecido e dizendo para que ele não se prendesse naquele lugar, ainda era jovem e muitas cidades ele poderia visitar. As últimas palavras de seu mestre foram ouvidas, encontrar um novo objetivo o rapaz tinha que encontrar. Depois de fazer um simples enterro para seu mestre, Touya abandonava a cabana e sua cidade, para se aventurar pelo mundo.

A cada cidade que passava, via que uma coisa não mudava, os moradores de rua e sempre algum magnata por cima de todos. Era irritante ver tanta desigualdade e rapidamente Touya descobria um novo objetivo, para que usaria suas ilusões, ajudar aos pobres. E em pouco tempo, usando suas "cópias" para enganar a todos e conseguir seus objetivos, se infiltrando e roubando sem ninguém perceber, e sempre tirando sarro de todos que eram enganados por suas ilusões, Touya começava a ser conhecido pelas cidades como "O Ilusionista", e sendo um típico Robin Hood em toda cidade que passava. Fez isso durante dois anos, e já era querido pelos pobres, mas odiado pelos ricos. Sua história começava a se espalhar mais rápido do que ele se deslocava de cidade em cidade e como ele não usava nenhuma máscara para esconder sua identidade, um dia todo seu momento heróico ruia.

Enquanto invadia uma casa de uma pessoa rica, Touya foi surpreendido, já estavam o esperando. E para seu azar, o dono da casa era especialista em magia, e lançava um feitiço de anulação em toda a casa. O rapaz não podia mais usar suas ilusões e estava encurralado, com armas apontadas para ele. Sua vida acabaria e não tinha nada o que fazer, estava apenas assustado, aquele homem não ouvia nenhuma de suas súplicas e quando Touya fechava os olhos ao ouvir as ordens do dono da casa, passava-se alguns segundos e nada escutava. Ao abrir seus olhos novamente, via a sua frente, de costas, uma garota de verde carregando duas espadas consigo. E em volta dela, as pessoas estavam caídas, mortas. Ao notar que fora salvo por ela, via a garota como um anjo que surgiu para protegê-lo e por isso depois que ela saia sem dizer uma palavra, Touya a seguia descaradamente. Todo animado perto dela, contanto tudo o que havia acontecido com ele, e que agora que foi salvo por ela passaria a acompanha-la.

Quando Touya colocava uma coisa na cabeça, era difícil de tirar. Depois que ela o havia salvado, em sua cabeça, agora como um bom homem, deveria segui-la e servi-la até pagar a dívida. Mas ele não parava de falar e aquilo tirava a garota do sério que de repente sacava sua espada e tentava partí-lo ao meio, e com um reflexo absurdo, Touya desviava e fugia desesperado. Mas sempre horas depois, ele voltava correndo até ela, e voltava a conversar sozinho uma vez que ela nunca respondia. O processo se repetia por dias, até que a raiva que a garota sentia se tornava em indignação, ela gritava com ele, perguntando o porquê dele estar a seguindo daquele jeito, e Touya, sincero como sempre, dizia o motivo de estar a seguindo. Ela dizia que não havia salvo ele, que nem tinha percebido ele por lá, o rapaz por sua vez insistia em dizer que ela havia salvado. E com tanta persistência, e deixando a garota em depressão várias vezes pela voz de Touya ecoar em sua cabeça, que não parava de falar, ela finalmente desistia e "aceitava" ter salvo ele.

A partir disso, os dois passavam a viajar como "parceiros", além de terem algumas conversas também. Touya dava a ela seu nome e em troca, ela também dava o seu. Kyuubei era o nome de sua salvadora. A personalidade irritante de Touya não parava de jeito algum, e Kyuubei foi aprendendo a ter paciência, por mais que seu pavil fosse muito curto. De tanto ser irritante, o rapaz ia conseguindo pedaços do passado de Kyuubei, ela estava atrás de vingança e o homem que matou para "salvá-lo" era um de seus vários alvos, e também sobre a verdade por trás de seu olho esquerdo. Uma das coisas que o fascinavam na garota eram seus olhos. O direito era verde e o esquerdo, o especial, era azul. Esse especial podia anular qualquer magia que tivesse contato com Kyuubei, e o rapaz ao saber disso começava a elogiar sem parar sua salvadora, a dizendo que era incrível. Toda vez que dava um elogio a ela, percebia que a mesma agia de uma maneira estranha por alguns segundos e ele não entendia o que era, então deixava quieto.

Algumas semanas se passavam, e Touya perguntava a Kyuubei assim como um filho pergunta ao pai, sem parar, se já estão chegando no lugar prometido. Era irritante, mas a garota parecia ter decidido sobre algo. Até que horas depois chegavam no destino. Uma mansão na Itália, afastada da cidade. Pensava que Kyuubei era rica, mas ela já dizia que apenas trabalhava para o dono da mansão, e que como Touya era vagabundo, pediria um emprego para ele também.

Kyuubei chegava ao escritório de seu chefe, e entrava. Quem estava sentado por trás da mesa era um homem que se chama Steve Campanaro, e este ao ver Touya, começava a sorrir, perguntando quem era para a garota. Kyuubei respondia ser um vagabundo que havia encontrado na missão e que ele talvez pudesse ser útil para afazeres domésticos na mansão. E com isso Touya finalmente se manifestava, dizendo para Kyuubei que o Ilusionista poderia fazer muito mais do que limpar uma casa. E ao ouvir a palavra Ilusionista, os olhos de Steve mudavam, assim também ao ver como aquele homem agia. O chefe de Kyuubei agora perguntava para Touya o que ele queria fazer, deixava a sua escolha. E o Ilusionista dizia em alto e bom som, que queria ser parceiro de Kyuubei e ajudá-la em tudo que for possível. Steve sorria e dava a ele o papel que ele tanto queria. E Kyuubei não acreditava no que tinha acontecido, ficando indignada e desesperada com a situação. Suplicava para que Steve mudasse de opinião, mas isso não acontecia, e desde então Touya e Kyuubei se tornaram uma dupla.

O Ilusionista estava super feliz, e Kyuubei super nervosa. Eram dois extremos juntos, não havia como dar certo, mas Touya sempre era tão insistente que de algum jeito ou de outro, as coisas acabavam dando certo. E a garota o obrigava a ter pelo menos uma arma, se ele tivessem que trabalhar juntos ele tinha que ter uma pelo menos. Depois de um tempo, Touya pensava, enquanto olhava para a estranha loja que Kyuubei o havia levado, e a aparência de uma delas o agradava. Uma foice, maior do que ele. Assim que pegava na arma, olhava para sua parceira, e pedia com toda a sinceridade do mundo para que ela o ensinasse, ela que era a mestre das armas ao seu ver. A princípio ela ficava furiosa com o pedido, mas acabava aceitando com seu rosto vermelho, ela havia gostado do elogio talvez? Touya nunca saberia. E desde então passaram a viajar juntos, realizar missões juntos, e sendo treinado por ela no caminho. Touya, de tão irritante que era, havia conseguido, pelo menos um pouco, da confiança de sua salvadora, a pessoa que passou a admirar e a amar depois de um tempo.


Última edição por Touya Nikolaievich em Sab Jan 03, 2015 12:24 pm, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Touya Nikolaievich

avatar

Sexo : Masculino
Data de nascimento : 15/05/1989
Horóscopo chinês : Cobra
Zodíaco : Touro
Status : Vivo(a)
Terra Natal : Dragonland
Tendência : Neutro - Bom
Data de inscrição : 30/06/2014
Mensagens : 30

MensagemAssunto: Re: Touya Nikolaievich   Sex Jul 11, 2014 2:04 pm

Perfil


Nome: Touya Nikolaievich

Sexo: Masculino

Data de Nascimento: 15 de Maio de 1989

Idade: 40 anos

Altura: 1, 82 m

Cor do Cabelo: Ruivo

Cor dos Olhos: Verdes

Tendência: Neutro - Bom


Última edição por Touya Nikolaievich em Sab Jun 13, 2015 2:52 pm, editado 2 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Touya Nikolaievich

avatar

Sexo : Masculino
Data de nascimento : 15/05/1989
Horóscopo chinês : Cobra
Zodíaco : Touro
Status : Vivo(a)
Terra Natal : Dragonland
Tendência : Neutro - Bom
Data de inscrição : 30/06/2014
Mensagens : 30

MensagemAssunto: Re: Touya Nikolaievich   Dom Jan 04, 2015 12:22 am

Música Tema


Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Touya Nikolaievich   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Touya Nikolaievich
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Dark Side RPG :: Curiosidades :: Personagens-
Ir para: