Dark Side RPG

Um RPG que se passa em um mundo pós-apocalíptico, com vários reinos se formando sobre as ruínas do mundo antigo.
 
InícioCalendárioGaleriaFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 Jin Katashi

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Jin Katashi

avatar

Sexo : Masculino
Data de nascimento : 15/04/1988
Horóscopo chinês : Dragão
Zodíaco : Áries
Status : Vivo(a)
Terra Natal : Dragonland
Tendência : Leal - Bom
Data de inscrição : 16/07/2014
Mensagens : 7

MensagemAssunto: Jin Katashi   Qua Jul 16, 2014 3:24 pm

Tudo começa em um pequeno vilarejo na cidade de Fujimi, no estado de Saitama, Japão. No dia 4 de Junho 1987 nasce um menino chamado Kin Katashi, filho de Yumi Midori Katashi e de Daisuke Katashi. Um ano depois, no dia 15 de Abril 1988, nasce o segundo filho da família, Jin Katashi.




A infância dos dois foi o melhor momento de suas vidas, brincavam como crianças comuns, mas para ele, não houve tempos mais agradáveis que este.




Anos se passam,e Kin começa a ficar com inveja de Jin porque seus Pais davam mais atenção a Jin do que a Kin, e Kin, apesar de ser uma criança pura, começa a ser corrompida por um ódio que toma a sua própria mente, mas sem demonstrar, ele ainda continua a ficar brincando com o Jin durante toda a infância. Anos se passam,e Kin começa a ficar com inveja de Jin porque seus Pais davam mais atenção a Jin do que a Kin, e Kin, apesar de ser uma criança pura, começa a ser corrompida por um ódio que toma a sua própria mente,mas sem demonstrar,ele ainda continua a ficar brincando com o Jin durante toda a infância.

Sete anos se passam, apesar de Kin ainda ter inveja de seu irmão, eles continuam juntos, mas Kin sempre procurava guardar alguns segredos com ele, porque ele já não confiava tanto em seu irmão, temendo que ele fosse traído, já que seus pais pouco ouviam ele, Kin era muito curioso, sempre procurando alguma coisa nova, mas nunca revelando à ninguém. Havia um lugar na floresta perto de sua casa, que toda vez que ele passava, ele sentia uma sensação estranha, e o terreno do mesmo lugar, era um pouco acidentado, um dia ele decidiu a escavar aquele lugar e ver o que tinha, havia um baú antigo, com alguns símbolos em volta, e com uma fechadura já enferrujada, Kin não hesitou, pegou a pedra mais próxima que viu e quebrou a fechadura, abriu e viu um pote com uma tinta cinza, inodora, e uma pena grande e preta, Kin logo fechou e guardou em uma árvore oca há uns 40 metros de sua casa. Sua curiosidade começou a enlouquecê-lo no primeiro dia que viu a caixa e o que havia dentro, naquela mesma noite, Kin saiu de casa...

Pegando um caderno que Jin e ele escreviam, mas Jin não estava mais interessado naquele caderno, então Kin começou a escrever sobre coisas que ele imaginava, algumas sensações estranhas, e coisas que ele começou a enxergar, como se fosse alguns "flashbacks", cada letra, cada palavra, cada frase, ele começava a ver algo diferente, algumas imagens dos seus avós, de gerações antigas, mas tudo que ele enxergava, eram imagens muito obscuras, ele assistia à coisas passadas, mas as falas das pessoas tinham palavras inventadas, o modo que eles falavam era de um jeito muito frio, às vezes rude, outras apareciam algumas ações que no passado não tinham acontecido, e não era apenas de suas gerações passadas, mas também de rituais, pessoas gritando, sangue caindo e espalhando pelo chão, com alguns desenhos estranhos, no chão e nas paredes, que Kin nunca tinha visto... Kin sentia algumas vezes até a dor das pessoas em sua mente, mas o que mais chamava a atenção dele, era as pessoas ao redor daquela sala, todas estavam vestidas com um manto negro, os rostos cobertos, sem falar nada, apenas ouviam o grito e o desespero daquelas pessoas. No mesmo dia, Kin praticamente não conseguiu dormir, começou a sentir o maior medo de sua vida; tremendo e desesperado, foi até o quarto de seus pais, aonde dormiu, no chão. No dia seguinte, Kin acordou e ouviu alguns barulhos, era cinco horas da manhã, chegou na porta de casa, e viu sua mãe, abraçando o seu pai, e ele disse:
-Tome conta das crianças,e por favor,diga a elas que eu os amo com a minha vida, não quero que eles sintam mágoas de mim...
Kin sem entender todas as palavras, pergunta pra a mãe dele o que houve, ela diz que o pai deles precisava sair por um bom tempo.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Jin Katashi

avatar

Sexo : Masculino
Data de nascimento : 15/04/1988
Horóscopo chinês : Dragão
Zodíaco : Áries
Status : Vivo(a)
Terra Natal : Dragonland
Tendência : Leal - Bom
Data de inscrição : 16/07/2014
Mensagens : 7

MensagemAssunto: Re: Jin Katashi   Sex Jul 18, 2014 4:29 am



Com sono, Kin volta a durmir. (Daisuke não explicou para os filhos, mas ele precisava arranjar um emprego pra salvar sua família, alguns dias depois, Yumi explicou para eles sobre o ocorrido). Na manhã seguinte a mãe deles explica pro Jin a mesma coisa, e logo quando os dois vão brincar, Kin pergunta pra o Jin:

-O que você acha que o pai foi fazer fora de casa?

-Hum...eu não sei, só sei que deve ter sido por alguma coisa boa, não é?

-Bem provável...

A noite chega, e Jin sai de casa de novo, indo com o seu caderno, chega até à árvore, como se estivesse viciado naquilo, ele abre desesperadamente o baú para escrever mais coisas, para tentar achar mais respostas, de tudo aquilo que ele enxergava, apesar do sofrimento que ele sentia, daquelas dores, ele continuava a escrever, sua curiosidade era bem maior que aquela dor que sentia, nesse dia ele passou horas escrevendo, e gemendo de dor e de frio, com medo que alguém aparecesse, mas ainda disposto a entender mais sobre aquelas imagens, quando um tempo depois, aparece Jin, meio sonolento, perguntando:

-Kin, já está muito escuro, o que você está fazendo?

Kin, desesperadamente, começa a fechar o caderno, tossindo um pouco, e sentindo dores nos seus braços, pernas, e principalmente na cabeça, ele começa a guardar as coisas, falando:

-N...não ééééé NADA!Ooolha, esquece o que você viu hoje tá? eu apenas estou sem sono.

-Olha que se for algo ruim, eu vou contar pra a mãe!

-NÃO É NADA!!




Nesse mesmo grito, alguns animais se assustam, fazendo um movimento brusco, de susto, e depois, ficam um olhando para a cara do outro, não como se estivessem se encarando, mas como se estivessem se desentendendo, como se fossem dois cachorros olhando fixamente, um para os profundos olhos do outro, esperando o próximo movimento; durante todo esse tempo, se passam em torno de 15 segundos, um silêncio completo na noite...

Então Jin diz:

-Tudo bem.Vamos para casa...

Kin apenas segue seu irmão, sem dizer uma palavra, apenas inquieto, entram em casa, e vão dormir.


No dia seguinte, Jin acordava, e notava Kin, ardendo em febre, e sua mãe, que estava cuidando dele, ela perguntava o que aconteceu:

-Eu não sei mãe, ele só começou a piorar, depois de on...*para de falar no mesmo instante*

-Ontem o que!?! O que houve?!?

-Bem...

*Explicando pra ela, no mesmo instante, Yumi fica chocada, e desesperada, por um instante ela fica sem falar, ficando desesperada enquanto cuidava do Kin*



Naquele instante, Yumi decide não contar aos seus filhos e os envolver sobre seu passado, apenas tenta ajudá-lo a melhorar, mas o pai deles tinha desaparecido, justo naquela hora, e eles estavam precisando muito dele.

Yumi ainda ficou chateada pelo fato de que mesmo precisando de dinheiro pra cuidar dos seus filhos, Daisuke ainda a deixou, ela ainda respeita a decisão, mas começou a ser um pouco problemático pra ela.
Os dias se passam, mas Kin não melhorava, até um dia que ele retomou a consciência e disse:

-Jin, siga a sua vida, não se preocupe comigo, eu estarei sempre com você...

Nesse instante, Jin sente uma sensação estranha, e ao mesmo tempo, Kin solta um ultimo suspiro, morrendo em seguida.
Depois daquele dia, Jin sente uma raiva muito grande de si, por não ter conseguido salvar o seu irmão, e pelo fato da família ser pobre, eles ainda tinham conhecimento da natureza, já que no qual eles não tinham religião, mas sempre acreditaram que o Sol e a Terra promoviam o equilíbrio e a prosperidade para quem o procurassem, e sua mãe ainda que tinha aprendido ao longo do tempo, ensina algumas coisas a ele, além de ter alguns livros antigos que ensinavam mais sobre isso, sendo que eram dela, e outros do pai deles.


O tempo passa, ele vai aprendendo cada vez mais, e indo aos hospitais como voluntário de criação de remédios (No qual não era tão bom, mas já ajudava a ampliar seu conhecimento),e assim também, Jin promete não querer mais ninguém morrer na sua frente, em consequência da morte de seu irmão, sem poder ter feito nada.

Alguns anos depois, e Jin, com 15 anos, fica cada vez mais deprimido por causa de seu Pai e a morte de seu irmão Kin, pensando em várias coisas, e sempre vendo várias pessoas felizes no bar, ele experimenta um dia ir lá, e com alguns trocados ganhos como voluntário, ele pede uma água.



Sem saber que todos estavam tomando cerveja, senta em uma cadeira, e fica tomando, olhando todos ao redor, quando um homem demonstrando fragilidade, com os olhos enfaixados, um manto velho, e um bastão nas costas, entra no Bar, e pede uma água, e se senta junto ao balcão.


Alguns caras do bar, vê que ele parecia ser frágil e ainda era cego, e por isso tentam o atacar pelas costas, mas nesse instante, ele tira o bastão e os acerta com apenas um golpe, girando o entre as pernas deles, mas foi tão rápido que até Jin não conseguiu ver sua velocidade. Depois de ter os derrotado, ele bebe seu copo de água, paga o barman, e passando ao lado de Jin, que estava perto da porta, e diz:
-Você não precisa ter medo garoto... *Indo embora*


Jin, curioso sobre aquele homem, pergunta ao barman sobre aquele sujeito, ele disse que ele vive numa esquina perto dali, um lugar apertado na entrada, mas grande no tamanho, e que tinha sido a casa do pai dele (Os sujeitos que o atacaram eram andarilhos, que sempre passam por alguns bares das cidades). No dia seguinte, Jin vai até lá, passando pela esquina, estreita, mas chegando na casa dele, um campo grande,e ao fundo, a casa dele, e vê ele treinando em frente, Jin se aproxima:

-Por acaso o senhor é aquele que apareceu no bar?

-Eu sempre apareço naquele bar, sempre aparecem caras como aqueles, e...pelo que eu percebi, você é aquele garoto daquele bar...

-Sou sim, bem, por favor, eu fiquei realmente impressionado com o que você fez lá, e eu queria pedir pra me ensinar a lutar... por favor...

-Ah, é mesmo? Bem, eu não vou considerar você como aluno, saiba disso, e para eu te treinar, ao menos eu preciso ver como que você luta... vamos ver!

*Ele sai correndo até Jin e dá uma rasteira nele*
-É, você é um pouco fraco pra isso, não?
*Caido no chão, se levantando*

-Que... velocidade... é essa?!?

-Eu não usei nem 10% disso garoto, vamos, lute!



-Certo!

Jin apanha bastante, mas ainda fica em pé e ainda luta, resistente.

-Olha só, parece que você é bem resistente pra uma criança, não é?

Jin mal consegue encostar nele, até que ele cai, sem aguentar mais a lutar.

-Garoto, você realmente provou ainda me enfrentar, mesmo vendo tudo aquilo no bar, e estou vendo que você é forte ainda, mesmo não ter me acertado um golpe, bem...eu irei te treinar, mas você não será meu aluno, lembre-se disso... Qual é o seu nome garoto?

-É Jin Katashi, e muito obrigado por me aceitar como aprendiz..

-Haha, bom garoto, meu nome é Riki Hayato, então Jin, o que te fez me procurar e ficar mais forte, tem algum motivo?

-Bem, um dos motivos seria para proteger pessoas que eu gosto, não importando o que eu tenha que fazer...

-Isso é generoso da sua parte, é bom quando se encontra um objetivo de vida, eu até tinha o objetivo de ficar cada vez mais forte, e até tenho, mas estava vendo que eu estava ficando cada vez mais sozinho, todo esse povo até me respeita por aqui, mas tem esse preconceito e péssimo habito de me verem como um ser fraco, ainda mais cego, por isso eu luto contra isso, até agora estou conseguindo, mas sabe...Esse mundo é tão bom apesar de tudo, e tem pessoas que enxergam até coisas a mais... eu queria poder enxergar, mas nunca pude...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Jin Katashi

avatar

Sexo : Masculino
Data de nascimento : 15/04/1988
Horóscopo chinês : Dragão
Zodíaco : Áries
Status : Vivo(a)
Terra Natal : Dragonland
Tendência : Leal - Bom
Data de inscrição : 16/07/2014
Mensagens : 7

MensagemAssunto: Re: Jin Katashi   Sex Jul 18, 2014 4:46 am

-O que houve com o senhor? Mestre Riki?
-Haha! não precisa me chamar de mestre, está tudo bem, então...
[Explica toda a sua história]
-Nossa, que triste...
-Pois é garoto, por isso eu digo: Viva o máximo que puder, viva intensamente, como se fosse morrer amanhã, a vida é curta, e o que você sente também, por isso não deixe tudo se acabar, corra atrás, se você realmente gosta, de verdade, essa é uma dica que te peço pra seguir, sendo seu mestre ou não...
-Certo, tudo bem, arigatou Riki
*Riki sorri, feliz*


Nessa época, Jin tinha em torno de 16 anos, e mesmo sem o pai, considerava tanto o Riki, que era como se fosse seu pai, apesar de que ainda se esforçava muito treinando, não gostava disso porque era fraco, mas com o tempo se acostumou e acabou ficando cada vez mais forte. Jin aprendeu vários estilos do Kung Fu que Riki tinha aprendido com pessoas da geração Ishyama, mas nunca contou ao Jin, e daquele dia em diante, Jin usava mais o seu bastão, que ganhou de Riki: Um Bastão extraído de uma floresta no qual rumores dizem que faziam cultos de bruxaria no mesmo local que elas começaram a criar, depois que os integrantes saíram de lá...




Jin passa em torno de 2 a 3 anos sendo treinado pelo Riki, sendo que ao mesmo tempo ele ainda pesquisava um pouco mais em ervas medicinais, e conseguindo um cargo pra enfermeiro, ele pagava as despesas pra ele e pra a mãe dele.

Um dia,um homem estranho aparece na enfermaria, todo de preto, estrangeiro, estava gravemente ferido depois de uma briga que ele teve com um dos líderes de bruxaria; Jin tenta salvá-lo assim que podia, mas ele acaba morrendo, agoniado em ver outra pessoa morrendo, mas estranhando o caso em que houve com o rapaz, e vendo umas marcas estranhas na luva dele, mas saindo uma sensação estranha daquela luva, Jin começa a procurar sobre o caso daquele homem, mesmo que ele não pudesse ver o caso, Jin procura por conta própria, ouvindo alguns boatos, falando com as pessoas, e sempre que podia, pedia pra ajudar nas investigações, sendo que o caso estava sendo mais tratado no centro da cidade, com relatórios e provas. Alguns dias depois e nada, e assim, a luva acabava ficando com ele, pois aquela luva parecia que queimava a mão de outras pessoas, um dia quando ele testou com outras pessoas, e aquela luva parecia não fazer isso com ele, logo ele ficou sendo o dono daquele acessório.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Jin Katashi   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Jin Katashi
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» Otohime Katashi

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Dark Side RPG :: Curiosidades :: Personagens-
Ir para: