Dark Side RPG

Um RPG que se passa em um mundo pós-apocalíptico, com vários reinos se formando sobre as ruínas do mundo antigo.
 
InícioCalendárioGaleriaFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 Fim da Linha

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8  Seguinte
AutorMensagem
Roque Eisenhauer

avatar

Sexo : Masculino
Data de nascimento : 20/02/2009
Horóscopo chinês : Búfalo
Zodíaco : Peixes
Status : Vivo(a)
Terra Natal : Iceland
Tendência : Leal - Bom
Data de inscrição : 19/11/2014
Mensagens : 30

MensagemAssunto: Re: Fim da Linha   Dom Jan 11, 2015 5:59 pm

*No episódio anterior de as aventuras de Roque*

♫Nesse momento toda a cabine já estava cheia de água, e Roque agora submerso e com frio só conseguia pensar numa coisa♫

Roque: "Morrer...todos vão morrer, aquelas lindas garotas vão morrer... isso é um crime contra a humanidade, sinto muito minha rainha, mas não posso concordar com isso aquelas jóias não podem ter tal destino, jóias foram feitas para brilhar.. Não posso permitir isso"

♫Já estava fundo, bem fundo no mar, estava escuro e Roque acabava viajando em seus próprios pensamentos enquanto ficava sem oxigênio, afundando na escuridão♫

*continuando alguns segundos depois*

♫Quanto mais pensava naquelas lindas garotas morrendo, maior era sua vontade de viver, até que finalmente acontecia. Num mundo completamente escuro ele conseguia ver pequenas luzes brilhando, Roque despertava como "O salvador de donzelas, Roque o magnifico", sua verdadeira identidade. Aquelas luzes que conseguia ver eram nada mais nada menos que as auras, as energias vitais das belas mulheres que vira anteriormente♫


♫De dentro de suas mangas, uma carta de baralho aparecia através de um mecanismo muito comum para trapaceiros. A carta parava na ponta de seus dedos e com sua aura, ou melhor com o fogo que queimava em seu coração, ele transformava aquela carta num objeto explosivo, que quando encostava nas cordas que o prendiam causavam uma grande explosão. Roque não sentia o efeito pois a explosão era causada por sua própria aura flamejante♫

♫As cordas e a própria cabine se partiam , Roque estava livre, e agora nadava na direção de três luzes brilhantes, ele sabia dizer quem eram, apesar de ainda não saber seus nomes. Três lindas luzes estavam encurraladas por uma legião de inimigos, e estes continuavam aparecendo♫

♫Seu fôlego era impressionante, assim como sua capacidade de nadar rápido, afinal de contas Roque sempre fora um homem do mar. Nadando como um peixe ele emergia ao lado do navio onde as três luzes se encontravam. Olhando bem a lateral do navio encontrava uma corda que pendia de um mecanismo de roldana, utilizado para suspender os botes de fuga do navio. Sacando mais uma carta de seu baralho, a encantava com o calor de seu coração e arremessava no nó que impedia o bote de cair, ao mesmo tempo que com a outra mão se segurava na corda. Nesse momento o bote que estava suspenso se soltava, servindo como contrapeso para arremessar Roque para cima. Ele subia em alta velocidade, e quando percebia que não poderia subir mais, se soltava dando rodopios no ar, e ao mesmo tempo sacando mais 5 cartas em cada mão, e as encantando com o calor de seu coração (sua aura). Enquanto pronunciava suas palavras heroicas ele arremessava as cartas em seus inimigos♫

Roque: Não temam minhas belas luzes! Roque, o grande, está aqui para lhes proteger!

♫Caindo no convés do navio em que se encontravam Kin, Otohime e Airi, o herói aparecia, suas cartas mandavam vários inimigos pelos ares, causavam explosões semelhantes a granadas de mão. Em sua pose heroica ele encarava seus inimigos, que se assustavam com a aparição do homem♫

Roque: Não lhes enfrento por terem me abandonado! Lhes enfrento pois tiveram a coragem de ameaçar a vida destas belas moças, destas belas luzes que brilham tão radiantes! Agora venham! Enfrentem seu julgamento!

♫Com um movimento rápido do pé, Roque chutava pra cima um sabre curvo que caíra ali de um dos inimigos derrotados. Fazendo belos movimentos e sacando mais 5 cartas de seu baralho, Roque apontava o sabre para seus inimigos, deixando as cartas prontas na outra mão. A mudança de personalidade era incrível, parecia outra pessoa, mais forte , mais determinada♫


♫Sorrindo , ele balançava seus cabelos pois estavam molhados com a água do mar, a cena parecia estar em câmera lenta, mas era de fato radiante, tão radiante que até mesmo brilhava. Seus inimigos entendiam como uma provocação e partiam para o combate. Assim Roque iniciava sua luta, pelas luzes que tanto apreciava. Defendia bravamente a cabine em que se encontravam Otohime, Airi e Kin, contra legiões de inimigos, hábeis golpes de sabre, saltos acrobáticos magníficos e cartas de baralho que explodiam com o calor de seu coração♫
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Narrador-kun

avatar

Sexo : Masculino
Status : ???
Tendência : Neutro - Neutro
Data de inscrição : 01/11/2014
Mensagens : 213

MensagemAssunto: Re: Fim da Linha   Dom Jan 11, 2015 7:10 pm

A luta continuava, os navios em que estavam  Otohime, Airi e Kin se infestavam de inimigos buscando impedir o envio do sinal. A frota de gelo prezava seus soldados o suficiente para não permitir um bombardeio a seus próprios navios, ou pelo menos assim deveria ser. Ygros pressionava Dante, Kohaku e TaiKun num navio diferente, já Ren, Heikki e Yasuhiko acabavam cercados por inimigos em um dos destroyers e agora enfrentavam um gigantesco golem de gelo. Lin, Sayuri e Takafumi eram forçados a pousar num dos destroyers para evitar o fogo inimigo, e agora lutavam por suas vidas contra incontáveis soldados. Ryouji, Saito e Tatsuo eram forçados a enfrentar os soldados de elite da frota de Youko Icewill, soldados altamente treinados pela própria. A situação não estava nada bem, a esperança pesava sobre os ombros da garota Airi, ela afirmou que a ajuda chegaria e por isso todos tentavam resistir.

Por aproximadamente 30 minutos eles resistiam, um tempo impressionante, levando em conta o quão jovens e inexperientes ainda eram, enfrentar uma frota inteira com apenas algumas pessoas era um feito digno de muitos meritos. Mas muitos deles já deveriam estar exaustos, e a esperança poderia estar cada vez menor. Porém seus esforços se provavam não terem sido em vão, a ajuda de fato apareceu.



Guiados por um fraco sinal capitado apenas por Katherine, a Resistência (organização armada a qual ela pertence, responsável por inúmeros ataques a Skyhold, cujo atual objetivo é recuperar as terras de Shadowrealm) finalmente chegava. A influência de Katherine e também outros fatores eram fortes o suficientes para fazer a Resistência enviar todos os navios e soldados que possuíam disponíveis para o resgate. Sabiam que a Rainha de Gelo não era brincadeira, por isso enviavam tudo o que tinham. Uma frota da mesma magnitude da frota de gelo, alguns de seus navios eram de alta tecnologia, roubados dos portos de Skyhold, já outros eram mais rudimentares. Os navios possuíam compartimentos em suas partes inferiores, e nestes compartimentos inúmeras lanchas e barcos de porte pequeno , porém de grande velocidade eram guardados, especialmente para um confronto como aquele, canhões, metralhadoras, grandes canhões de ar utilizados para lançar planadores não tripulados cuja função é bombardear a região a qual está sobrevoando, seus soldados eram equipados em grande parte com equipamentos também roubados do exercito de Skyhold, mas também utilizavam espadas, e armamentos improvisados.

Comandados pelo ex-almirante de Skyhold Nomura Koji, e pegando o inimigo numa posição desfavorável a resistência iniciava seu ataque, todas as lanchas eram ordenadas a partir (cerca de 340 lanchas), tripuladas por até 8 pessoas cada uma, elas atacavam as laterais dos navios maiores com explosivos, enquanto recebiam cobertura dos grandes navios da resistência, que atiravam com seus canhões nos navios inimigos, estes estavam fora de posição e concentrados no cerco que faziam ao pequeno grupo de viajantes. Um campo de batalha se formava, luzes e explosões, gritos de batalha, balas e misseis eram disparados por ambos os lados. Mas a frota gélida se via na defensiva, estavam fora de seus domínios, fora dos territórios que estavam acostumados a lutar.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Koji Nomura

avatar

Sexo : Masculino
Data de nascimento : 05/08/2002
Horóscopo chinês : Cavalo
Zodíaco : Leão
Status : Morto(a)
Terra Natal : Skyhold
Tendência : Neutro - Bom
Data de inscrição : 11/01/2015
Mensagens : 7

MensagemAssunto: Re: Fim da Linha   Dom Jan 11, 2015 7:36 pm

▬ Num navio maior que os outros navios da Resistência estava seu comandante, Koji já servira Skyhold como almirante, e venceu muitas batalhas nessa época, mas o ideal de Skyhold não era mais o seu, agora ele combatia a injustiça que ele mesmo ajudou a construir, liderando a Resistência pelo mar. Seu talento era impressionante, como se tivesse nascido para comandar, seu carisma era assustador,era amado por seus aliados e temido por seus inimigos▬

▬ Da cabine de comando ele avistava a frota inimiga e via os sinais de luta. Percebia que os jovens que Katherine descreveu ainda estavam lutando bravamente. Seu coração se enchia de emoção e ele se aproximava do microfone, que enviaria suas palavras para toda a frota ▬

Koji: Escutem minhas palavras soldados da liberdade! Como podem ver o inimigo está logo a nossa frente, eles deixaram seus domínios para perturbar um grupo de crianças. Crianças que deixaram sua terra pacifica por vontade própria, crianças que vieram lutar pela mesma causa que todos vocês! Por isso eu lhes pergunto, deixaremos que estas crianças morram nas mãos desses covardes?

▬ Um grito conjunto de fúria poderia ser escutado, vindo de todos os navios cheios de soldados prontos para a batalha, respondiam a seu comandante. E ele, observando a indignação e determinação de seus soldados finalmente ordenava o ataque com um sorriso gigante no rosto ▬

Koji: Então vão! Lutem! Expulsem nossos inimigos! Chutem suas bundas geladas! E os mandem chorando de volta para sua tão amada Rainha!

▬ E assim começava um ataque furioso da Resistência, que mesmo em menor numero, conseguia amedrontar o inimigo, e faze-lo recuar pouco a pouco ▬
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Tao Coldsmile

avatar

Sexo : Feminino
Data de nascimento : 20/09/1135
Zodíaco : Virgem
Status : Vivo(a)
Terra Natal : Iceland
Tendência : Caótico - Mau
Data de inscrição : 12/12/2014
Mensagens : 4

MensagemAssunto: Re: Fim da Linha   Dom Jan 11, 2015 8:21 pm

Tao não era conhecida por sua paciência, nem por seu intelecto. Estava cansada depois de manter aquela névoa por tanto tempo, por isso a dissipava pouco antes das coisas ficarem feias. A névoa desaparecia, e Tao abotoava sua mascara.

Ela deixava a cabine e começava caminhar pelo navio, a todo momento perguntava para algum soldado sobre o que estava havendo na batalha. Ficou sabendo da tremenda bagunça que aquilo acabou se tornando, e perdeu completamente a paciência. Bagunçando o próprio cabelo ela tentava pensar no que fazer. Aquela não era sua frota, ela estava ali para ajudar, mas ainda assim era irritante ver os inimigos fazendo o que bem entendiam. Se sentia ofendida e precisava se vingar.

- Vou dar um jeito nisso sozinha! Que se dane a dona sabe tudo!

Mesmo tendo sido lhe dito para não se envolver, Tao perdia o controle e corria até os controles de um dos maiores canhões do navio principal da frota de Youko, o poder de fogo daquela arma era assustador, poderia destruir um navio completamente em pouco tempo. Ela chegava gritando com os soldados.

- MIREM NA DROGA DO NAVIO QUE AQUELE DRAGÃO POUSOU E ATIREM!

Os soldados se negavam a atirar, afirmando que só tomariam tal atitude se sua almirante Youko lhes mandasse faze-lo. Tao rangia os dentes por dentro da mascara, e com uma poderosa rajada de gelo mandava o soldado voando na direção da parede, ele caía sentado e perdia a consciência. Os outros se levantavam e tentavam impedi-la, mas um olhar e poucas palavras eram suficientes para que se sentassem de novo.

- Não testem minha paciência.

Ela empurrava o soldado que cuidava dos controles do canhão e alterava os alvos ela mesma, mirando no destróier de sua própria frota cujo dragão havia pousado. E ordenava.

- Atirem.

Os soldados nada faziam, assim ela perdia a paciência e atirava por conta própria várias vezes, bombardeando o destróier em que se encontravam Lin , Sayuri e Takafumi.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Youko Icewill

avatar

Sexo : Feminino
Data de nascimento : 17/07/0883
Zodíaco : Câncer
Status : Vivo(a)
Terra Natal : Iceland
Tendência : Leal - Neutro
Data de inscrição : 11/12/2014
Mensagens : 8

MensagemAssunto: Re: Fim da Linha   Dom Jan 11, 2015 9:11 pm

Youko estava em sua cabine, recebendo todos os soldados que chegavam para reportar sobre a captura dos inimigos, sentada em uma cadeira mantendo suas pernas cruzadas e um cotovelo esquerda apoiado no braço da cadeira, apoiando sua bochecha em sua mão esquerda. Aquilo estava demorando demais, e a cada soldado que entrava lá, mais sua cabeça estava abaixada, com a franja de seu cabelo tampando seus olhos.

"Logo eles devem perder a força, nossa frota está perdendo alguns homens mas nada está tão grave.", ela dizia, mas trinta minutos depois da destruição do navio inimigo, seus soldados avistavam uma frota do mesmo tamanho ou até maior que a sua, e avisavam sua almirante. Youko levantava no mesmo momento, ficando extremamente séria e saindo da cabine para ver a situação com seus próprios olhos. Era a Resistência, eles estavam presentes mais uma vez, durante os últimos anos eles estavam aparecendo muito naquele mar e dessa vez haviam chegado antes do que ela havia previsto. A almirante ficava furiosa, e para piorar as coisas, começava a ouvir o barulho de um de seus canhões mais poderosos disparando, quando ela olhava para os lados e não via Tao, já imaginava o que poderia ser.

- Ahhh... aquela garota! Eu disse pra ela se comportar! - Antes de ir atrás de Tao, dava uma ordem gritando com a maior força que possuia. Sua voz tinha uma força surpreendente, fazendo todos da embarcação principal a ouvir. - HOMENS! PASSEM ESSA ORDEM PARA O RESTO DA FROTA. NÃO PRECISAMOS DE MAIS NENHUM DOS INTRUSOS VIVOS, ELIMINEM-OS! ESTAMOS DE RETIRADA, MAS VOLTAREMOS MAIS FORTES DO QUE NUNCA E TOMAREMOS AS CABEÇAS DE NOSSOS INIMIGOS!

Ao terminar de dar suas ordens, Youko dava as costas e se dirigia para a sala do canhão que estava sendo disparado contra um dos seus próprios navios enquanto todos seus subordinados do navio principal batiam continência e começavam a repassar as ordens com o resto da tropa. A almirante chegava na sala e via Tao comandando o canhão, aquilo a deixava extremamente nervosa, andando até o lado de sua companheira e falando com ela, usando um tom "calmo" de voz:

- Oh... então é você que tá fazendo isso...

Assim que dizia isso, sorria de uma forma assustadora. E impaciente com as atitudes malucas de sua parceira segurava a garota pelo pescoço com um mão apenas e a erguia, começando a bronca.

- Você sabe quantos homens meus estão naquele navio!? Você sabe quantos pode ter matado!? Você é uma IDIOTA! Essa é a MINHA frota! Você não tem direito nenhum aqui! SE COMPORTE!

A almirante estava furiosa, e depois de terminar, soltava o pescoço de Tao e saia da sala a arrastando, a levando de volta para a cabine a força. Youko já sabia que perderia aquela batalha, por isso a ordem de recuar. Mas ainda sim queria acabar com aquele grupo de crianças antes que a resistência chegasse para resgatá-los, eles haviam derrotado um dos navios da frota de sua rainha e aquilo era inaceitável.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Jun Zheng

avatar

Sexo : Masculino
Data de nascimento : 19/01/2012
Horóscopo chinês : Gato
Zodíaco : Capricórnio
Status : Vivo(a)
Terra Natal : Dragonland
Tendência : Leal - Bom
Data de inscrição : 30/06/2014
Mensagens : 54

MensagemAssunto: Re: Fim da Linha   Dom Jan 11, 2015 10:18 pm

Jun Zheng, o garoto que havia treinado com Shiori nos últimos dois anos tinha entrado para a resistência já fazia um ano. Era bem habilidoso e agora fazia parte dos suas principais divisões. Assim que Koji terminava seu discurso, Jun saia do interior do navio, correndo e atravessando todo o comprimento do convés com sua lança na mão direita e alguns arpões enormes amarrados em suas costas.

- Já podem soltar o meu veículo!



Os soldados, mesmo não entendendo, faziam o que o jovem havia pedido. A primeira lancha com 8 soldados nela havia saído do navio, e quando o garoto chegava na proa saltava, mantendo os braços esticados e abertos enquanto dava um mortal lentamente no ar durante a queda.

- Comandante da Infantaria da Resistência, Zheng Jun! Está partindo agora!

Sim, comandante. Mesmo tão novo, Jun se provava ser um forte líder e um dos mais fortes soldados da resistência. Seu treinamento com Shiori o havia ajudado bastante para tal feito. E ele cumpria seu papel com todas as suas forças e um sorriso no rosto. Quando a queda terminava, ele caia agachado em meio dos soldados de sua lancha e já se levantava com o mesmo sorriso inocente de sempre.

- Vamos lá rapazes! Temos amigos para salvar! - Apontava o próprio polegar da mão esquerda para seu rosto sorridente enquanto já começava a girar sua lança com a mão direita. - Eu vou cuidar da nossa defesa! Vocês podem ir o mais rápido possível para aquele navio que tá lá no meio, sinto uma aura poderosa vinda dele!

Com uma risada, em segundos, sua lança já girava em sua mão como se fosse as hélices de um helicóptero, seu cabelo até balançava com o vento produzido por sua lança. Os soldados não o conheciam direito por estarem quase sempre em missões marinhas, mas sabiam que ele era confiável, afinal seu cargo era alto na Resistência, e por isso seguiam suas ordens sem medo algum. A lancha disparava contra o navio onde Ygros estava.

Durante o caminho, tiros eram disparados contra a sua lancha, mas com aquela sua lança giratória conseguia rebater todos que proporcionavam perigo para seus soldados e sua lancha. A percepção e agilidade do rapaz eram impressionantes, os tiros vinham e eram rebatidos por sua lança. Cada um deles, de todos os lados. E por causa da velocidade, não eram muitos tiros que se tornavam perigosos, era difícil para acertar um alvo em alta velocidade. Em alguns minutos já estavam chegando no navio que era o destino daquela unidade.

Jun parava de girar sua lança e pegando um arpão com a mão esquerda, arremessava-o contra o casco do navio de Ygros, fazia o mesmo para os outros arpões, porém sempre o seu alvo era um pouco mais acima. Em segundos havia feito uma escada improvisada.

- Rapazes! Virem a lancha! Vou pular agora!

O rapaz tomava impulso, e quando a lancha virava de lado para "estacionar" ao lado do navio de Ygros, Jun corria pelo seu comprimento e saltava no primeiro arpão, depois no segundo, e assim por diante. Subia pelo casco dessa forma, e quando chegava no último, pegava um impulso maior e saltava para dentro do navio.

Quando já tinha visão do convés congelado, avistando o adversário das pessoas que teria que resgatar distraído com eles. Jun segurava sua lança firmemente e investia contra o cavaleiro usando o gelo do chão daquele navio para deslizar e aumentar sua velocidade, já dando as ordens para as pessoas que tinha que resgatar.

- Pessoal! Saltem do navio, tem uma lancha lá embaixo! O resgate chegou!

Ele havia reparado no perigo daquela aura que saia de seu inimigo, mas não importava, era uma ótima chance para golpeá-lo com toda a força que tinha. Girava seu corpo em volta de si quando já estava próximo sentia o frio congelante, mas isso não atrapalhava na execução de seu movimento que chegava a ser mais rápido do que o efeito de congelar daquela aura começar a fazer efeito, seu balanço era de um experiente guerreiro e esse era o impulso para o seu golpe.

A lâmina de sua lança ia ao encontro do corpo do cavaleiro em forma de um golpe horizontal, mais para lhe dar uma pancada com toda a sua força do que para cortar o perfurar.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Ygros Frostwatch

avatar

Status : Vivo(a)
Data de inscrição : 14/12/2014
Mensagens : 19

MensagemAssunto: Re: Fim da Linha   Dom Jan 11, 2015 10:41 pm

Uma coisa que sempre fora evidente no Cavaleiro, é sua atenção ao seus arredores. Como ja dizia seu lema, Ygros era a Vigília Congelada, e não recebera esse nome por apenas soar bonito. Esse é um dos motivos pelos quais ele jamais fora pego de surpresa. Em meio ao "calor" de sua luta com os jovens desafortunados, Ygros FrostWatch percebeu que algo havia mudado, talvez reforços estivessem aqui, ele podia dizer pelo intenso barulho em todos os outros barcos, que havia aumentado consideravelmente.

Em poucos minutos, Jun ja estava escalando o navio e quando este aparecia no parapeito da embarcação, o Cavaleiro do Norte ja o estava esperando. Ignorando os três jovens com quem lutava, Ygros se virava para o lanceiro e quando este estava quase golpeando-o com a lança, uma barreira de gelo se formava bem a tempo para que ele bloqueasse completamente o golpe do garoto à sua frente. Ygros não hesitava e avançava para cima do garoto, aplicando uma sequência de três cortes, evitando ao máximo fazer movimentos desnecessários pois tinha certeza de que este oponente era ágil.

- Se possue tamanho desejo de morte. - Ygros retomava sua fala imponente. - Ygros FrostWatch hà de engajar-te num embate digno.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Dante Campanaro

avatar

Sexo : Masculino
Data de nascimento : 16/09/2012
Horóscopo chinês : Dragão
Zodíaco : Virgem
Status : Vivo(a)
Terra Natal : Qantuum
Tendência : Leal - Bom
Data de inscrição : 30/06/2014
Mensagens : 77

MensagemAssunto: Re: Fim da Linha   Dom Jan 11, 2015 11:38 pm

Tanto tempo, por quanto tempo estava lutando? 30 minutos. Sim, Dante estava surpreendido com isso, e feliz por seus companheiros estarem fazendo o certo agora. Atacava, defendia e recebia ajuda deles. Eram como um time, e a cada minuto que passava sentia que ganhava mais experiencia e conhecia melhor quem lutava ao seu lado. Era a parte bela daquela batalha.

O que não era belo era a resistência que Dante tinha, uma pessoa que usa muito de sua velocidade não era feita para  longas batalhas, e naquela luta estava lutando para ficar de pé e ainda acompanhar os golpes do cavaleiro a sua frente. Seu corpo gritava para parar, mas ele não se permitia a isso.

Na longa luta, já tinha recebido alguns cortes de Ygros que, se não fossem por Taikun e Kohaku, estaria morto agora. Eles conseguiam fazer o cavaleiro desviar o golpe momentos antes de acertar. E se ajudando sempre conseguiam se manter na luta. Seu sangue escorria por seus vários ferimentos e pingava no chão a todo momento, não tinha perdido tanto mas já estava sentindo seu corpo estar cinco vezes mais pesado que o normal, e sinceramente o rapaz não sabia quando cairia sem consciência alguma, poderia ser a qualquer momento.

Cansaço, ferimentos, vontade de descansar, Dante sentia tudo isso naquela luta, mas no fim o que o mantinha em pé era mesmo a vontade de não deixar ninguém ao seu lado morrer. Até que finalmente, no horizonte a sua direita, vários navios apareciam atacando os navios da frota de Gelo, o que Airi estava dizendo era verdade, a ajuda realmente chegava. Aquilo fazia um pouco de sua força voltar, afinal só deveria aguentar um pouco mais e isso lhe dava a razão perfeita para continuar tentando. Se esforçava bastante em seus últimos golpes, balançando sua espada junto com o enorme peso que sentia vindo de seu corpo, se defendendo dos golpes que vinham com toda a força que lhe restava e no último golpe o resgate finalmente chegava.

- Finalmente... haha...

Vendo que o lanceiro que tinha chegado havia partido para cima de Ygros e os dito para fugirem, Dante olhava rapidamente para seus parceiros, com o olho direito completamente fechado e inchado de algumas pancadas que havia recebido durante a luta, e os dizia:

- Vamos! O pessoal já deve tá esperando pela gente...

Dante corria para o lado do navio que Jun havia aparecido, e olhava para baixo, ao lado do navio estava uma lancha, aquele deveria ser o transporte do resgate e o jovem espadachim saltava sem pensar duas vezes. Caia no mar após a queda e logo subia com dificuldade na lancha, ficando deitado e de barriga para cima ao subir. Fechava os olhos e começava a recuperar o fôlego.

Só agora fora do "calor" da batalha que começava a sentir todas as dores em seu corpo surgirem. Devia ter fraturado alguns ossos e todos os seus músculos doíam, Dante não conseguiria de forma alguma andar mais durante algum tempo antes de poder descansar bem seu corpo ferido e cansado.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Taikun Tsukushi

avatar

Sexo : Masculino
Data de nascimento : 04/10/1993
Horóscopo chinês : Galo
Zodíaco : Libra
Status : Vivo(a)
Terra Natal : Dragonland
Tendência : Caótico - Bom
Data de inscrição : 18/07/2014
Mensagens : 62

MensagemAssunto: Re: Fim da Linha   Seg Jan 12, 2015 6:09 am

•● Taikun se mantinha em posição de batalha, olhando diretamente para Ygros, só que alguma coisa o perturbava. Sua visão estava se embaçando, suas mãos tremiam, e ele começava a suar frio. Seu fôlego estava em bom estado de volta, seu corpo estava aquecido novamente, mas o que o deixava assim, afinal?. ●•

Tch.. d... droga...

•● Ele gaguejava até para falar, rangendo os dentes e não entendendo o que era aquilo, afinal. ●•

Taikun, você está bem?.

Kuso (droga)... e.. eu est--

•● Suas palavras eram paradas por um guerreiro que surgia do nada ao longe, que ele já o notava de longe, mas ainda se mantinha olhando para Ygros. Por um momento ele achou que fosse um inimigo, mas ficou procurando manter a calma, o que não conseguia, até vê-lo atacar Ygros, e em seguida ver Dante falando "finalmente". Nesse exato momento, um flashback surgia em sua mente, relembrando sobre Airi estar falando sobre "buscar ajuda", e ele finalmente entendia do que se tratava, enquanto já via ele descendo o barco. ●•

E.. espera.. a gente.. não ia...

Você está cansado. Siga-o para fugir.

M.. mas...

Agora!.

•● Taikun seguia-o, contornando Ygros de longe, sem nem sequer ter olhado para ele, mas antes de descer do barco, ele finalmente o olhava pela última vez, até mesmo nesse momento, sua visão melhorava um pouco, e ele podia notar finalmente aquela luta entre os dois. Tudo aquilo se passava em câmera lenta em sua mente, como se fosse passar mal com tanta adrenalina e risco de morte, fazendo-o enjoar, e conseguindo descer pelas lanças que ele havia deixado no casco, com suas últimas forças restantes, enquanto voltava a sua forma normal que todos o conheciam. Ao chegar na lancha, ele ainda caia de mal jeito, com os pés apoiados sobre a lancha  mas se sentando direto nele, chegando a doer um pouco, mas por tão cansado e enjoado estava, ele não sentia. ●•

...Taikun?.

•● Era a última coisa que Taikun conseguia ouvir, até o momento em que ele acabava entrando em colapso e desmaiando, estirado por lá, e com uma febre aparentemente alta. Para aqueles que achavam que ele realmente estava em perfeitas condições, muitas coisas haviam o afetado naquela batalha, e ele agora o sofria disso... por enquanto. ●•
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Kohaku Akihito

avatar

Sexo : Feminino
Status : Vivo(a)
Terra Natal : Desconhecido
Tendência : Leal - Neutro
Data de inscrição : 11/08/2014
Mensagens : 46

MensagemAssunto: Re: Fim da Linha   Seg Jan 12, 2015 8:29 pm

O sangue descia por sua barriga se misturando ao sangue já seco pelo frio, Kohaku começava a ficar tonta, suas pernas estavam tremendo, e sua visão ficando embaçada. A luta já durava muito mais do que ela deveria ter aguentado, o ferimento acabava se abrindo apesar de todos os seus cuidados, dificultando ainda mais a situação. Mas uma coisa ainda era a mesma, a determinação de Kohaku, seu vigor e vontade de continuar lutando e aprendendo com Ygros, sem se importar se sua vida estava em jogo.

Kohaku estava prestes a atacar Ygros novamente quando um guerreiro aparecia, portando uma lança e atacando Ygros sem hesitar. Ele lhes mandava fugir, mas naquela hora a ultima coisa que Kohaku tinha em mente era sair dali, ela queria ficar com toda a sua vontade.

- Sair? Mas a Kohaku está...

Quando Dante também gritava ela se convencia, mesmo contra sua vontade. Quando Ygros começava  a trocar golpes com Jun, Kohaku corria na direção oposta, a caminho da beirada do navio. Mas pouco antes de pular na lancha ela se virava novamente para Ygros, e mesmo que ele não lhe desse a minima importância, ou se quer levasse sua existência em consideração, ela se curvava levemente para frente e agradecia.

- O..Obrigada Ygros-san, a Kohaku aprendeu muito hoje.

Kohaku era como uma casca vazia , que estava sendo preenchida devagar pelas pessoas a sua volta, aprendendo com tudo e com todos, ela agradecia a Ygros pois Lin uma vez lhe disse que quando alguém lhe fizer algo de bom, você deve agradece-lo. E Ygros mostrou a Kohaku o quão fraca ela ainda era  e quanto precisava aprender.

Depois de terminar, Kohaku pulava na lancha. Com aquela espada apoiada em seu ombro, e sua mão livre cobrindo o ferimento na barriga. A lancha balançava violentamente com o peso de Kohaku e sua espada, mas a garota parecia não dar a mínima. Ela se agachava ao lado de Taikun e o segurava, colocando-o sentado na lancha, em seguida olhava para Dante, que parecia estar em péssimas condições assim como Taikun.

- Amor... Vem cá! A Kohaku vai cuidar de vocês!

Ela o segurava pela mão e puxava, se sentando ao lado de TaiKun e colocando a cabeça de Dante no seu colo, mesmo que contra sua vontade. Ela sabia que ele não estava em condições de resistir, mas não era esse o verdadeiro motivo, ela queria cuidar dele, queria cuidar daqueles dois que a acompanharam na batalha, e era a única ali que ainda estava inteira o suficiente para faze-lo.
Ainda estavam no campo de batalha, o perigo não havia passado, por isso Kohaku colocava sua espada de lado e cobria a cabeça daqueles dois garotos com as mãos, fazendo-os se abaixarem, em seguida abaixava a própria cabeça, esperava em silêncio. Pensava em cada movimento daquela luta, assim como pensava no que poderia acontecer em seguida.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Jun Zheng

avatar

Sexo : Masculino
Data de nascimento : 19/01/2012
Horóscopo chinês : Gato
Zodíaco : Capricórnio
Status : Vivo(a)
Terra Natal : Dragonland
Tendência : Leal - Bom
Data de inscrição : 30/06/2014
Mensagens : 54

MensagemAssunto: Re: Fim da Linha   Seg Jan 12, 2015 8:56 pm

Uma parede de Gelo impedia o seu ataque, por um momento o garoto fechava os olhos e fazia uma expressão surpresa, chegava até a perder o equilíbrio pelo seu golpe ter sido impedido antes do previsto.

- ...Are...?

Seu corpo começava a cair para a direita por causa da falta de equilíbrio e então sentia o vento dos golpes do cavaleiro se aproximando. Era forte, Jun podia sentir isso, e aquilo fazia e muito seu sangue ferver. O fazendo sorrir perante seu inimigo. Eram três golpes rápidos, cada um deles carregando uma enorme experiência nas costas. Porém, seus golpes não eram tão ágeis quanto os da sua mestre. O lanceiro tentava uma, duas vezes, colocar a lança na frente do golpe, nenhuma das duas adiantava, sua arma era rebatida pela força de Ygros, mas por ter impedido pelo menos um pouco do golpe por uma fração de tempo, Jun conseguia recuperar o equilíbrio e se afastar a tempo dos golpes.

O terceiro vinha, e o garoto ainda com os olhos fechados decidia usar uma defesa diferente dessa vez, colocava a lâmina de sua lança na frente do golpe, segurava com as duas mãos sua haste, firmava os pés no chão e esperava o impacto. Equiparando assim sua arma com a de seu inimigo, e o mais assustador é que ele fazia tudo isso com um sorriso enorme no rosto e os olhos ainda fechados.

- Opa opa! Calma ai cavaleiro-san. Não é educado bater num inimigo que perdeu o equilíbrio não é?

Jun estava começando a sentir seus movimentos serem limitados por causa daquela aura estranha de Ygros, por isso depois da pequena pergunta, saltava para trás, ficando próximo do parapeito do navio. E com a mesma expressão ainda voltava a falar com seu inimigo.

- Você é forte. Adoraria lutar mais com você, mas já cumpri meu papel aqui. Se eu não voltar logo minha mestre vai me matar! Hahaha! Até mais, cavaleiro-san.

Jun dava um golpe forte com a ponta de sua lança no convés congelado do navio, e ao fazer aquilo, todo o lugar começava a rachar. Antes que o chão se partisse em vários pedaços, o lanceiro saltava para trás. Pisando nos arpões que havia usado para subir e começava a descer por eles pulando, e só quando pousava agachado seguramente em sua lancha que abria os olhos novamente. Ao se erguer novamente, passava a mão sobre a testa como se estivesse limpando um suor.

- Ufa! Como conseguiram lutar tanto tempo com ele? Estou impressionado! Hahaha! Vamos, temos que voltar para o navio principal de novo!

Dava as ordens e a lancha partia novamente, voltando para o navio principal da frota da Resistência.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Shiori Ishiyama

avatar

Sexo : Feminino
Status : Vivo(a)
Terra Natal : Dragonland
Tendência : Neutro - Neutro
Data de inscrição : 01/07/2014
Mensagens : 51

MensagemAssunto: Re: Fim da Linha   Seg Jan 12, 2015 9:38 pm

- Crianças...

Shiori, sempre isolada de todos ouvia cada palavra dita. A mulher suspirava, se levantando e indo até uma lancha.

- Aquela menina nos dá muito trabalho Brân.

O corvo pousava no ombro de Shiori e ela olhava séria para aqueles que a acompanhariam.

- Vamos lá... eu tenho que interferir nisso, não temos escolha.


A lancha era lançada e ela se dirigia na direção do navio em que estavam Ren, Heikki e Yusuhiko.  Enquanto a lancha avançava, raios surgiam no céu e trovões eram ouvidos. Shiori, em pé na embarcação se estava séria como sempre.

- No que eu fui me meter...

O corvo voava imediatamente no momento em que chegavam. A Ishiyama olhava para cima e lançava uma corda, prendendo-a logo de primeira no navio inimigo.

- Se preparem para a fuga homens...vou buscar as crianças...

Assim que terminava de dizer aquilo, Shiori escalva com o auxilio da corda. A visão que tinha assim que entrava no navio era a de um Golen atacando os três e pela aparencia de um deles, era o tal Pirata mágico que tanto ouviu falar.

- Ok Ok! A brincadeira acabou! Sem reclamações, pessoal! Os três pro barco... eu me viro aqui!

Shiori erguia a mão e um raio caia na direção do Golen, enquanto a garota corria em auxilio aos três sobreviventes.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Ren Harzgard

avatar

Sexo : Feminino
Data de nascimento : 12/10/2013
Horóscopo chinês : Cobra
Zodíaco : Libra
Status : Vivo(a)
Terra Natal : Dragonland
Tendência : Caótico - Bom
Data de inscrição : 09/07/2014
Mensagens : 55

MensagemAssunto: Re: Fim da Linha   Ter Jan 13, 2015 11:06 am

Enfrentar um golem de gelo gigante com os punhos não era uma tarefa fácil, e aparentemente nenhum de seu pequeno grupo conseguia usar magia. Mas mesmo assim Ren fazia tudo o que podia, atacava com tudo e até mesmo conseguia causar algum dano a criatura.

Quanto mais sangue saía de seu corpo mais agressiva Ren se tornava, ela socava o golem com tanta fúria que conseguia destruir grande parte de seu corpo. Mas estava muito ferida, e parte desses machucados foram causados por ela mesma e seu excesso de agressividade. Muitos de seus dedos estavam quebrados , e suas mãos sangravam, panturrilhas e tornozelos estavam no mesmo estado, e as roupas quase que completamente destruídas.

Quando Shiori chegava, Ren estava sobre a cabeça da criatura, destruindo suas próprias mãos enquanto acertava socos devastadores no golem, os socos amassavam e quebravam aquele gelo quase impenetrável, e Ren gritava como um animal raivoso. Não estava mais prestando atenção em seus aliados ou nem mesmo nos inimigos que os cercavam a distancia esperando que o golem fizesse todo o trabalho, naquele momento só existia ela e a criatura em seu mundo.

Mas quando a voz de Shiori chegava a seus ouvidos ela finalmente percebia sua presença. Saltava da cabeça do golem e caía no chão ofegante, ela se apoiava em seus joelhos e ao mesmo tempo encarava os soldados que fugiram dela anteriormente. Seu cabelo cobria parte de seu rosto, estava solto depois de tanta luta, suja do sangue seco e daquele que ainda saía de suas feridas abertas, ela sorria para aqueles soldados agora recuados cujas pernas estremeciam como se estivessem vendo um demônio. O sorriso de Ren era como os de uma criança que acabara de terminar algum tipo de brincadeira, mas estava pronta pra começar a próxima.

Mesmo assim, Ren sabia que era hora de ir, ela pegava seu guarda-chuvas que estava no chão e o colocava na cintura. Segurava seu ombro direito com a mão esquerda e o mexia violentamente, um estralo poderia ser escutado, Ren recolocava seu ombro que se deslocou depois do ultimo soco no lugar.

- Vocês escutaram, venham de uma vez.

Em seguida ela pulava no barco que os aguardava. Ainda estava ofegante, mas seu sangue fervia, e ela usava toda a sua concentração para se acalmar pouco a pouco.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Yasuhiko Orlov

avatar

Sexo : Masculino
Data de nascimento : 14/09/2003
Horóscopo chinês : Cabra
Zodíaco : Virgem
Status : Vivo(a)
Terra Natal : Desconhecido
Tendência : Leal - Neutro
Data de inscrição : 22/12/2014
Mensagens : 12

MensagemAssunto: Re: Fim da Linha   Ter Jan 13, 2015 11:40 am

Ren havia defendido aquele soco que mataria Yasuhiko por ele ter entrado na frente para salvar seu capitão, e desde então olhava surpreso para a garota. Ela, com aquele tamanho minúsculo perto daquele golem, conseguia segurar a força do punho do monstro de Gelo. Era um absurdo, quem era Ren? Quem eram aqueles jovens que estavam no navio de Heikki?

A garota partia para cima do monstro e Yasuhiko pensava em ir ajudar, mas quando via o jeito que os olhos de Ren estavam não conseguiu sair do lugar. Ela não estava pensando mais em nada, apenas se concentrava no golem e por isso ela talvez nem reconheceria os aliados por enquanto. O guerreiro então decidia apenas observar, não conseguiria parar Ren de jeito nenhum e se entrasse na "linha de fogo" daquela luta tinha poucas chances de sair vivo. Optava por ajudar seu capitão com o ferimento que ele tinha em seu braço.

- Capitão. Vou cuidar do seu ferimento! Fique parado.

Via a estaca ainda atravessando o braço de Heikki, e seria possível apenas estacar um pouco o sangramento. Rasgando uma parte de sua camisa, Yasuhiko pegava bem na estaca de gelo e olhava para seu capitão.

- Vai doer um pouco.

Puxava forte e de uma vez a estaca, seria uma dor terrível e logo em seguida ele já passava o pano sobre a ferida e o amarrava forte no braço de Heikki. Aquilo deveria ajudar um pouco.

- Pronto!

Isso era tudo o que ele havia feito dentro dos 30 minutos antes do resgate chegar. No resto ficava observando em silêncio a luta entre Ren e o Golem de Gelo. Era insano como ela conseguia, de mãos nuas, destruir partes de seu oponente. Ele era de fato bem resistente, e a força que a garota mostrava não era humana, e talvez pelo monstro ser lento ela tenha durado bastante tempo lutando contra.

O resgate chegava, e Ren parecia voltar ao normal. A mulher que chegava disparava um raio contra o que restava do Golem, e a garota ruiva falava para ele e Heikki saírem dali. Yasuhiko ficava assustado com a força que ela ainda tinha. Realocando o ombro daquele jeito sem nem gritar, só de ouvir o barulho já fazia ele sentir um pouco da dor que ela havia sentido. E isso o levava a pensar, será que ela é quem era o monstro a bordo desse navio?

- Capitão, vamos indo.

Era o que dizia ao se levantar e pular no barco de resgate. Tendo uma última visão dos soldados da frota de Gelo que cercavam a luta entre o golem e Ren. Eles também haviam ficado imóveis, qualquer um ficaria, depois de presenciar tal brutalidade.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Heikki Niemi

avatar

Sexo : Masculino
Data de nascimento : 05/08/2007
Horóscopo chinês : Porco
Zodíaco : Leão
Status : Vivo(a)
Terra Natal : Qantuum
Tendência : Caótico - Bom
Data de inscrição : 30/06/2014
Mensagens : 51

MensagemAssunto: Re: Fim da Linha   Ter Jan 13, 2015 1:35 pm

Heikki estava caído por causa da estaca que o havia acertado, e de repente uma sombra o cobria totalmente. Ao olhar um pouco para cima, via o punho gigantesco daquele Golem, se aproximando. O pirata ficava desesperado por baixo de sua máscara e tentava de todas as formas se levantar a tempo para esquivar, mas já parecia ser tarde demais, lhe restava fechar os olhos. Mas nada acontecia, o punho do Golem não chegava. Ao abrir os olhos novamente via Yasuhiko a sua frente e Ren segurando com as mãos nuas o punho daquele monstro.

Em seguida Ren partia sozinha para cima do golem e começava a lutar com o mesmo sozinha. Suas habilidades eram incríveis, mas todos aqueles movimento super agressivos deixavam Heikki, que havia se sentado no convés depois de abrir os olhos, realmente com medo. Era quando Yasuhiko falava em tratar seu ferimento, o pirata sabia que doeria então reclamava:

- Perai perai. Não precisa! Eu to beeeee-- AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAHHHHHH!

Não teve nem tempo de reagir, soltava um grito ensurdecedor de dor quando seu subordinado retirava a estaca de uma vez só. Segundos depois ele começava a morder seus próprios lábios e batia ambas as pernas sobre o convés do navio várias vezes. Torcendo para que a pontada de dor passasse logo, e isso acontecia cerca de 5 segundos depois.

O pirata havia transpirado um pouco naquele meio tempo mas já tomava fôlego novamente e voltava a respirar normalmente, colocando uma mão por cima do pano que cobria seu ferimento e assim como Yasuhiko e os soldados daquele navio, ficava observando Ren lutar.

Ela era brutal, pensava que com uma companheira dessa não teria inimigos, pensava até em oferecer um lugar a ela em sua tripulação, mas junto veio o pensamento de que não conseguiria controlá-la caso ela fosse além do limite. Ryouji parecia ter uma forte ligação com aquela violenta garota, como ele aguentava, qual o seu segredo? Sentia que deveria perguntar depois, uma vez que Sayuri também tinha um pavio bem curto.

Trinta longos minutos se passavam desde a luta entre o Golem e Ren começar. Ela já estava coberta de sangue e Heikki começava a ficar preocupado com ela, mas a garota estava com um sorriso enorme no rosto enquanto socava o monstro a sua frente. Medo, era isso que todos que viam a luta poderiam facilmente estar sentindo. Até que o resgate finalmente chegava e a violenta garota saia de seu estado psicótico, para o alívio do pirata. A garota dos raios os havia salvado de talvez ter perdido uma companheira, e assim que se levantava faria um sinal de joia para a mulher que tinha aparecido.

- Obrigado mulher dos raios!

Com um tom animado de voz por agora estar seguro, Heikki saltava após seus dois companheiros, caindo no mar e nadando até conseguir subir no barco de resgate, ficando sentado por lá e pensando em como estaria seus outros tripulantes e Sayuri.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Narrador-kun

avatar

Sexo : Masculino
Status : ???
Tendência : Neutro - Neutro
Data de inscrição : 01/11/2014
Mensagens : 213

MensagemAssunto: Re: Fim da Linha   Ter Jan 13, 2015 1:43 pm

30 minutos de luta. O Golem procurou atacar sua adversária durante todo esse tempo, e por ela ser tão ágil não conseguiu acertá-la muitas vezes, e de tanto ser golpeado por Ren, a garota havia conseguido através de pura força bruta além do limite de seu corpo causar danos ao monstro de Gelo, o que era quase impossível a mãos nuas, seu corpo era resistente e cheio de pontas afiadas que machucariam qualquer um que tentasse bater.

No final dos 30 minutos o Golem estava com o seu peitoral parcialmente destruído assim como sua cabeça, mas ainda se movia livremente. Continuaria sofrendo danos de Ren e tentando golpear a garota se não fosse a aparição de Shiori que utilizava uma magia poderosa sobre o mesmo, um raio era lançado e acertava seu braço em cheio. Como golens feito de gelo tem uma fraqueza à raios, uma vez que a eletricidade é conduzida por água, e gelo é apenas água congelada, o braço acertado era destruído na mesma hora. Seus estilhaços voavam em volta sua volta, caindo pelo convés no navio, e vendo aquela sua nova inimiga, o Golem preparava mais um golpe, e talvez o seu último, usava todo seu peso no soco vindo do punho que lhe restava, pretendendo esmagar Shiori com aquele golpe.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Shiori Ishiyama

avatar

Sexo : Feminino
Status : Vivo(a)
Terra Natal : Dragonland
Tendência : Neutro - Neutro
Data de inscrição : 01/07/2014
Mensagens : 51

MensagemAssunto: Re: Fim da Linha   Ter Jan 13, 2015 2:11 pm

Mesmo tendo acertado o Golen de gelo, Shiori não expressava nenhuma emoção. Ela ficava ali parada, como se esperasse por algo.

- Quase lá... quase lá... agora!

Um raio atingia Shiori pouco antes do Golen chegar e naquele instante a barreira elétrica que mantinha shiori protegida se expandia e se tornava visivel a olho nu. Um clarão tomava conta do navio e logo após atingir o Golen com a eletricidade esmagadora de sua barreira, a garota ainda soltava uma flecha elétrica na cabeça da criatura, a destruindo em inúmeros pedaços.

Finalmente uma expressão quase imperseptivel surgia no rosto da garota. Um sorriso de satisfação que durava alguns segundos, mas que já sumia.

- Se me seguirem... vocês serão os próximos...

Dizia para as pessoas que ainda estavam naquele navio. Era então que se virava e escorregava pela mesma corda que havia usado para subir, caindo na lancha. Só então o corvo companheiro da garota pousava novamente no ombro dela e a embarcação partia finalmente.

- É... acho que erramos o navio... Brân, ela não estava ali...

Quando dizia aquilo tanto o pássaro quanto Shiori encaravam Heikki.

- Mas achamos o tal pirata... deve ser um prêmio de consolação...

Finalizava sua conversa com o pássaro, que voava e pousava na cabeça de Heikki. Shiori por sua vez, voltava sua atenção para Ren, olhando o estado da garota. Suspirava como se aquilo tudo a entediasse e pegava uma das mãos de Ren, checando cada dedo quebrado que a garota tinha e continuaria mesmo que Ren reclamasse.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Shizuka Tomoe

avatar

Sexo : Feminino
Data de nascimento : 10/06/2009
Horóscopo chinês : Búfalo
Zodíaco : Gémeos
Status : Vivo(a)
Terra Natal : Shadowrealm
Tendência : Leal - Neutro
Data de inscrição : 07/10/2014
Mensagens : 16

MensagemAssunto: Re: Fim da Linha   Ter Jan 13, 2015 2:32 pm

Shizuka se encontrava na cabine do capitão quando Koji fazia todo aquele anuncio. Ficava sentada durante todo o anúncio e quando terminava olhava para seu líder.

- Koji...eu também vou...

Antes mesmo que seu superior dissesse algo, Shizuka se levantava e descia.

- Vocês - Apontava para três pessoas que estavam em seu caminho. - Vão me acompanhar...

Os três se surpreendiam, mas acabavam obedecendo e seguindo a garota até uma das lanchas que saia a toda velocidade na direção da embarcação que havia enviado o sinal, onde estavam Airi, Otohime, Kin e Roque.

Em pouco tempo já chegava, sacando sua Katana e a cortes rápidos, fazia uma entrada na parte inferior do navio, correndo até a parte de cima e encontrando Roque lutando contra aqueles soldados.

- Mas...o que?

Surpresa por alguns instantes, já que pelo seu conhecimento Roque era da marinha da Rainha do Gelo, Shizuka olhava para a cabine, sentindo três presenças fracas lá.

- Você! Se está lutando é porque mudou de lado... vamos ver se isso é verdade depois... pro barco!

Dizia séria para Roque e já partia na direção da cabine em que as garotas estavam. Cortava a porta com sua Katana como se cortasse papel e as via ali.

- O resgate chegou meninas... se descerem vão encontrar um buraco de saída para a lancha. Eu dou cobertura para vocês três... vão!

Assim que as meninas saíssem, Shizuka ficaria para trás, impedindo qualquer soldado de seguir as garotas até o veículo de fuga.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Roque Eisenhauer

avatar

Sexo : Masculino
Data de nascimento : 20/02/2009
Horóscopo chinês : Búfalo
Zodíaco : Peixes
Status : Vivo(a)
Terra Natal : Iceland
Tendência : Leal - Bom
Data de inscrição : 19/11/2014
Mensagens : 30

MensagemAssunto: Re: Fim da Linha   Ter Jan 13, 2015 6:20 pm

♫Roque lutava bravamente, derrotando os inimigos aos montes com suas explosões e golpes certeiros de espada, conseguia se misturar em meio aos inimigos para evitar que fosse atingido por balas ou projeteis,  saltava e rodopiava fabulosamente como um verdadeiro espadachim, aos olhos de donzelas um brilho era deixado por onde ele passava, por onde sua lamina cortava e seus cabelos balançavam. Mas os inimigos não paravam de se aproximar, vinham por todos os lados, de vários navios diferentes, ele podia ver em seus olhos uma intenção maligna para com as damas que estavam dentro daquela cabine, e perceber isso o fazia ainda mais forte♫

♫Por trinta longos minutos ele lutava, e mesmo agora que estava exausto e machucado ele não perdia a pose fabulosa. Era uma de suas características quando entrava no modo "Roque o fabuloso" , não importa se estava um passo diante da morte, ele jamais perderia a pose. Apoiava-se em sua espada por um breve instante, enquanto sacava as ultimas 3 cartas que carregava consigo, ele encarava seus inimigos com olhos extremamente radiantes♫

Roque: Não encostarão um dedo sequer em minhas belas luzes, não importa se já foram meus companheiros! Agora não passam de vilões! VENHAM!

♫Mas pouco antes da luta recomeçar Roque sentia, mesmo em meio ao calor da batalha ele podia sentir, o cheiro, o brilho, mais uma luz se aproximava, radiante como as outras. Ele olhava em sua direção e seus olhos brilhavam♫

Roque: A vida deve ter deixado meu corpo, pois nesse momento estou vendo um anjo...

♫Ele falava para si mesmo, mas recebia uma ordem de seu anjo, uma ordem que não poderia ser obedecida imediatamente. Por mais que lhe partisse o coração ir contra uma ordem dada por um anjo com a voz tão bela, Roque falava♫

Roque: Sinto muito minha bela luz, mas este pirata não irá a lugar algum até que suas joias estejam em  segurança.

♫Por joias ele se referia as garotas que ainda não estavam a salvo, ele continuaria lutando até elas estivessem prestes a entrar no barco, nesse momento Roque lhes ajudaria em tudo aquilo que precisassem e entraria com elas, mas até lá ele atacava seus inimigos com tudo o que tinha♫
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Kin Hoyer

avatar

Sexo : Feminino
Data de nascimento : 04/07/2004
Horóscopo chinês : Macaco
Zodíaco : Câncer
Status : Vivo(a)
Terra Natal : Qantuum
Tendência : Neutro - Bom
Data de inscrição : 22/12/2014
Mensagens : 15

MensagemAssunto: Re: Fim da Linha   Ter Jan 13, 2015 6:56 pm

Depois que Airi começava a mandar o sinal, e Otohime não parecia nada bem, restava para Kin proteger ambas. Estava com sua cimitarra em mãos e preparada para atacar qualquer inimigo que viesse, mas estranhamente, mesmo mandando vários sinais, eram poucos que apareciam. A mulher então conseguia nocauteá-los facilmente, porém mesmo vindo poucos o tempo que estava passando já era longo. Kin nem sabia mais quanto tempo tinha passado, parecia uma eternidade e ela precisava se descansar, mas estranhava aquele barulho de espadas se cruzando que não parava de fora da cabine.

A mulher estava cansada, sua espada começava a ganhar mais peso, e nem conseguia mais manter uma postura firme em seu corpo, mas pouco mais de 30 minutos depois de começarem a mandar o sinal, uma mulher segurando uma grande espada aparecia na porta, alegando ser o resgate. Kin sorria e nisso embainhava sua cimitarra levantando os braços com animação, eles estariam logo logo a salvos, todos poderiam comer e se divertir juntos mais uma vez.

- YAY! Finalmente!

Kin se virava para Otohime que já estava bem desgastada e segurava a mão da garota, a fazendo se levantar e começava a andar servindo de apoio para sua amiga.

- Vamos Hime! Eles chegaram, estamos a salvos! Vem também Airi!

A animada mulher ria, enquanto andava para fora da cabine ajudando Otohime em sua locomoção. Antes de partirem para o local dito, Kin olhava para a mulher que os estava salvando e batia continência com a mão que estava livre.

- Obrigada por nos resgatar, moça que não sei o nome!

Ela tentava fazer um ar de sério enquanto dizia, mas acabava rindo logo depois. Kin ria muito facilmente, e após agradecer ela já tomava seu caminho junto com Otohime. No caminho acabava avistando um homem no meio do convés lutando contra todos os soldados que eram para chegar até a cabine, era Roque, o antigo prisioneiro deles, será que ele estava lutando por todo esse tempo e por isso chegavam poucos na cabine? Bem, não importava, deveria levar Otohime logo até a lancha e depois quando tivesse oportunidade agradeceria. Kin não ligava se ele já foi inimigo ou não, quando se é ajudado é óbvio que é um amigo, sua filosofia para tal assunto era simples.

Passava minutos andando com Otohime até chegar no buraco no casco mencionado pela mulher do resgate. Lá estava a lancha, e assim a mulher entrava no veículo e deixava sua amiga sentada, se sentando ao seu lado e segurando firme sua mão.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Otohime Katashi

avatar

Sexo : Feminino
Data de nascimento : 20/04/2011
Horóscopo chinês : Gato
Zodíaco : Áries
Status : Vivo(a)
Terra Natal : Dragonland
Tendência : Leal - Bom
Data de inscrição : 01/07/2014
Mensagens : 71

MensagemAssunto: Re: Fim da Linha   Qua Jan 14, 2015 9:20 am

Kin lutava e ao lado dela a garça branca continuava mas quanto mais demorava, mais fraca ficava Otohime ficava. aos poucos a garça ia sumindo e a garota já não podia ajudar Kin. A Katashi tinha total ciencia de que havia abusado da magia e como disse anteriormente, a magia tem um preço.

Meia hora se passavam e uma mulher aparecia para salvá-las. Otohime, mesmo muito pálida, sorria e olhava para Airi.

- Viu! Você realmente conseguiu Airi! Salvou todo mundo!

Com a ajuda de Kin, a garota se levantava com um pouco de dificuldade e ia a acompanhando até a saída, vendo de relance Roque ainda lutando. Olhava para Shizuka e falava com gentileza.

- Não podemos deixá-lo pra trás...

Ainda assim, como já não estava bem, não mostrava nenhuma resistência ao ser carregada até a lancha. Assim que entrava na embarcação, a garota finalmente sorria.

- Conseguimos...finalmen...

Em meio a seu sussurro de comemoração, a garota apagava, desmaiando em cima de Kin.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Airi Nikolaievich

avatar

Sexo : Feminino
Data de nascimento : 25/12/2014
Horóscopo chinês : Cavalo
Zodíaco : Capricórnio
Status : Vivo(a)
Terra Natal : Dragonland
Tendência : Leal - Bom
Data de inscrição : 18/07/2014
Mensagens : 49

MensagemAssunto: Re: Fim da Linha   Qua Jan 14, 2015 5:40 pm

O sinal estava sendo enviado, mas talvez fosse tarde demais, afinal como elas poderiam resistir por muito mais tempo? Otohime parecia tão cansada, e Kin mesmo que tentasse com tudo o que tinha não poderia derrotar um exercito sozinha. Airi balançava a cabeça tentava mandar pra longe aqueles pensamentos ruins, ganhava coragem quando via que mesmo naquele estado Otohime não parava de lutar.

Trinta minutos se passavam e Otohime perdia sua capacidade de ajudar. Vê-la naquela situação doía o coração de Airi, mas as palavras da garota ficavam ainda mais fortes em sua mente. Aquela altura ela já teria parado de esperar por ajuda, já teria desistido de seu plano cheio de esperanças, mas quando via sua amiga naquele estado ela só conseguia acreditar com ainda mais força. O mesmo acontecia quando via Kin lutar tão bravamente por pessoas que mal conhecia. Airi não sabia o que estava acontecendo, por que os soldados estavam lutando no convés ? Contra quem estavam lutando? Essa pessoa deveria ser realmente forte por conseguir lutar tanto tempo sem descanso, e contra tantos inimigos.

A ajuda finalmente chegava, quem era aquela mulher? Parte da organização de Katherine ela presumia. Mas nada se comparava a felicidade que sentiu quando escutou as palavras, "Você conseguiu Airi! Salvou todo mundo!" , parecia um sonho, parecia que a qualquer momento ela podia acordar no seu quarto em meio a suas ferramentas inúteis. Mas não era, era real, sua ideia tinha salvo todo mundo ali. Katherine reconheceu seu sinal e avisou seus amigos que vieram ao resgate.

Sorrindo e se forçando a não chorar Airi falava.

- Claro que consegui, mas droga...vocês demoraram muito.

Sua alegria não mudava sua personalidade, do mesmo jeito que sua personalidade não era capaz de esconder a alegria que estava sentindo naquele momento. Sem pensar duas vezes Airi também ajudava Otohime a andar. No meio do caminho ela descobria a razão pela qual os inimigos não estavam atacando com tudo. Aquele garoto idiota do dia anterior estava lutando, de uma maneira estúpida mas ainda assim lutando contra todos aqueles inimigos sozinho. Airi não sabia a razão pela qual ele o fazia, mas era muito grata a ele por te-las ajudado, o pior poderia ter acontecido se ele não estivesse ali. Olhando fixamente para ele Airi falava.

- Por que ver ele lutando me da vontade de vomitar?

E ajudava Hime a entrar no barco. Ela também estava preocupada com aquele homem, afinal ela lhe devia agora, e mesmo que não devesse Airi se preocuparia, pois seu coração era mole apesar de sua casca ser extremamente dura.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Shizuka Tomoe

avatar

Sexo : Feminino
Data de nascimento : 10/06/2009
Horóscopo chinês : Búfalo
Zodíaco : Gémeos
Status : Vivo(a)
Terra Natal : Shadowrealm
Tendência : Leal - Neutro
Data de inscrição : 07/10/2014
Mensagens : 16

MensagemAssunto: Re: Fim da Linha   Qua Jan 14, 2015 8:49 pm

As garotas estavam no barco mas porque raios aquela criatura ainda não havia aparecido. Shizuka ficava impaciente e usando sua velocidade ia até o convés onde Roque ainda estava lutando por algum motivo muito estranho que ela não queria saber.

- Seu idiota! Eu mandei ir pro barco!

A velocidade de Shizuka era efeito de sua aura, ar. Utilizava sua velocidade para acertar com sua Katana qualquer soldado que ainda estivessem em pé, mas sem matá-los, era o bastante apenas para incapacitá-los. Em seguida corria na direção de Roque e puxava pelos pés, arrastando-o até a lancha onde estavam as garotas.

- Eu mereço...uma criatura dessas pra salvar...tsc...

Jogava Roque na embarcação e também embarcava. Imediatamente os homens que estavam ali escolhidos a dedo por Shizuka já começavam a viagem de volta sem nem precisar de alguma ordem.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Roque Eisenhauer

avatar

Sexo : Masculino
Data de nascimento : 20/02/2009
Horóscopo chinês : Búfalo
Zodíaco : Peixes
Status : Vivo(a)
Terra Natal : Iceland
Tendência : Leal - Bom
Data de inscrição : 19/11/2014
Mensagens : 30

MensagemAssunto: Re: Fim da Linha   Qua Jan 14, 2015 9:06 pm

♫Era isso, suas preciosas donzelas estavam finalmente a salvo, ele não olhava para trás, estava satisfeito com aquilo, sua missão finalmente estava cumprida e agora ele só precisava esperar que os belos anjos da morte o levassem para longe♫

Roque: Venham...minha alma está pronta!

♫Abria seu braços e largava sua espada, olhando para cima enquanto seus inimigos corriam em sua direção. Suas cartas haviam acabado, e nada mais lhe restava além da satisfação, era hora de morrer♫

Roque: Adeus, minhas belas lu----AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAH

♫Assim ele voltava a ser o  velho Roque, sua transformação havia acabado, e agora ele era puxado pelos pés até o barco sem entender absolutamente nada do que estava acontecendo. O pobre homem era jogado no barco e lá ele ficava, desacordado com um sorriso super atraente no rosto♫
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Mark Sanderson

avatar

Sexo : Masculino
Data de nascimento : 09/04/1990
Horóscopo chinês : Cavalo
Zodíaco : Áries
Status : Vivo(a)
Terra Natal : Skyhold
Tendência : Leal - Bom
Data de inscrição : 11/01/2015
Mensagens : 25

MensagemAssunto: Re: Fim da Linha   Qua Jan 14, 2015 10:12 pm

Mark fazia parte da linha de frente, que avançava impiedosamente nas lanchas que ele mesmo havia preparado para aquela investida. Trabalhara por três dias e três noiteS, enquanto os navios da resistência partiam, ele ficou todo esse tempo sem ver a luz do dia, Enfurnado na 'garagem' do navio, onde trabalhara sem descanso. Dormir é para os fracos, certo? Agora ja avistava alguns dos soldados nos navios inimigos empurrando torretes, brandindo metralhadoras, tudo para afundar as lanchas que ele havia preparado com tanto carinho.

- Insensíveis. - Ao dizer isso, sacava seu lança granadas e atirava uma capsula explosiva do tamanho de uma maçã no torrete mais próximo, que causava uma grande explosão. Nesse momento, o microfone em seu ouvido abria um canal de comunicação.

- Mark? MARK! Por que você está nas linhas de frente, as ordems eram para você não entrar em combate!

- Eu não vou deixar - Atirava mais uma granada, que explodia quando passavam - Um moleque chinês, a versão mulher do Thor e tampouco um Índio muito louco avançarem sozinhos contra a frota de gelo! - Recarregava o lança granadas e com um rápido movimento de pulso, engatilhava a arma. - Besides, se não é pra eu lutar, não me dêem treinamento de campo, idiots !

- Mark, isso não é hora para brinc--

- O que? Não posso te ouvir, to entrando num túnel ! - Mais uma granada voava. - Um túnel bem explosivo...

Com um grande "BOOM", a lancha avançava em meio a chamas e destroços, eis que a velocidade diminuia. Mark havia alcançado seu destino. Pelos soms que vinham de lá, as coias estavam bem graves. Ele não poderia vacilar, por isso colocava seu lança-granadas na cintura e pegava uma garrafa de cerveja.

- Stay tunned ! - Ele dizia ao piloto da lancha. - Vou entrar rápido e mandar os moleques descerem por aqui, mudei meu canal de rádio para o 13.

Ele precisava de um jeito para subir até o convés, mas isso era fácil. Ele havia trazido arpões e acoplado um lançador de arpões numa das pontas da lancha. Um homem prevenido vale por dois? No caso de Mark, valia por três. Rapidamente ele armava o primeiro tiro e disparava na base do navio e rapidamente, os outros dois arpões vinham em seguida, criando como uma escada na lateral da embarcação.

- Bom, se aquele moleque chinês conseguiu, I can do the same !

Ele pulava, se pendurando no primeiro arpão. Como era extremamente forte, não tinha problemas em se erguer e ja logo pulava no próximo. Era mais fácil do que ele pensava, mesmo tendo levado o triplo do tempo de Jun para alcançar o topo, Mark Sanderson conseguida chegar ao convés.

- HEY! FUCK FACE! - Uma granada voava na direção do grupo de soldados que estava em maior número e todos voavam pelos ares, deixando um buraco na plataforma do convés. Então olhava para os dois moleques e um cara mais velho. Eles não pareciam soldados. - Hey, vocês três! Name's Mark. Tem uma lancha aqui embaixo equipada com um frigobar e cheia de brejas geladinhas. Eu não perderia essa oportunidade se fosse vocês.

Quando os outros soldados começavam a revidar, Mark pula para trás de algumas caixas, evitando os tiros enquanto retirava uma granada de mão do seu cinto. Essa granada parecia ser diferente, havia uma faixa verde nela. Ao ser jogada, a granada deixava um rastro denso de fumaça e ao rolar para o meio dos soldados, rapidamente espalhava uma nuvem grande o suficiente para cegar todos os soldados.

- Heh. O que acham disso, hein? - Abria a cerveja com um abridor de garrafas que estava preso ao lança granadas e então dava um longo gole. - Ahhhh, o bom desse lugar é que a cerveja fica sempre gelada. Nice.

Sem sair da cobertura, ele jogava mais algumas granadas. Agora os inimigos estavam cegos, tiveram algumas baixas e provavelmente levaria um tempo para recomporem suas formações. Tempo suficiente para aquele Índio muito louco chegar ali. Com mais um gole de sua cerveja, Mark se preparava mentalmente para a segunda fase do plano de resgate. A fuga.


Última edição por Mark Sanderson em Sex Jan 16, 2015 11:41 pm, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Fim da Linha   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Fim da Linha
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 6 de 8Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8  Seguinte
 Tópicos similares
-
» Dicas de como escolher curso de pilotagem de linha aérea...
» Caminho a seguir para ser Piloto de Linha aérea
» [Brasil] Piloto de linha aérea: há vagas
» Fotos da linha de montagem dos caças MiG-29
» Brasil Linhas Aéreas

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Dark Side RPG :: Histórias do Novo Mundo :: Ato 2 - "Shadowrealm"-
Ir para: