Dark Side RPG

Um RPG que se passa em um mundo pós-apocalíptico, com vários reinos se formando sobre as ruínas do mundo antigo.
 
InícioCalendárioGaleriaFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 Fim da Linha

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8
AutorMensagem
Taikun Tsukushi

avatar

Sexo : Masculino
Data de nascimento : 04/10/1993
Horóscopo chinês : Galo
Zodíaco : Libra
Status : Vivo(a)
Terra Natal : Dragonland
Tendência : Caótico - Bom
Data de inscrição : 18/07/2014
Mensagens : 62

MensagemAssunto: O Frio perturbador    Ter Jan 20, 2015 5:18 pm

•● No momento em que havia sido resgatado, Taikun estava sobre os cuidados de Kohaku, no qual poderia sentir facilmente que uma febre intensa tomava conta do rapaz. Depois de algum tempo, ele estava além da febre, respirando ofegante, e ainda sim era levado para a enfermaria do navio da resistência, junto com os outros, porém direto em uma maca. ●•

•● Preocupado e pelas ordens que haviam recebido, de tratar todos eles como amigos, os médicos se empenhavam em cobri-lo cheio de toalhas molhadas, além de um ar condicionado e um ventilador, para tentar esfriá-lo. Com tudo aquilo, parecia que ele estava em sério risco, quando na verdade ele criava um risco a todos por lá. ●•

Taikun.. acorde.. !.

N.. não.. me deixe em paz... !!.

•● A voz de Ifrit parecia não conseguir alcançá-lo mesmo, então ele se materializava, saindo do peito de Taikun, como uma pequena bola de fogo, que ia se materializando aos poucos. ●•


Pessoal, eu preciso de ajuda.. o Taikun não está nada bem.. ele não me ouve.. não me responde...

•● Os médicos se assustavam tanto com aquele ser que surgia, como pelo fato de Taikun não estar bem, mas eles o perguntavam o que estava acontecendo, e ele os respondia. ●•

É algum tipo de interferência, eu não sei explicar...

•● E logo a seguir, Taikun começava a murmurar baixo, em meio ao delírio da febre. ●•

Ghhhh.. aahhh.. f... frio....

•● Só então que Ifrit se tocava do que se tratava. ●•

Por favor, desliguem o ar condicionado, eu acho que sei como posso ajudar a resolver isso.

•● Ele só pedia para desligarem o ar condicionado, mas no fundo percebia qual era o seu maior problema. Além dele ter ficado frustrado com Ygros, de alguma maneira ele estava com medo, no qual seu corpo o respondia a se aquecer absurdamente, como se estivesse sendo pego pela friaca. Taikun se encontrava em um delírio misturado a um pesadelo, que não conseguia acordar, e ao mesmo tempo criava todo aquele efeito naquela sala. Seu corpo parecia querer pegar fogo a qualquer instante, mesmo que com o ar condicionado desligado, mas por esse fator, era colocado mais ventiladores naquela sala. ●•

só peço a vocês, esfriarem ele com modos práticos. Não tentem esfriar o ambiente, ou usar gelo, é só o que peço.

•● Ao final, aquele pequeno ser encostava no peito de Taikun, e mesmo com interferência, porém preocupado, ele se deitava por cima do peito dele, de onde havia vindo, como uma espécie de cachorro que não abandona o dono, olhando a todo momento o rosto dele. ●•
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Mark Sanderson

avatar

Sexo : Masculino
Data de nascimento : 09/04/1990
Horóscopo chinês : Cavalo
Zodíaco : Áries
Status : Vivo(a)
Terra Natal : Skyhold
Tendência : Leal - Bom
Data de inscrição : 11/01/2015
Mensagens : 25

MensagemAssunto: Re: Fim da Linha   Ter Jan 20, 2015 5:56 pm

- All in a day's work...

Recostado na mureta do convés, Mark Sanderson abria uma garrafa geladinha de sua cerveja predileta e a fazia descer garganta adentro. Depois de tantas explosões, resgates, heroísmo e liberdade, beber uma cerveja enquanto via o Sol de por, era um santo remédio. Eis então que ouvia dois soldados passando por perto dele.

"Você soube? Parece que o homem que morreu tinha uma esposa."

"Sim, me disseram que ela está la na ala médica, acabou de receber a notícia."

Subitamente, aquele maravilhoso néctar dos Deuses feito com cevada colhida do paraíso, transformava-se em xarope amargo ao seu paladar. Ele se virava para o mar, olhos fixos no horizonte. Seus dentes rangiam e ele largava sua cerveja para cair na água salgada, virava-se novamente e partia para dentro do navio.

- Tch...

Em pouquíssimo tempo, Mark Sanderson adentrava a ala médica. Algumas pessoas ainda estavam lá, mas alguém em especial chamava sua atenção. Uma jovem mulher, em um canto, com lágrimas escorrendo por seu rosto. Não, Mark não a identificara pelo fato de estar chorando, mas sim pela expressão de amargura que carregava consigo, expressão essa que ele próprio combatia todas às noites para que não viesse à tona. Ele então se aproximava de Kin, entregando-lhe uma garrafinha de água. Um gesto simbólico de gentileza e camaradagem.

- Ei... - Era difícil. Por que sempre é tão difícil? - É... Prazer, meu nome é Mark Sanderson e eu fui enviado para o navio no qual estavam dois garotos e seu marido.

O que ele poderia dizer? Que fracassou? Que sentia muito? Que um Cavaleiro armadurado de mais de dois metros travessou a porra de uma espada de aço gigante em seu peito? As palavras ficavam entaladas em sua garganta por um tempo, mas ele fechava bem os punhos revestidos por pesadas luvas de couro e finalmente dizia, meio baixo, tentando manter um tom de calma.

- Seu marido... foi graças à ele que pudemos escapar com os garotos. - Aquilo... era mentira? De certa forma, não. Apenas um outro ponto de vista da verdade. - Não pude ter a honra de conhecê-lo, mas me pareceu o tipo de homem com quem eu beberia uma cerveja a qualquer hora. - Ele colocava a mão no ombro dela. - Em seus últimos momentos... pode parecer estranho mas... ele parecia estar sorrindo, como se estivesse em paz. Achei que tivesse o direito de saber.

Mark então se virava, dando alguns segundos para ela assimilar tudo aquilo. Ele imaginava como sua mente deveria estar naquele momento.

- Nós da Resistência passamos todos por situações semelhantes. - Caminhava até a porta. - Se precisar conversar, eu fico sempre nas garagens principais desse navio.

Ao sair da ala médica, o rosto de Mark estava sombrio. Não sabia se havia feito a coisa certa, ou se ao menos conseguira levar um pouco de paz para a mulher do homem que vira morrer, mas só sabia que naquele momento ele deveria voltar ao trabalho. Sim, manter a mente ocupada sempre fazia bem à ele.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Havik

avatar

Sexo : Masculino
Data de nascimento : 28/04/1993
Horóscopo chinês : Galo
Zodíaco : Touro
Status : Vivo(a)
Terra Natal : Desconhecido
Tendência : Leal - Bom
Data de inscrição : 15/01/2015
Mensagens : 18

MensagemAssunto: Re: Fim da Linha   Ter Jan 20, 2015 6:28 pm

↨Havik possuía um forte senso de dever e justiça, por isso pensava ter falhado completamente em sua missão ao permitir que uma das pessoas que foi resgatar morresse. Sentado num dos lugares mais altos daquele navio ele observava que Mark também parecia pensativo, apesar de tentar camuflar isso como sempre↨

↨Naquele momento, Havik pretendia se desculpar pessoalmente com os amigos daquele homem que morreu, mas de que serviriam desculpas? Ele não era bom com as palavras, pelo menos não com as palavras daquelas pessoas, por isso preferia resolver as coisas com ações. Mas ainda assim ele seguia Mark até a porta e aguardava do lado de fora ao lado de Shizuka, escutando cada palavra que era dita ali dentro. Quando Mark saía, Havik lhe falava↨

Não deve ter sido fácil, mas acredito que tenha feito a coisa certa Keezheekoni.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Yasuhiko Orlov

avatar

Sexo : Masculino
Data de nascimento : 14/09/2003
Horóscopo chinês : Cabra
Zodíaco : Virgem
Status : Vivo(a)
Terra Natal : Desconhecido
Tendência : Leal - Neutro
Data de inscrição : 22/12/2014
Mensagens : 12

MensagemAssunto: Re: Fim da Linha   Ter Jan 20, 2015 6:47 pm

Yasuhiko não tinha tantos ferimentos pelo seu corpo, eram leves comparados aos de Heikki e Ren. Por isso na ala médica ele ficava de pé, com os braços cruzados esperando para que o capitão viesse logo falar com eles. E este vinha, trazendo uma notícia ruim para eles. Tatsuo fora morto em batalha, e sua tripulação perdia um importante membro. Ele já havia visto várias pessoas morrerem, era normal na vila em que morava pessoas serem atacadas por animais selvagens e ainda por cima as batalhas que aconteciam pelo tesouro que seu povo protegia. Ele costumava ser o guardião desse tesouro, mas ao falhar em protegê-lo, o homem foi mandado embora da vila por sua falha. Foi quando conheceu seu capitão, Heikki.

Ele foi o primeiro da tripulação, e viu a entrada de cada um dos membros. Logo eram uma família, e agora um parente se despedia. Sua companheira Kin estava arrasada e depois que Mark a dizia aquilo tudo sobre a morte de Tatsuo, Yasuhiko decidia ir tentar animá-la um pouco. Chegando ao lado dela, dizia:

- Kin-san... pode contar comigo no que precisar, assim como naquele homem que acabou de sair. Somos todos amigos aqui, sozinha é que você não vai ficar.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Takafumi Breathneach

avatar

Sexo : Masculino
Data de nascimento : 15/04/2005
Horóscopo chinês : Galo
Zodíaco : Áries
Status : Vivo(a)
Terra Natal : Orderhelm
Tendência : Leal - Bom
Data de inscrição : 21/12/2014
Mensagens : 12

MensagemAssunto: Re: Fim da Linha   Ter Jan 20, 2015 7:02 pm

Takafumi ficava a viagem toda deprimido por ter sido chamado de lixo pela deusa dos cabelos negros. Sentado e encolhido no cantinho da lancha. Sua moral já estava lá embaixo, e quando chegavam na ala médica aquela notícia chocante os atingia. Além de não ter conseguido nenhuma mulher em suas tentativas inúteis, ele perdia um "irmão" e companheiro.

Por ser o segundo mais novo e ter quase a mesma idade de Kin, Takafumi era tratado como um irmãozinho por ela. Ele odiava do jeito que ela podia ser grudenta com alguém, mas daquela vez ela precisava de um apoio. Por isso ia até o lado da mulher, e tinha a ideia "brilhante" de como a animar.

- Kin-nee... - Tirava a bandana que cobria sua cabeça. - Essa tristeza não combina com você! Vamos, hoje vou deixar você me dar cafuné até se cansar!

Ele colocava as mãos na cintura, com os olhos fechados e um sorriso enorme no rosto. Também estava triste, mas não era certo ficar chorando por alguém que sempre os quis alegres. Tatsuo podia ser sério, mas desde que havia entrado pra embarcação, estava sempre feliz e gostando das viagens que faziam. Por isso em homenagem a ele, ficava com o sorriso mais largo que conseguia fazer.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Airi Nikolaievich

avatar

Sexo : Feminino
Data de nascimento : 25/12/2014
Horóscopo chinês : Cavalo
Zodíaco : Capricórnio
Status : Vivo(a)
Terra Natal : Dragonland
Tendência : Leal - Bom
Data de inscrição : 18/07/2014
Mensagens : 49

MensagemAssunto: Re: Fim da Linha   Ter Jan 20, 2015 9:37 pm

Airi permaneceu com sua mesma expressão séria durante todo o percurso, alguns poderiam pensar que ela estava calma, mas essa não era a verdade, ela estava muito preocupada pois sabia que todo aquele tempo que passaram esperando pelo resgate teria desgastado e muito todos os seus amigos. Poderiam estar muito machucados ou até mesmo mortos. Por isso ela sentia um grande alívio quando via todos ali, pelo menos todos os que ela conhecia a mais tempo, apenas um homem faltava, Tatsuo. Ela pensou no pior, no momento em que se reuniu e com os outros e não o viu ali. Mas estava muito aliviada para ficar pensando demais naquilo.

- Ryouji..

Airi não falava com ninguém, nem sequer cumprimentava, quando avistava seu irmão ela corria pra perto dele e olhava como ele estava. Essa foi a primeira vez que teve que passar por algum perigo tão grande sem seu irmão, e sem saber se seu irmão estava bem, por isso ela se sentia tão aliviada quando o via ali inteiro. Airi colocava sua mão sobre o peito do garoto e acompanhava os acontecimentos daquela sala. Descobria que sua teoria estava certa, Tatsuo tinha realmente morrido.
Obviamente Airi não se sentia bem a respeito daquilo, mas não  o conhecia a tempo suficiente para se importar muito, a garota possuía uma grande dificuldade para se apegar as pessoas, mas quando se apegava não conseguia mais ficar sem elas.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Ren Harzgard

avatar

Sexo : Feminino
Data de nascimento : 12/10/2013
Horóscopo chinês : Cobra
Zodíaco : Libra
Status : Vivo(a)
Terra Natal : Dragonland
Tendência : Caótico - Bom
Data de inscrição : 09/07/2014
Mensagens : 55

MensagemAssunto: Re: Fim da Linha   Ter Jan 20, 2015 10:11 pm

Ren odiava depender de outras pessoas, mas por alguma razão naquele momento ela não se importava em ter suas mãos cuidadas por Shiori, quando a batalha acabava ela conseguia se acalmar novamente, e finalmente começava a sentir as dores dos ferimentos causados por seu oponente e por si mesma na luta. Ren não agradecia, mas ao mesmo tempo não reclamava, era levada imediatamente até a area médica e cuidada, várias partes de seu corpo eram enfaixadas e Ren era ordenada a ficar deitada numa das macas e tentar fazer a menor quantidade de movimentos possíveis.

- Tch..desnecessário..

Mesmo com tal ordem, quando Ren escutava que um dos membros havia morrido ela arregalava seus olhos e se sentava na maca, seus olhos procuravam Lin. Durante toda aquela luta seu foco foi não deixar que nenhum daqueles dois morressem, pois não queria ver sua irmã se sentindo culpada por ter causado a morte de ninguém, mas se um deles havia morrido em outra embarcação, então tudo poderia ter sido em vão.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Kohaku Akihito

avatar

Sexo : Feminino
Status : Vivo(a)
Terra Natal : Desconhecido
Tendência : Leal - Neutro
Data de inscrição : 11/08/2014
Mensagens : 46

MensagemAssunto: Re: Fim da Linha   Ter Jan 20, 2015 10:42 pm

Kohaku estava aflita depois de toda aquela luta, ela cuidou daqueles dois até que estivessem completamente em segurança, mas acabou se esquecendo que ela também precisava de cuidados. Ao chegar no navio principal Kohaku perdia o equilibrio, também estava muito machucada e só não havia desmaiado ainda graças a sua poderosa resistencia corporal. Ela assim como os outros dois eram levados para o atendimento. Kohaku levava vários pontos na barriga, o que provavelmente deixaria sua ferida ainda maior. Como estava consciente Kohaku exigiu ficar numa maca ao lado da de Dante, porém uma condição foi lhe imposta, ela não poderia se deitar com ele.

- Que maldade, por que Kohaku é torturada?

Era sim uma tortura para a pobre garota estar tão próxima, e ao mesmo tempo tão longe de seu amor tão indefeso. Quando a noticia da morte de um dos membros chegava, Kohaku não esboçava nenhuma reação. Mas não era por que não se importava, ou por que era uma pessoa ruim, a questão era que a garota ainda não pensava da mesma maneira que a maioria das pessoas, a vida de alguém que não tinha tanta influência em sua vida não lhe causava nenhuma dor.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Jun Zheng

avatar

Sexo : Masculino
Data de nascimento : 19/01/2012
Horóscopo chinês : Gato
Zodíaco : Capricórnio
Status : Vivo(a)
Terra Natal : Dragonland
Tendência : Leal - Bom
Data de inscrição : 30/06/2014
Mensagens : 54

MensagemAssunto: Re: Fim da Linha   Ter Jan 20, 2015 11:21 pm

Jun ficava de pé na lancha o tempo inteiro, olhando sempre para o horizonte com um sorriso no rosto. Este sentia o tempo inteiro a brisa que a viagem lhe trazia no rosto. Havia completado uma missão com 100% de sucesso, ou pelo menos assim ele pensava. Quando chegava no navio principal já recebia a ordem de terem que ir até a ala médica, que Koji passaria um recado para eles.

O rapaz ficava sério por um momento, deveria ter acontecido alguma coisa. E era assim que ia até a ala médica. Quando chegava por lá avistava Shiori em um canto e ficava um pouco aliviado por vê-la bem. Era raro ele ter que se separar dela em uma missão, já que trabalhavam praticamente juntos. E então Koji chegava, e dava a pesada notícia para as pessoas que haviam resgatado. Uma morte, a missão não foi tão perfeita assim, e Jun fechava os olhos, respirando fundo desde então.

Shiori ficava ao seu lado, provavelmente queria saber o que ele estava sentindo. Jun era um garoto que não gostava de perder nada, e mesmo sem nem encontrar Tatsuo em momento algum, só dele ser amigo de todos os resgatados, ele o considerava um amigo também. Desde que havia entrado na Resistência um ano atrás, havia presenciado várias mortes, e aprendido a lidar com elas. Uma das mais recentes foi de um grande amigo que fez no lugar, eles conversavam bastante e trocavam várias ideias. Até que uma batalha tirava sua vida. Ele sabia da dor de perder alguém.

- Shiori... vamos deixá-los sozinhos. Devem precisar de espaço. - murmurava para a mulher ao seu lado.

Ao sair da sala, Jun se dirigia para a parte de trás do navio. A popa. E quando chegava, sacava sua lança e enfincava a sua ponta no chão da embarcação, apenas para ela ficar de pé. Com a fita que ficava presa em seu cabo balançando com o vento. Julgando que Shiori o havia seguido, ele sorria pela primeira vez desde que chegou e dizia para ela.

- É o que podemos fazer agora. Prestar uma homenagem a esse guerreiro que caiu na batalha.

Era simples, mas também honroso. Jun se ajoelhava, fechava os olhos e colocava a parte de frente do seu punho direito encostado na palma da mão esquerda. Prestando respeito para o homem que havia partido.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Roksana

avatar

Sexo : Feminino
Data de nascimento : 14/03/2004
Horóscopo chinês : Macaco
Zodíaco : Peixes
Status : Vivo(a)
Terra Natal : Skyhold
Tendência : Caótico - Neutro
Data de inscrição : 17/01/2015
Mensagens : 20

MensagemAssunto: Re: Fim da Linha   Qua Jan 21, 2015 7:34 pm

Rok e Misa ajudavam no transporte dos feridos, soldados e crianças que foram resgatadas. E logo depois entravam na sala onde todos estavam sendo tratados e aguardavam noticias. Praticamente junto com elas entrou Koji dando a triste noticia para aquelas crianças, e também para a esposa do falecido homem. Misa ficava em silêncio apesar de não sentir nada ao ver o sofrimento daquela mulher, mas Rok se manifestava nervosa com a situação.
- Mas que choradeira é....
A insensível soldado tinha a boca tapada por sua parceira Misa antes que pudesse falar mais porcaria. Misa deixava a mão sobre a boca de Rok ao mesmo tempo que arrastava ela pra fora dali enquanto falava.
- Desculpem ela é sem noção assim mesmo, acho melhor esperarmos la fora...
Quando chegavam no convés do navio Misa largava Rok e lhe dava um soco na cara.
- QUAL É O SEU PROBLEMA?!
Rok ficava nervosa e devolvia o soco no rosto de Misa
- Do que você tá falando!? Isso foi uma batalha! Não é obvio que pessoas iriam morrer?! Deveriamos estar celebrando agora e não chorando! Conseguimos salvar todos eles menos um! Vencemos droga!
Irritada Rok tentava acertar outro soco em Misa, mas a japonesa segurava sua mão e conseguia reverter a situação torcendo o braço de Rok e o segurando atrás das costas da garota, enquanto com o outro braço ela prendia seu pescoço.
- Nem todo mundo é podre como a gente! Não se esqueça que é por esse tipo de pessoas que estamos lutando agora, pessoas que se importam com aqueles que morreram, pessoas que choram, pessoas que sentem. Eu Tenho certeza que você ainda não se esqueceu da dor de perder alguém tão importante não é Roksana? Eu também não esqueci.
Rok ficava paralisada por alguns segundos sem dizer uma só palavra, mas num solavanco ela forçava sua cabeça para trás acertando o nariz de Misa, que a soltava imediatamente levando as duas mãos ao rosto. Rok caminhava para longe dali, voltaria para seu quarto, mas antes ela falava.
- Quem você pensa que é pra falar comigo desse jeito? É claro que não me esqueci...
Ela caminhava até seu dormitório, mas era obvio que as palavras de Misa mexeram com ela, Rok agora conseguia entender um pouco da dor que aquelas pessoas estavam sentindo, porém sua personalidade forte não a deixava admitir que estava errada. Enquanto isso Misa se lamentava.
- Droga..meu nariz... de novo meu nariz...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Lin Harzgard

avatar

Sexo : Feminino
Data de nascimento : 12/10/2013
Horóscopo chinês : Cobra
Zodíaco : Libra
Status : Vivo(a)
Terra Natal : Dragonland
Tendência : Neutro - Bom
Data de inscrição : 02/08/2014
Mensagens : 63

MensagemAssunto: Re: Fim da Linha   Qua Jan 21, 2015 7:49 pm

Lin Harzgard voltava super animada para junto de seus amigos, com sua confiança exagerada e irresponsabilidade fora do comum ela nem sequer pensou na possibilidade de que algum deles não pudesse ter sobrevivido aquela aventura inesperada. Quando dentro da sala, Lin tinha suas feridas tratadas pelos médicos e acabava cheia de curativos pelo corpo, alguns até desnecessários.
Quando Koji entrava na sala Lin não fazia a minima ideia de que um dos membros estava faltando, ela era desatenta demais e confiante demais pra perceber. Porém quando ele falava a verdade e Kin começava a chorar Lin abaixava sua cabeça imediatamente, e se lembrava de uma série de acontecimentos. Se lembrava de que foi por iniciativa dela que eles seguiram em frente, claro que não só dela, porém foi ela quem deu o primeiro passo, e naquele mesmo momento disse que protegeria todo mundo caso algo de ruim acontecesse.
Ela não conseguiu proteger todo mundo, mais uma vez. Mas o que ela faria agora? Chorar? Não... Lin não chorava mais, prometeu a muito tempo que não iria mais chorar e como se uma lei fosse imposta em seu corpo e sua mente ela não chorou desde então, por mais intensa que fosse a dor. "Um heroi não pode chorar". Então ela deveria pedir desculpas? Dizer que estava errada em querer seguir em frente? Se culpar pela morte de Tatsuo? Não, até mesmo essa vontade Lin engolia, "Um heroi não se arrepende de suas decisões". Nas histórias de seu pai Lin percebeu, que ele teve várias oportunidades de desistir, de se arrepender, porém ele nunca o fez, e era isso o que tornava ShenShi aos olhos de Lin o maior heroi do mundo, e era exatamente esse tipo de herói que a garota queria se tornar, por isso ela voltava a olhar para frente, e colocava um sorriso no rosto.

- ONDE FICA A COZINHA?!

Ela gritava. Pareceria incensivel, e de fato era, mas foi a unica resposta que Lin encontrou, sorrir, seguir em frente. No momento em que ela perguntou onde ficava a cozinha ela saiu correndo dali, mas não foi a cozinha o lugar para o qual ela correu, na verdade Lin subiu no mastro mais alto daquele navio e olhando pra cima ela gritou, com todas as forças que possuia.

- TATSUO!!!!!!! ESTAMOS INDO NA FRENTE! OBRIGADA!!! NÃO VOU ME ESQUECER NUNCA DE VOCÊ! EU PROMETO!!! HAHAHAHA!

Lin gravava todos os pequenos momentos que viu Tatsuo, todos os momentos que riu com ele e o viu lutando. Era a unica maneira de se redimir, dar o seu melhor no futuro, sem nunca se esquecer daqueles que ficaram pelo caminho, pois dessa forma eles nunca morreriam de verdade, viveriam sempre dentro de cada um que se lembrava.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Narrador-kun

avatar

Sexo : Masculino
Status : ???
Tendência : Neutro - Neutro
Data de inscrição : 01/11/2014
Mensagens : 213

MensagemAssunto: Re: Fim da Linha   Qua Jan 21, 2015 7:59 pm

Enquanto o grito de Lin viajava pelo vasto oceano, a Frota de Gelo após o combate voltava para sua base principal, a Ilha de Gelo localizada ao lado direito de Shadowrealm, com alguns quilômetros de oceano separando os dois locais.

Quando chegavam na ilha, lar de todo o exército do norte, Youko Icewill, Ygros Frostwatch e Tao Coldsmile se dirigiam para a sala do trono após entrarem no palácio de Gelo. Momentos depois, os três familiares da Rainha, já se encontravam dentro da sala, de frente para sua Rainha para reportar o resultado da missão que fora imposta a eles.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Ygros Frostwatch

avatar

Status : Vivo(a)
Data de inscrição : 14/12/2014
Mensagens : 19

MensagemAssunto: Re: Fim da Linha   Qua Jan 21, 2015 8:24 pm

Nunca antes, adentrar os grande salões congelados trouxera à Ygros FrostWatch tamanho pesar, mas como o Homem e Cavaleiro que era, caminhava à frente das duas, de cabeça erguida e postura ereta. Seus passos eram firmes e ritmados, não ousava olhar sua Rainha nos olhos, mesmo enquanto se aproximava com sua postura correta. Por fim, após a caminhada pelo salão, ao chegar aos pés do trono, Ygros ajoelhava, colocando a espada deitada na horizontal à frente de seus pés, um gesto que dizia que a espada que ele usava, seria sempre de sua Rainha.

- Minha Rainha. - Então ele abaixava a cabeça. - Este Cavaleiro retiraria seu elmo para melhor prestar as cordialidades, mas isso à muito, não é mais possível.

Ygros sempre dizia aquilo, na realidade, a própria Agatha jamais havia visto seu rosto. Quando fora reerguido por sua Rainha, retirar o elmo provara-se impossível para Ygros e mesmo após milênios, era dessa forma que ele se apresentava, com o mesmo pedido de desculpas.

- Minha Rainha, engajamos um navio inimigo e tomei à frente para oferecer-lhes uma chance de rendição. - Uma breve pausa, então retomava sua fala. - A ânsia de um bom embate levou-me à demorar minhas ações em demasia, permitindo que o inimigo clamasse por reforços, retaliando-nos em posição mais vantajosa e resgatando os desafortunados. Lady Youko e Lady Tao serviram-lhe valorosamente, como de costume. A culpa pelo fracasso desta missão recai sobre meus ombros, e este humilde Cavaleiro aceitará a punição, seja ela qual for.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Youko Icewill

avatar

Sexo : Feminino
Data de nascimento : 17/07/0883
Zodíaco : Câncer
Status : Vivo(a)
Terra Natal : Iceland
Tendência : Leal - Neutro
Data de inscrição : 11/12/2014
Mensagens : 8

MensagemAssunto: Re: Fim da Linha   Qua Jan 21, 2015 9:14 pm

O que Youko mais sabia era da dor de perder uma batalha. Mas foi por causa dela ter perdido aquela batalha séculos atrás que foi capaz de conhecer sua atual rainha, e mãe como ela a chamava. Ao lado de sua nova rainha, ela se tornou uma comandante muito melhor do que costumava ser, e seu conhecimento sempre crescia, ela sempre procurava saber mais e mais, e para se adaptar aos desejos de sua mãe, aprendeu tranquilamente sobre as guerras navais. Ela se dedicava muito, fazia tempo que não perdia um embate, mas aquele dia foi diferente, sua sequência de vitórias se quebrava mais uma vez e como sempre ficava arrasada, era como se uma parte de sua vida morresse.

Ao ficar próxima do trono de sua Rainha, Youko se ajoelhava ao lado de Ygros, em um estilo ocidental, onde apenas um dos joelhos ficava tocando o chão. E então abaixava sua cabeça, esperando o cavaleiro ao seu lado terminar de se pronunciar em silêncio. Quando este terminava, a comandante tomava voz:

- Minha Mãe! Não posso permitir que Ygros assuma toda a culpa. Eu era a comandante daquela frota, e fui confiante demais nessa batalha. Calculei mal os meus movimentos e falhei em prever as ações inimigas. Foram muito mais astutos do que eu podia imaginar. - Fazia uma pausa e após pegar mais um pouco de ar e coragem, voltava a falar ainda de cabeça baixa. - Assim como o cavaleiro ao meu lado, aceitarei qualquer punição.

Youko terminava seu discurso, completando o relato de Ygros. E em seguida, levava uma de suas mãos para a garota ao seu lado que era Tao, a dando um leve tapa na parte de trás de sua cabeça, murmurando para ela.

- Você não tem que falar algo... Tao?

O tom de voz de Youko era baixo por estar murmurando, mas ao mesmo tempo soava como uma ordem, e dava para perceber que ela ainda estava brava pelas atitudes de sua companheira que causou uma bagunça e tanta durante a batalha.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Tao Coldsmile

avatar

Sexo : Feminino
Data de nascimento : 20/09/1135
Zodíaco : Virgem
Status : Vivo(a)
Terra Natal : Iceland
Tendência : Caótico - Mau
Data de inscrição : 12/12/2014
Mensagens : 4

MensagemAssunto: Re: Fim da Linha   Qua Jan 21, 2015 9:23 pm

Tao odiava aquela parte da brincadeira, a parte em que tinha que se desculpar por ter exagerado. Dentre todos os servos da rainha de gelo Tao era a que tratava Agatha com a maior indiferença, mas ainda assim a tratava com respeito. Youko a forçava ir junto com eles até o castelo, e sem muita escolha ela os acompanhava. Se ajoelhava e aguardava em silêncio que aqueles dois se desculpassem. Pretendia passar por tudo aquilo sem falar uma unica palavra mas de repente sentia a mão de Youko em sua cabeça.

- Aí..tch...tá bom tá bom...

Como uma criança sendo forçada a se desculpar Tao falava sem muita motivação

- Eu sinto muito por ter exagerado na hora da batalha... Mas a culpa foi da dona sabe tudo aqui que...AÍIII

Ela sentia Youko apertando sua nuca naquele momento e mudava o que estava dizendo.

- Peço seu perdão e aceito qualquer punição...

Tao olhava para Youko com ódio em seus olhos, mas um ódio momentânio pois afinal era ela parte de sua grande família.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Agatha

avatar

Sexo : Feminino
Status : Vivo(a)
Terra Natal : Iceland
Tendência : Neutro - Neutro
Data de inscrição : 17/09/2014
Mensagens : 3

MensagemAssunto: Re: Fim da Linha   Qua Jan 21, 2015 10:18 pm

Uma média de trinta e cinco anos acordada seguidos por cem anos de sono, assim era a sina de Agatha, assim a história se repetia já por vários milênios. Cem anos de sono profundo, protegida por seus leais servos até o seu despertar, quantas vezes isso já aconteceu? Nem a própria Agatha saberia dizer, afinal de contas todas as vezes que dormia, não só seu corpo voltava a ser o de uma criança como também suas memórias eram perdidas no tempo.

Agatha já possuiu várias personalidades, poderosa conquistadora, bruxa maligna, pirata insana, justiceira, sanguinária, lutadora, e incontáveis outras características que em seu ultimo despertar foram praticamente perdidas. Sua personalidade de agora era única, e foi bem definida pela época, Agatha tomou um grande interesse por livros de aventura, e até mesmo estranhos livros ilustrados conhecidos como mangás. Sua personalidade já não era completamente séria,fria e impetuosa.

Quando seus servos entravam, Agatha já sabia sobre o fracasso da missão. Ela estava sentada na ponta de seu trono olhando para as próprias mãos onde dois objetos poderiam ser vistos. Estava claramente desapontada, triste, frustrada. Apesar de não parecer se importar com nada do que seus servos lhe falavam Agatha os escutava atentamente.

- Inacreditável...

Ela se levantava depois que as desculpas já haviam acabado, caminhava para perto daqueles três com dois objetos em suas mãos, balançando a cabeça negativamente.

- Inacreditável...

E finalmente ela mostrava pra eles o real motivo de sua indignação. Mostrando os dois objetos em suas mãos ela começava a falar, se revelavam dois mangás de uma série que Agatha queria acompanhar desde antes do mundo se destruir. Agora estava difícil encontrar coisas como aquela, por isso Agatha vivia enviando algum de seus servos para buscar tais itens.

- Inacreditável!!! Volumes 4 e 5 eu pedi, 4 e 5, e me trazem dois volumes 3! Eu já tenho esses... Droga..o que eu faço agora?

Voltando a seriedade Agatha segurava ambos os mangás com apenas uma das mãos e com a outra apontava para a testa de Ygros, que mesmo ajoelhado era praticamente da mesma altura que ela.

- Não seja tão duro consigo mesmo... Se aquelas pessoas escaparam a vigilia congelada, então tenho absoluta certeza de que seus destinos serão grandiosos.

Agatha caminhava de um lado para o outro enquanto pensava, e batia os mangás contra a própria cabeça.

- Como devo puni-los pelo seu fracasso...hmm...

Apontando o dedo novamente contra Ygros ela lhe dava um peteleco na testa, em seguida fazia o mesmo com Youko e Tao.

- Estão punidos... e que não se repita, hahaha!

Aquela Agatha de agora era com certeza capaz de desapontar muitas pessoas, se o que estivessem procurando fosse alguém que se comportava como uma verdadeira "rainha", era animada, brincalhona, e muitas vezes despreocupada até demais, deixava quase todo o trabalho "chato" nas mãos de seus servos. Porém quando era necessário, ela sabia ser crúel ou piedosa, determinada, e ótima com as palavras. Muito pouco de suas antigas personalidades ainda restavam, mas este pouco já a fazia uma pessoa muito imprevisível.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Narrador-kun

avatar

Sexo : Masculino
Status : ???
Tendência : Neutro - Neutro
Data de inscrição : 01/11/2014
Mensagens : 213

MensagemAssunto: Re: Fim da Linha   Qua Jan 21, 2015 10:42 pm

E depois daquela cena... estranha, os acontecimentos daquele dia terminavam. A primeira batalha de nossos heróis terminou com uma grande perda, além da derrota. Se não fosse pelo reforço não estariam vivos agora, com certeza.

O Dragão Bonzinho, junto dos membros restantes da tripulação de Eulen, agora estavam sobre a proteção da Resistência, que voltava para Shadowrealm, para sua base após o resgate. Chegariam no litoral na manhã seguinte.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Fim da Linha   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Fim da Linha
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 8 de 8Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8
 Tópicos similares
-
» Dicas de como escolher curso de pilotagem de linha aérea...
» Caminho a seguir para ser Piloto de Linha aérea
» [Brasil] Piloto de linha aérea: há vagas
» Fotos da linha de montagem dos caças MiG-29
» ALEMANHA - 2ª GUERRA MUNDIAL: LINHA SIEGFRIED, A DEFESA DA ALEMANHA REICH - 1940!!!

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Dark Side RPG :: Histórias do Novo Mundo :: Ato 2 - "Shadowrealm"-
Ir para: