Dark Side RPG

Um RPG que se passa em um mundo pós-apocalíptico, com vários reinos se formando sobre as ruínas do mundo antigo.
 
InícioCalendárioGaleriaFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 Junko Ogawa

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Junko Ogawa

avatar

Sexo : Feminino
Data de nascimento : 25/05/2010
Horóscopo chinês : Tigre
Zodíaco : Gémeos
Status : ???
Terra Natal : Dragonland
Tendência : Caótico - Mau
Data de inscrição : 11/01/2015
Mensagens : 3

MensagemAssunto: Junko Ogawa   Dom Jan 11, 2015 3:00 pm

Biografia


Junko era descendente do clã Ogawa, e seus pais esperavam muito dela, mas a garota era horrível em magia, o que os deixava com vergonha da própria filha. Junko cresceu em meio a essa pressão, se esforçando como podia, mas nunca conseguindo um avanço sequer.

Seus pais eram levados pelo desespero a usar meios extremos para fazer a magia despertar em Junko, era a única filha deles e a esperança da linhagem continuar. Os métodos eram variados entre convencionais e extremos. A infância de Junko foi dura. Quantas vezes já teve sua mente e seu corpo maltratados e levados ao limite na tentativa de faze-lo despertar? A garota já não sabia mais, com o tempo foi começando a ter medo de seus pais e passava a se comunicar menos com eles. Eles a forçavam a tudo e nunca escutavam uma palavra sequer que a garota proferia, estavam cegos pelo desejo de ter uma filha com a herança da família.

A personalidade de Junko ia se formando com a influência do ambiente a sua volta, ela se trancou para si mesma quando percebia que seus pais e ninguém daquela gigantesca casa em que moravam ligava para os seus sentimentos. Isso a fez se sentir pequena e sem propósito, era apenas um fardo para seus pais, deveria apenas herdar o nome de seu clã, e nem isso era ela capaz de fazer. Junko era sozinha e triste, se julgava como um fracasso, mas nem assim ela desistia, continuava tentando despertar alguma magia com a esperança de sua vida melhorar caso isso acontecesse.

O clã Ogawa vivia bem próximo do templo Ishiyama e da cidade de Kyoto, quando Junko já era uma pré-adolescente ela passava a frequentar mais a cidade em seus momentos de liberdade do treinamento rigoroso e sombrio que recebia todos os dias. Durante uma de suas idas acabava vendo uma garota com amigos em sua volta. Todos eles sorriam de forma radiante, se divertindo, e Junko sentia magia vindo da garota do meio.

Junko passava a segui-la as escondidas, estava interessada nela. Queria ver como uma garota da mesma idade que a sua conseguia usar magia, mesmo que os sorrisos daquelas pessoas a irritasse. Ela sempre ao observar de longe, ouvia algumas conversas, as pessoas a chamavam de Otohime, esse era o seu nome. Mas um dia aquela rotina diária dela mudava, a floresta era a direção nova de Otohime e seus amigos, e Junko os seguia floresta a dentro, sem se deixar ser notada.

Junko não acreditava no que estava vendo, Otohime e seus amigos chegavam em um clarão da floresta e nele desenhavam um círculo mágico, cheio de runas antigas, era quando cada um pegava sua posição e começavam uma espécie de ritual envolvendo elementos e espíritos. Junko estava surpresa, Otohime era uma maga assim como era para ela ser, a magia daquele ritual era linda e perfeita, purificando os espíritos da floresta a sua volta,
"Essa Otohime é perfeita em tudo o que faz...", pensava a Ogawa. Depois de presenciar esse ritual, começava a invejar aquela garota do fundo de seu coração.

Otohime era melhor em tudo, ter amigos e magia, ela era tudo o que Junko queria ser, e aquilo causava a inveja que só crescia com o passar dos dias. Tanto que um dia, andando pela floresta de antes, encontrava um grupo de garotas passeando por lá e conversando sobre magia, pareciam ser aprendizes do templo Ishiyama, a Ogawa via que essa oportunidade era perfeita para mostrar que ela era capaz de ser como Otohime.

Junko convencia aquelas garotas de participarem de um ritual de purificação com ela, precisariam apenas de um pouco de sangue de um garoto, a curiosidade pela magia levou as garotas com quem Junko conversou a seguirem o plano dela, chegando até a raptar um jovem no templo enquanto o mesmo dormia. Já era noite, e Junko com seus 15 anos de idade, começava a desenhar o círculo do jeito que se lembrava no dia em que observou Otohime. Tentava fazer praticamente igual, as garotas ficavam em suas posições, o garoto com um braço cortado estava desacordado e amarrado em meio ao círculo, fazendo pouco de seu sangue se espalhar pela terra.

A Ogawa agora começava a recitar as mesmas palavras de Otohime havia usado, mas Junko não sabia que a magia não era apenas recitar as palavras e fazer um círculo perfeitinho. Com a desigualdade de pensamentos naquele círculo sem equilíbrio o ritual começava a dar errado, e muito errado.

Com a magia fora de controle, as garotas começavam a ficar desesperadas, ainda mais quando um ser estranho feito de sombras aparecia a sua frente. Junko via o desespero das garotas que a seguiram, e então tentava confrontar o monstro com mais medo do que as outras estavam. A Ogawa tremia muito, gaguejando enquanto mandava o monstro ir embora, mas o mesmo ficava olhando fixamente para Junko e cada vez mais se aproximando. Aquilo só ia assustando mais e mais a garota que começava a dar passos para trás. De repente, o monstro feito de sombra avançava sobre ela, a atravessando, e quando isso acontecia a Ogawa caia sentada sem forças, começava a sentir um frio absurdo que a fazia se abraçar.

O monstro iria para cima das outras garotas, mas para a surpresa de Junko, Otohime e seus amigos chegavam no local, e depois de um belo show de magias e sincronização derrotavam o monstro invocado. Agora era claro para Junko que Otohime era bem melhor do que ela, que nunca chegaria a seus pés, e aquilo a fazia sair correndo dali, nem se importando se as garotas que havia conversado estavam com raiva ou algo assim, a inveja que sentia de Otohime era tanta que Junko chegava a chorar enquanto voltava para casa. Desde então ficava trancada em seu quarto, não querendo sair mais, estava com muito medo para sair.

O que Junko não esperava era que no contato que teve com o ser invocado, uma parte dele era deixada com ela. E dias depois do incidente, esse ser começava a compartilhar com Junko conhecimentos sobre magia negra, atormentando sua mente que já estava danificada depois daquela noite desastrosa na floresta. Com o passar dos dias, Junko foi se enlouquecendo com a voz daquele ser dentro de sua cabeça e aquele conhecimento ia cada vez mais se adentrando em sua cabeça.

A Ogawa, quase sem sanidade alguma, via naqueles conhecimentos uma maneira de ultrapassar Otohime, ser mais forte do que ela. Uma técnica proibida que lhe daria um poder ilimitado. Com sua inveja pela maga perfeitinha, Junko ao descobrir dessa magia nova, queria arriscar qualquer coisa para tê-la. Já tinha tentado tanta coisa para ser forte que agora não importava mais o meio, com sua mente perturbada ela saia de casa durante uma das noites, levando todos os ingredientes necessários para o ritual.

Ao preparar tudo, faltava apenas uma coisa, de todo o seu sangue. Era insano, o ritual emanava uma quantidade absurda de aura negativa, mas como estava tão afastada de Kyoto naquele dia, se tornava imperceptível para os cidadãos e discípulos do templo Ishiyama. Junko apontava uma faca em seu pescoço, e sem hesitação alguma, fazia um corte profundo no local. A garota soltava a faca, e caia já sem vida no centro do círculo do ritual. Quando todo seu sangue saia de seu cadáver era que o ritual começava a tomar forma. O corpo morto da jovem se dividia em quatro, e cada uma tomava a forma da garota. Eram 4 "Junkos" agora e cada uma com várias tatuagens pelo corpo. Cada uma havia ganhado uma habilidade com esse ritual, uma podia controlar um intenso fogo roxo que não podia ser apagado, outra podia controlar uma espécie de água que suga a vitalidade de quem a tocar, outra expelia um ar venenoso em sua volta e a última pode se tornar em uma entidade feita de terra, um golem com o tamanho desejado desde que não ultrapasse os 35 metros de altura que é o máximo.

Era quando a garota percebia ter sido enganada pelo espírito sombrio que estava em sua mente, ela não se sentia mais como ela mesma, seu corpo original não existia mais, era como se fosse uma entidade nova lhe restando apenas sua consciência, essa era nova Junko. Porém, ao sentir o poder que nunca pensou que iria ter circulando em suas veias, não importava o tipo de aberração que havia se tornado, estava realizada por estar forte agora.

Todas essas habilidades são invocadas pelas tatuagens em seus corpos, eram parte de sua existência, além de agora conseguirem fazer mais tatuagens. Junko agora era uma familiar que controla outros familiares, capaz também de convocar outros. Para isso acontecer Junko deveria derrotar o alvo e lançar uma magia de transformação sobre ele, fazendo o sujeito se tornar seu familiar. Esse novo familiar permaneceria com as capacidades de seu corpo anterior mas não teria vontade alguma, apenas obedeceria a consciência de Junko, se tornando uma delas.

A existência agora conhecida por Junko partia em uma jornada para aumentar o número de seus familiares, tudo isso pelas sombras de Dragonland, se mantendo afastada de Kyoto desde então.

Dois anos mais tarde, uma notícia chegava aos ouvidos de Junko, um homem chamado Eikichi estava para começar um plano para destruir Kyoto e precisava de mercenários, pagaria bem pelos serviços, mas Junko não estava interessada no dinheiro e sim em uma pessoa, Otohime. Elas imaginavam o que poderiam fazer se tivessem o corpo da jovem, seus poderes ficariam praticamente ilimitados e então finalmente calariam a boca daqueles que as achavam fracas e sem talento. Com isso em mente Junko voltava para Kyoto, para realizar seu objetivo.


Última edição por Junko Ogawa em Dom Jan 25, 2015 5:52 pm, editado 3 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Junko Ogawa

avatar

Sexo : Feminino
Data de nascimento : 25/05/2010
Horóscopo chinês : Tigre
Zodíaco : Gémeos
Status : ???
Terra Natal : Dragonland
Tendência : Caótico - Mau
Data de inscrição : 11/01/2015
Mensagens : 3

MensagemAssunto: Re: Junko Ogawa   Dom Jan 11, 2015 3:07 pm

Perfil


Nome: Junko Ogawa

Sexo: Feminino

Data de Nascimento: 25 de Maio de 2010

Idade: 19 anos

Altura: 1, 61 m

Cor do Cabelo: Preto

Cor dos Olhos: Roxos

Tendência: Caótico - Mau


Última edição por Junko Ogawa em Sab Jun 13, 2015 3:17 pm, editado 2 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Junko Ogawa

avatar

Sexo : Feminino
Data de nascimento : 25/05/2010
Horóscopo chinês : Tigre
Zodíaco : Gémeos
Status : ???
Terra Natal : Dragonland
Tendência : Caótico - Mau
Data de inscrição : 11/01/2015
Mensagens : 3

MensagemAssunto: Re: Junko Ogawa   Dom Jan 11, 2015 3:08 pm

Música Tema


Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Junko Ogawa   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Junko Ogawa
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» Junko Ogawa

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Dark Side RPG :: Curiosidades :: Personagens-
Ir para: