Dark Side RPG

Um RPG que se passa em um mundo pós-apocalíptico, com vários reinos se formando sobre as ruínas do mundo antigo.
 
InícioCalendárioGaleriaFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 Vaga-lume

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5
AutorMensagem
Narrador-kun

avatar

Sexo : Masculino
Status : ???
Tendência : Neutro - Neutro
Data de inscrição : 01/11/2014
Mensagens : 213

MensagemAssunto: Re: Vaga-lume   Sab Mar 21, 2015 4:13 pm

Roksana havia dito que entre 5 a 8 minutos Skyhold estaria chegando, mas para a surpresa de nossos heróis o som dos helicópteros era ouvido, e do meio da paisagem florestal surgiam três deles. A resposta de Skyhold era surpreendente, uma vez que eles tinham bases espalhadas por toda Shadowrealm era fácil para eles chegarem em qualquer lugar do território em questão de minutos.

Além dos helicópteros, que eram mais rápido e por isso estavam lá primeiro, cerca de um comboio estava a caminho, e chegaria em cerca de sete minutos na mansão.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Otohime Katashi

avatar

Sexo : Feminino
Data de nascimento : 20/04/2011
Horóscopo chinês : Gato
Zodíaco : Áries
Status : Vivo(a)
Terra Natal : Dragonland
Tendência : Leal - Bom
Data de inscrição : 01/07/2014
Mensagens : 71

MensagemAssunto: Re: Vaga-lume   Sab Mar 21, 2015 4:32 pm

- Sabe Kate, uma vez minha mãe me disse que os amigos são aquelas pessoas que nós escolhemos como família. Eu acredito muito nisso. Também acredito que se deve proteger a família de qualquer forma. Por isso quero segurá-los.

Não só Kate, como também quem estivesse com o comunicador de Kate poderia ouvir aquelas palavras. Assim que terminava de falar seus valores para Kate de forma serena, a mulher já voltava para a van, para apressar o pessoal. Não demorava muito e o som dos helicópteros surgiam.

- Vai começar... Pessoal! Temos companhia... - falava no comunicador para os companheiros. - E posso sentir comboios chegando em uns sete minutos... melhor correrem. - Falava aquilo seriamente, olhando para cima.

Repentinamente o castanho dos cabelos da Katashi sumiam, dando lugar a um prateado brilhante.

- Não vão tocar nos meus amigos... não enquanto eu puder evitar...

A voz da garota ficava mais imponente e alta. Ela levantava o braço direito e o circulo mágico que ocupava toda a região, inclusive o chão da mansão, brilhava num azul claro muito intenso. A aura de Otohime se expandia de uma única vez, revelando a seus amigos o quanto ela havia ficado mais forte. A movimentação dos ventos ficava cada vez mais rápida, chegando a interferir nos helicópteros que não poderiam se aproximar daquele lugar sem cair.

Juntamente com aquela tempestade de ventos, um tremor de terra podia ser sentido, gerando paredes enormes de terra na frente dos comboios. Caso eles se desviassem, outra parede surgiria.

- Vou ganhar tempo galera, mas não é muito... logo logo vou ficar sem energia... corram por favor...

Era tudo o que ela dizia a seus amigos para finalizar. A partir daquele momento sua mente e sua aura estariam focadas em manter os inimigos o mais distante de sua "família" que ali estava.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Dante Campanaro

avatar

Sexo : Masculino
Data de nascimento : 16/09/2012
Horóscopo chinês : Dragão
Zodíaco : Virgem
Status : Vivo(a)
Terra Natal : Qantuum
Tendência : Leal - Bom
Data de inscrição : 30/06/2014
Mensagens : 77

MensagemAssunto: Re: Vaga-lume   Sab Mar 21, 2015 9:11 pm

Era claro que as palavras de Dante eram para intimidar Rickert, mas o homem apenas ria, ele se sentia superior, o que deixava o espadachim nervoso. Por que ele não aceitava logo a derrota? Skyhold nem estava lá ainda! Eis que Roksana chegava, dizendo que daria uma surra no inimigo, e ela parecia bem séria, por isso o garoto dizia:

- Rok-san! Não fa--...

E para sua surpresa, não era Roksana quem agia e sim Ethan. O que deixava a mente do rapaz confusa diante tanta desordem e revira-voltas. Até que ele não aguentava segurar tudo, acabando por gritar quando o Vaga-lume pegava o artefato.

- VOCÊS SÃO IDIOTAS?! Por que ninguém age de forma lógica nessa merda?! Sempre fazendo o que bem entendem... AAAHHHH! Vocês são um saco! Eu desisto!

E com raiva, Dante guardava sua katana e ia voltando para a van resmungando sem parar. Estava cansado demais para pensar que no final deu tudo certo. Ele só queria voltar para seu dormitório logo. Era quando ouvia ainda dentro da mansão o som dos helicópteros e as palavras de Otohime e sua tia pelo comunicador.

- Ah qual é. Por que não podemos ir embora de uma forma normal pelo menos uma vez?! ... - Suspirando, Dante se colocava a correr. - Oto-san, é bom não exagerar, não quero ficar te carregando de novo!

O espadachim não falava por mal gosto, era uma forma que ele tinha de motivar seus amigos. Ele não conseguiria parar um helicóptero ainda no ar, sua amiga maga era a única que podia fazer isso. Em pouco tempo, conseguia sair da mansão e entrar na van. Ficando por esperar o restante para que pudessem sair imediatamente.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Saito Takeshi

avatar

Sexo : Masculino
Data de nascimento : 25/12/1991
Horóscopo chinês : Cabra
Zodíaco : Capricórnio
Status : Vivo(a)
Terra Natal : Desconhecido
Tendência : Leal - Neutro
Data de inscrição : 18/07/2014
Mensagens : 68

MensagemAssunto: Re: Vaga-lume   Dom Mar 22, 2015 4:00 pm

Saito permanecia observando-os a todo momento, mas ainda sim, sua preocupação aumentava ainda mais, pois sentia de longe a enorme quantidade de mana utilizada por Otohime para aquelas magias. Ele sabia muito bem que ela era poderosíssima, e que ainda sim tinha ficado mais forte ainda, mas sempre que ela chegava a esse estado, ela ficaria desacordada por mais tempo, o que lhe preocupava.

V.. vamos log--.

Ele era interrompido por Ethan que já o espancava e pegava o artefato, assim como Dante que passava o tempo todo reclamando, que no qual, ainda concordava em partes com ele, só achava desnecessário perder tempo com aquilo inúmeras vezes. Seguindo-os até a van e os ouvindo, Saito respondia ao que o Dante falava.

Se ela desmaiar, eu posso garantir a fuga dela, até porque estive preocupado esse tempo todo.

Uma cena rara, tanto em Saito demonstrando se preocupar com alguém como também fazendo questão de mudar o seu trajeto para ir até Otohime, ficando à 5 metros dela e esperando todos entrarem na van, para poder ajudá-la a fugir com eles, sendo por ela desmaiando, precisando de apoio para andar, ou simplesmente conseguindo sair de lá normalmente.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Roksana

avatar

Sexo : Feminino
Data de nascimento : 14/03/2004
Horóscopo chinês : Macaco
Zodíaco : Peixes
Status : Vivo(a)
Terra Natal : Skyhold
Tendência : Caótico - Neutro
Data de inscrição : 17/01/2015
Mensagens : 20

MensagemAssunto: Re: Vaga-lume   Seg Mar 23, 2015 8:09 am

Rok estava pronta pra encher aquele sujeito de porrada quando de repente Ethan atirava nele, o sorriso da mulher desaparecia e ela perdia o interesse completamente.

- Ah...viva o estraga prazeres.. Ótimo pega logo isso e vambora!

Uma pequena parte de Rok queria continuar ali e dar uma surra em qualquer soldado de Skyhold que aparecesse, mas ela não era burra assim, por isso seguia até a van com o resto do grupo, não deixando é claro de notar no caminho aquela incrível demonstração de poder por parte de Otohime.

Já dentro da Van Rok gritava logo depois de ouvir o que Saito e Dante falavam.

- Não sei por quanto tempo ela vai aguentar, mas sei que se não sairmos daqui, não vai sobrar muita coisa quando eles terminarem! Hahaha!

Roksana se apressava e corria pro banco do motorista.

- E dessa vez EU dirijo!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Narrador-kun

avatar

Sexo : Masculino
Status : ???
Tendência : Neutro - Neutro
Data de inscrição : 01/11/2014
Mensagens : 213

MensagemAssunto: Re: Vaga-lume   Seg Mar 23, 2015 4:14 pm

Os helicópteros se esforçavam para passar pela barreira de ar criada por Otohime, chegavam até a atirar aleatoriamente, alguns até iriam em direção da van de Katherine caso o forte vento não as desviasse. Estava começando a ficar perigoso, uma vez que aquele vento não os pararia para sempre. Skyhold conseguia avançar de pouco a pouco.

E diante de toda aquela ventania e foco nos helicópteros. Um dos seguranças derrotados não estava totalmente inconsciente, e depois de seu atordoamento ter melhorado com o tempo, ele percebia que em suas mãos ainda tinha uma pistola, e a primeira pessoa que via dentre todas aquelas perto e dentro da van era Katherine.

O segurança mirava, e disparava. Um tiro que ia em direção das costas da mulher que estava bem distraída vendo um radar...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Ethan Stamford

avatar

Sexo : Masculino
Data de nascimento : 14/08/2003
Horóscopo chinês : Cabra
Zodíaco : Leão
Status : Vivo(a)
Terra Natal : Qantuum
Tendência : Caótico - Neutro
Data de inscrição : 08/12/2014
Mensagens : 19

MensagemAssunto: Re: Vaga-lume   Seg Mar 23, 2015 4:18 pm

Ethan, depois que todos saiam do escritório, olhava por alguns momentos para o artefato em suas mãos. Aquilo valia muito dinheiro, com certeza teriam mais compradores que dariam muito mais dinheiro do que ele ganharia das pessoas que havia acabado de ajudar. Porém, pela primeira vez o cowboy pensava um pouco diferente. A verdade era que, mesmo passando pouco tempo com todas aquelas pessoas, cada um parecia ter um sonho grande para realizar. O que aconteceria com eles? Isso o deixava interessado, e aquela curiosidade foi mais forte que o dinheiro em sua mente.

"Heh. Meu professor não ia gostar de nada disso."

Com um sorriso animado no rosto, o Vaga-lume saia correndo do escritório um tempo depois de Roksana ter saído. E era o último a chegar na van, subindo com o artefato em mãos e dizendo:

- Vamos garota-maga! Sobe que a gente vai fugir ag- ...

Um pressentimento interrompia Ethan, e em seguida um barulho. De tiro. Quando o cowboy olhava para fora da van, via aquele segurança semi-consciente atirando, e o alvo estava bem ao seu lado. Katherine, que estava de costas para o lado de fora olhando para um radar. E sem pensar duas vezes, o Vaga-lume mostrava um lado seu que quase nunca mostrava. Podia não parecer, mas ele se apegava fácil a pessoas com quem conversava e o interessava, e por isso colocava seu braço direito na frente do trajeto da bala disparada, a fazendo parar em seu braço que perdia a força instantaneamente. Um tiro certeiro e que doía bastante. Uma expressão de dor surgia no rosto de Ethan, que sacava um revólver e atirava em direção do segurança, para tirá-lo do jogo e o impedir de disparar mais vezes.

- Tch! Que saco!

Com o braço ferido e começando a sangrar, Ethan se sentava no canto da van. Deixando uma mão por cima do ferimento enquanto batia um dos pés com força no "chão" do veículo. Expressando sua dor daquela forma, em vez de gritar como uma menininha, mesmo que quase estivesse fazendo isso. E mesmo com o rosto suando bastante, ele olhava para Katherine, com um sorriso no rosto.

- Haha... não devia se distrair assim Usagi-chan! Você é nossa estrategista...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Katherine Campanaro

avatar

Sexo : Feminino
Data de nascimento : 25/09/2000
Horóscopo chinês : Dragão
Zodíaco : Libra
Status : Vivo(a)
Terra Natal : Qantuum
Tendência : Caótico - Neutro
Data de inscrição : 18/07/2014
Mensagens : 20

MensagemAssunto: Re: Vaga-lume   Seg Mar 23, 2015 7:13 pm

Katherine escutava as palavras de Otohime com orgulho, "então estes sãos os amigos que você fez Dante" Otohime provava mais uma vez seu valor e sua coragem, Kate podia ser maluca, insana e completamente infantil, mas conseguiu entender perfeitamente aquelas palavras. Ela olhava pelo radar e podia ver claramente que a tempestade estava mantendo os inimigos afastados, Katherine estava debruçada sobre a cadeira do computador com seu rosto bem próximo ao radar, ela gritava..

- Hime-chan! Você conseguiu! Eles parecem confusos, podemos usar essa chance pra.. AAAAAh!

Um tiro? O barulho alto fazia Katherine e a cadeira na qual estava debruçada cair com tudo no piso da van.

- Ai..Ai...o que foi isso?

Quando Katherine se virava, conseguia ver Ethan com seu braço sangrando, ele fora atingido? O que aconteceu? Não importava. Antes mesmo que percebesse Katherine já estava grudada nele enquanto examinava seu ferimento, sua expressão era de preocupação total.

- Não não não não! Você tá bem?! Levou um tiro! Pressionar, precisa pressionar! Bobão! Não pode machucar assim! Não é saudável! Vem aqui!

Ela puxava ele com todas as suas forças (ou seja, a força era completamente insignificante) e o colocava sentado, era impressionante sua mudança de atitude com relação ao homem, mas não era algo especial, Katherine era assim, não conseguia ver alguém se machucar, não conseguia deixar de ajudar alguém em necessidade, sua personalidade era bondosa demais, e muitas vezes colocava sua própria segurança em risco.

Enquanto olhava o ferimento de Ethan, com ou sem a permissão dele, Katherine gritava, pois ainda estava preocupada com Otohime.

- Hime-chan! Se conseguir manter a tempestade poderemos sair sem que percebam! Mas você tem que vir com a gente! Você também é minha família então nem pense em ficar pra trás! A titia vai ficar muuuuuito magoada!

Supondo que Otohime fosse com eles, Katherine gritaria para Rok

- Rok-chan! Tira a gente daqui!

Quando a van já estivesse em movimento, Kate cuidaria do ferimento de Ethan com medicamentos que tinha guardado na van, suas mãos eram extremamente leves e ágeis, poderia ser facilmente confundida com as mãos de uma cirurgiã profissional, sua precisão e cuidado eram invejáveis, mas o que mais se destacava era sua extrema preocupação com o garoto, era como se Katherine ignorasse completamente tudo o que já havia acontecido até então e cuidasse dele como se fosse o próprio Dante, ou qualquer um que lhe fosse muito querido.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Otohime Katashi

avatar

Sexo : Feminino
Data de nascimento : 20/04/2011
Horóscopo chinês : Gato
Zodíaco : Áries
Status : Vivo(a)
Terra Natal : Dragonland
Tendência : Leal - Bom
Data de inscrição : 01/07/2014
Mensagens : 71

MensagemAssunto: Re: Vaga-lume   Seg Mar 23, 2015 10:04 pm

Todos passavam pela garota e ainda com o artefato. Aquilo era bom. O plano da Katashi também estava funcionando. Os helicópteros estavam com dificuldades. Otohime, ainda focada, ia para a van, empurrando Saito para dentro.

- Ainda com energia... ainda... um pouco de água talvez...

Quando falava aquilo começava a chover bastante somente em cima dos helicópteros.

- Um pouco de... de luz! - Raios surgiam no mesmo instante. - Isso .... vento.... mais vento....

Os ventos aumentavam. O interessante era que cada coisa que ela falava e que acontecia, a garota ficava cada vez mais pálida e a mão direitao dela tremia um pouco.

Aquilo tudo durava alguns minutos e a energia da Katashi ia diminuindo cada vez mais até que ela sorria para Kate.

- Eu disse que podia... agora...eu preciso des....- ela desmaiava dentro da van e tudo parava no mesmo segundo. O cabelo da garota deixava o tom de prateado e voltava a ser castanho. A tatuagem regredia gradualmente e ela ficava ali, desacordada, dentro da van. Tudo o que podia era esperar que quando acordasse tudo tivesse corrido bem.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Dante Campanaro

avatar

Sexo : Masculino
Data de nascimento : 16/09/2012
Horóscopo chinês : Dragão
Zodíaco : Virgem
Status : Vivo(a)
Terra Natal : Qantuum
Tendência : Leal - Bom
Data de inscrição : 30/06/2014
Mensagens : 77

MensagemAssunto: Re: Vaga-lume   Ter Mar 24, 2015 4:56 pm

Dentro da van, Dante se encontrava sentado em um canto e sorrindo. Mesmo em meio a pressão de Skyhold, ele já dava a missão como cumprida e estava satisfeito com o resultado. Com a força de Otohime, com certeza conseguiriam escapar e nenhuma perda aconteceu, e tudo isso sem um plano específico.

O som de um tiro o assustava. Ele via que o projétil vinha de fora, e estava direcionado para sua tia. Assustado, Dante estendia a mão para Katherine, queria alertá-la, mas o tiro era mais rápido. Sério? Ele ia perder mais alguém? Logo sua tia? Essas coisas passavam por sua cabeça, mas o homem em que ele ainda não confiava muito colocava seu braço na linha de fogo, e recebia o tiro no braço por Katherine.

O espadachim ficava aliviado e ao mesmo tempo surpreendido. Aquele homem tinha a coragem de arriscar uma parte de seu corpo para salvar alguém que ele nem conhecia direito. Mais uma vez se arrependia, colocando as mãos sobre ambos os joelhos, porém aquilo era bom, haviam pessoas como ele no mundo e isso o deixava feliz. Dante devia desculpas para o cowboy que tanto desconfiou, mais tarde faria isso, por hora ele apenas ficava o olhando ser tratado por Katherine, que estava super preocupada com o novo colega.

Otohime caia sem forças dentro da van, e como não estava movendo muito bem confiava em Saito para socorrê-la, afinal o mesmo havia dito que o faria. Outrora, Roksana havia dito que iria dirigir dessa vez, então Dante gritava para ela:

- Pisa fundo Rok-san! ... Já estamos todos aqui!


Última edição por Dante Campanaro em Ter Mar 24, 2015 8:06 pm, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Saito Takeshi

avatar

Sexo : Masculino
Data de nascimento : 25/12/1991
Horóscopo chinês : Cabra
Zodíaco : Capricórnio
Status : Vivo(a)
Terra Natal : Desconhecido
Tendência : Leal - Neutro
Data de inscrição : 18/07/2014
Mensagens : 68

MensagemAssunto: Re: Vaga-lume   Ter Mar 24, 2015 7:40 pm

Saito ficava esperando por Otohime terminar o que havia começado, e, antes de esperar ela ficar fraca ou algo do tipo, ele era empurrado por ela, até a van.

Oto.. hime.. vo.. ce...

E assim, ele era interrompido por ela, que observava-a ficar cada vez mais pálida e fraca, e novamente, ele aparentava mais preocupações com ela, chegando a segurá-la por um dos braços dela, sem se importar em como ela se sentiria, e mesmo assim, ela chegava até a van. Ele a olhava apenas, até o momento em que ela acabava desmaiando.

Como sempre..

Ele a respondia como algo óbvio, e assim, ele a ajeitava para ficar sentada, e com a cabeça e um pouco do tronco dela no colo dele. Olhando ao redor, ele percebia que Ethan estava com o braço sangrando. Um tiro? Nem ele mesmo sabia, mas isso fazia o pensar que a missão não havia sido 100% bem sucedida. Suspirando, ele olhava para os outros integrantes na van, e finalmente podendo encostar melhor as costas no encosto da van, cruzando os braços de Otohime por cima da própria barriga e ajeitando o cabelo dela apenas.

Eu só espero que isso tenha terminado logo.

Dizia em um tom sério, fechando os olhos e respirando fundo, procurando se recuperar ao máximo enquanto só desejava voltar para a resistência, levar ela finalmente para a enfermaria, para repousar, e avisar ao Taikun para ficar de olho nela.


Última edição por Saito Takeshi em Ter Mar 24, 2015 7:54 pm, editado 1 vez(es) (Razão : Ethan levou o tiro ANTES da Otohime entrar na van. Correção do cronograma bugado.)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Roksana

avatar

Sexo : Feminino
Data de nascimento : 14/03/2004
Horóscopo chinês : Macaco
Zodíaco : Peixes
Status : Vivo(a)
Terra Natal : Skyhold
Tendência : Caótico - Neutro
Data de inscrição : 17/01/2015
Mensagens : 20

MensagemAssunto: Re: Vaga-lume   Qua Mar 25, 2015 8:18 pm

Não havia mais tempo a perder, Roksana ficava impaciente e considerava a si mesmo idiota por ter tentado prolongar a recuperação do artefato quando se propôs a dar uma surra em Rickert como forma de vingança, imaginava Misato gritando e reclamando com ela naquele momento e uma gota de suor surgia em sua nuca

- Ainda bem que ela não veio...

Mas as coisas ficavam ainda mais sérias do que já estavam, um tiro, um ferido, e ela acelerava no exato momento em que Otohime se colocava dentro da Van.

- NÃO PRECISA PEDIR DUAS VEZES! VAMO NESSA! HAHAHA

O carro saia já muito acelerado, a habilidade no volante de Roksana logo era mostrada, ela manobrava absurdamente bem e conseguia desviar de qualquer objeto ou obstaculo no caminho sem perder velocidade, sabia se as coisas não corressem como planejado as tropas de Skyhold logo se colocariam em seu caminho, ou para melhor dizer, em sua cola, por isso ela já se preparava para escapar de uma possível perseguição, tendo em mente que não poderia guiar Skyhold até um dos esconderijos da resistência, deveria perde-los de vista antes de retornar com sua equipe para qualquer base nas proximidades.

- Tá todo mundo inteiro ai atrás?
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Ethan Stamford

avatar

Sexo : Masculino
Data de nascimento : 14/08/2003
Horóscopo chinês : Cabra
Zodíaco : Leão
Status : Vivo(a)
Terra Natal : Qantuum
Tendência : Caótico - Neutro
Data de inscrição : 08/12/2014
Mensagens : 19

MensagemAssunto: Re: Vaga-lume   Sex Mar 27, 2015 2:39 pm

A dor que sentia era grande, sim, mas não seria nada demais. Ethan de alguma forma já tinha se acostumado a viver sozinho, duas pessoas que lhe eram importantes já não existiam mais. Sua mãe, que morreu a tempos, e seu professor do mundo dos  caçadores de tesouro, Maxwel, o qual abandonou para seguir seu próprio caminho. O cowboy cuidava de suas próprias feridas e aguentava a própria dor, foram coisas que ele aprendeu a conviver, mas daquela vez, quando Katherine notou seu braço baleado, foi a primeira a saltar ao seu lado e começar a cuidar do ferimento. Logo a pessoa que mais parecia odia-lo daquele grupo.

Mas por quê? Por que aquela cena que era para ser normal deixava Ethan tão confortável? A voz preocupada da garota, mesmo usando o mesmo palavreado ofensivo que antes o agredia. Por que agora era tão confortante? E suas mãos? Ah, aquelas mãos. As mãos de Katherine eram tão delicadas e a cada toque mais fazia o cowboy esquecer daquela dor, mesmo o ferimento ainda estando lá. O Vaga-lume não sabia o que estava acontecendo, e ele conseguia apenas ficar em silêncio enquanto observava a garota que apelidou de coelhinha lhe tratar com todo o carinho e preocupação do mundo. Não tinha palavras para falar algo, era como se não pudesse ir contra a vontade dela.

Depois de alguns minutos olhando para Katherine, ao piscar os olhos uma vez, Ethan via de relance a imagem de sua mãe no lugar da "coelhinha". Aquilo era para tê-lo assustado, mas por que aquele susto o fazia sorrir sem que percebesse? E quando percebia estar daquele jeito, o Vaga-lume, colocava a mão boa sobre o chapéu e abaixava sua cabeça. E sem dizer nada em poucos minutos passava por uma experiência que jamais presenciou em sua vida. O que aquilo significava? Saudades de sua mãe? Não. Isso ele já sentia todos os dias, e com sua mente confusa e estranhamente alegre, restava para Ethan responder Roksana, mesmo que ela tivesse perguntado minutos atrás. Sua mente voltou a razão apenas agora para respondê-la.

- Estamos todos bem Rok... pode nos levar...

E desde então ficava em silêncio total, deixando Katherine cuidar de seu braço sem reclamar em momento algum, enquanto ficava mergulhado em vários pensamentos, tentando entender o que era aquele desconforto que o deixava tão leve durante os cuidados que recebia no momento...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Narrador-kun

avatar

Sexo : Masculino
Status : ???
Tendência : Neutro - Neutro
Data de inscrição : 01/11/2014
Mensagens : 213

MensagemAssunto: Re: Vaga-lume   Sex Mar 27, 2015 2:41 pm

E enquanto a van continuava sua fuga, que despistava facilmente Skyhold devido a habilidade de Roksana no volante e a magia de Otohime, o comboio finalmente chegava na mansão de Rickert, e de um dos veículos descia um importante soldado do grande reino dos céus. Ele se destacava entre os demais e certamente era o líder daquela tropa. Este ao descer já caminhava até onde Rickert se encontrava, no escritório da mansão.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Ryotaro Iwasaki

avatar

Sexo : Masculino
Data de nascimento : 18/03/2002
Horóscopo chinês : Cavalo
Zodíaco : Peixes
Status : Vivo(a)
Terra Natal : Skyhold
Tendência : Leal - Neutro
Data de inscrição : 16/03/2015
Mensagens : 6

MensagemAssunto: Re: Vaga-lume   Sex Mar 27, 2015 2:45 pm

Ryotaro Iwasaki, um excelente e jovem homem de Skyhold, entrava calmamente na mansão que a poucos minutos ainda era um campo de batalha. Trajado com uma roupa social (gravata e tudo), seguido de um casaco de couro com bolsos no lugar do paletó, caminhava até onde ficava o escritório. Seus soldados estavam patrulhando pelo local a suas ordens enquanto apenas dois andavam ao seu lado, soldados de confiança que o escoltava até seu destino.

Iwasaki não é um sobrenome estranho, e o pensamento sobre o clã, especificamente por seus pais, não saia da cabeça de Ryotaro, imagens do dia que os perdeu para uma máquina de matar pertencente ao clã rival, os Kawanos. Uma rivalidade antiga, os Iwasakis queriam destruir a maldição que os Kawanos tinham, o Yume no kuchiku-kan, por causa de sua impureza e capacidade de ameaçar a existência da linhagem maga dos Iwasakis.

Mas Ryotaro não se importava nem um pouco com essa rivalidade, seu assunto era com a máquina de matar dos Kawanos que levou a vida de seus pais quando o mesmo ainda era apenas uma criança. Mesmo seguindo cegamente os ideais de Skyhold no momento, seu principal objetivo ainda é esse. Vingança. Enquanto andava, os soldados que escoltavam seu capitão conversavam um pouco.


- Nossa, que dificuldade para chegar aqui. Nunca vi tantos obstáculos assim! Barreiras rochosas e árvores caídas no meio da estrada.

- Verdade, e ainda tava um vento fortíssimo! Capitão, você tem alguma ideia do que pode ter acontecido? Ou somos azarados mesmo?

O capitão Iwasaki pegava calmamente um cigarro, parando de frente para a porta do escritório, o acendendo e respondendo aos comentários de seus homens.

- Não foi ao acaso. Devia ter um usuário de magia entre as pessoas que causaram a baderna, assim como os magos de Ibyorack.

- Então... essa pessoa é que nem você capitão?

- Provavelmente...

Enfim, Ryotaro entrava no escritório, e tudo o que via era Rickert caido no chão inconsciente. Ficando um tempo em silêncio logo se virava para seus homens.

- Vamos leva-lo, ele deve ter alguma coisa de útil pra gente.

Com a rápida decisão, os dois homens que estavam com ele batiam continência e Ryotaro ficava um tempo olhando para a janela antes de voltar ao comboio. Pensando:

"Pode estar acontecendo algo debaixo dos nossos narizes... tenho que ficar atento com isso..."
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Narrador-kun

avatar

Sexo : Masculino
Status : ???
Tendência : Neutro - Neutro
Data de inscrição : 01/11/2014
Mensagens : 213

MensagemAssunto: Re: Vaga-lume   Sex Mar 27, 2015 2:46 pm

Voltando ao comboio com Rickert ainda inconsciente, Ryotaro dava as ordens de retirada e sua tropa voltava para sua base. Longe dali, o grupo da Resistência que tinha recuperado o artefato chegava em Bluehaven novamente, com a missão cumprida e um novo integrante ainda esperando receber alguma coisa pelo trabalho, Ethan Stamford. Logo começariam os estudos sobre o artefato que deixaria a Resistência um passo mais perto de seu movimento definitivo para tomar o controle de Shadowrealm.

Nossos heróis voltavam a suas rotinas normais, apenas Otohime que teve que se recuperar antes por ter usado bastante magia. E eles estariam prontos caso mais uma missão surgisse. Com certeza estavam animados para continuar suas jornadas e ajudar os habitantes daquela colônia de Skyhold.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Vaga-lume   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Vaga-lume
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 5 de 5Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5
 Tópicos similares
-
» [Central] Torneio de Equipes
» Vaga-lume
» Comandante Azul Linhas Aéreas
» Vagas Co-Piloto Airbus Tam
» [Brasil] Inframerica assume administração do Aeroporto Internacional de Brasília (DF)

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Dark Side RPG :: Histórias do Novo Mundo :: Ato 2 - "Shadowrealm"-
Ir para: